Guia da Semana
Viagens
Por Redação Guia da Semana

Brotas: início da aventura

Conhecida como a capital dos esportes radicais e do ecoturismo, Brotas sempre dá um jeito de surpreender os turistas.

Para quem tem espírito aventureiro, nada melhor do que colocar o pé na estrada e seguir rumo à Capital da Aventura. Brotas , a menos de 300 km de São Paulo, é uma parada mais do que obrigatória para quem busca adrenalina, esportes radicais e contato com a natureza.

Ao contrário das outras regiões interioranas, ideais para quem procura descanso e tranquilidade, Brotas oferece atividades radicais do amanhecer ao pôr-do-sol. Não faltam surpresas: para quem acha que o rafting já não dá mais frio na barriga, a sugestão é experimentar o Rafting Noturno, praticado nas noites de lua cheia. Com certeza, o frio na barriga será inevitável e a apreciação do céu de Brotas, livre das cortinas de poluição, será um presente incluso no pacote.

Mas esta não é a única opção para as noites brotenses. Aos sábados e feriados, a pedida é pegar o carro e conhecer o Centro de Estudos do Universo (CEU), que fica do lado oposto da cidade, a cerca de 15 minutos do centro. Estrelas nebulosas, planetas e a Lua podem ser admirados em detalhes por meio de um telescópio robotizado. Outro atrativo local é uma réplica do esqueleto de um Alossauro em tamanho real.

Manhãs e tardes são igualmente agitadas: entre as atividades disponíveis estão o próprio rafting, cavalgadas, trilhas radicais, escalada, tirolesa, cascading, boia-cross, arvorismo, canyonismo, mountain bike, voo de trike (um tipo de asa delta motorizada), quadriciclo e duck radical.

Ingressos para as principais atrações e para as atividades radicais são vendidos nas diversas agências de turismo, localizadas no centro da cidade. Em geral, o visitante utiliza o próprio carro para chegar aos roteiros turísticos e aos pontos de partida para a prática dos esportes radicais. É possível estacionar na rua, mas em alta temporada a procura por vagas requer uma dose extra de paciência. Para garantir um passeio seguro, é importante verificar as condições do veículo e buscar informações sobre o trajeto. A chegada à nascente Areia que Canta, por exemplo, tem um percurso de três quilômetros por estrada de terra. Por isso, é necessário checar as condições dos pneus, o balanceamento e verificar o número de pessoas a bordo do carro.

Com certeza, será impossível experimentar todas as sensações que Brotas pode oferecer em uma única visita. Portanto, é bom preparar o carro e as malas para um replay.

Como chegar: saindo de São Paulo, pegue a Rodovia dos Bandeirantes até Cordeirópolis. No km 168, entre à direita na Rodovia Washington Luís (sentido São Carlos/ São José do Rio Preto). Continue até o km 206, entre à direita seguindo as placas Jaú/ Brotas pela SP-225 ou pela Rodovia Paulo Nilo Romano. Percorra mais 40 km até a entrada de Brotas.

Foto: Divulgação/ Secretaria de Comunicação de Brotas/ Carlos Zaith

Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Turismo: 5 destinos brasileiros que serão tendência no 2º semestre de 2021

Viagens

10 lugares da Bahia para conhecer online

Viagens

10 atrações turísticas do Sul do Brasil para ver online

Viagens

10 pontos turísticos do Nordeste brasileiro para ver online

Viagens

10 destinos religiosos ao redor do mundo para ver online

Viagens

6 atrações turísticas em Mykonos, na Grécia, para ver online

Viagens