Guia da Semana
Turismo
Por Redação Guia da Semana

Brotas: início da aventura

Conhecida como a capital dos esportes radicais e do ecoturismo, Brotas sempre dá um jeito de surpreender os turistas.

Para quem tem espírito aventureiro, nada melhor do que colocar o pé na estrada e seguir rumo à Capital da Aventura. Brotas , a menos de 300 km de São Paulo, é uma parada mais do que obrigatória para quem busca adrenalina, esportes radicais e contato com a natureza.

Ao contrário das outras regiões interioranas, ideais para quem procura descanso e tranquilidade, Brotas oferece atividades radicais do amanhecer ao pôr-do-sol. Não faltam surpresas: para quem acha que o rafting já não dá mais frio na barriga, a sugestão é experimentar o Rafting Noturno, praticado nas noites de lua cheia. Com certeza, o frio na barriga será inevitável e a apreciação do céu de Brotas, livre das cortinas de poluição, será um presente incluso no pacote.

Mas esta não é a única opção para as noites brotenses. Aos sábados e feriados, a pedida é pegar o carro e conhecer o Centro de Estudos do Universo (CEU), que fica do lado oposto da cidade, a cerca de 15 minutos do centro. Estrelas nebulosas, planetas e a Lua podem ser admirados em detalhes por meio de um telescópio robotizado. Outro atrativo local é uma réplica do esqueleto de um Alossauro em tamanho real.

Manhãs e tardes são igualmente agitadas: entre as atividades disponíveis estão o próprio rafting, cavalgadas, trilhas radicais, escalada, tirolesa, cascading, boia-cross, arvorismo, canyonismo, mountain bike, voo de trike (um tipo de asa delta motorizada), quadriciclo e duck radical.

Ingressos para as principais atrações e para as atividades radicais são vendidos nas diversas agências de turismo, localizadas no centro da cidade. Em geral, o visitante utiliza o próprio carro para chegar aos roteiros turísticos e aos pontos de partida para a prática dos esportes radicais. É possível estacionar na rua, mas em alta temporada a procura por vagas requer uma dose extra de paciência. Para garantir um passeio seguro, é importante verificar as condições do veículo e buscar informações sobre o trajeto. A chegada à nascente Areia que Canta, por exemplo, tem um percurso de três quilômetros por estrada de terra. Por isso, é necessário checar as condições dos pneus, o balanceamento e verificar o número de pessoas a bordo do carro.

Com certeza, será impossível experimentar todas as sensações que Brotas pode oferecer em uma única visita. Portanto, é bom preparar o carro e as malas para um replay.

Como chegar: saindo de São Paulo, pegue a Rodovia dos Bandeirantes até Cordeirópolis. No km 168, entre à direita na Rodovia Washington Luís (sentido São Carlos/ São José do Rio Preto). Continue até o km 206, entre à direita seguindo as placas Jaú/ Brotas pela SP-225 ou pela Rodovia Paulo Nilo Romano. Percorra mais 40 km até a entrada de Brotas.

Foto: Divulgação/ Secretaria de Comunicação de Brotas/ Carlos Zaith

Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo