Guia da Semana
Turismo
Por Redação Guia da Semana

Caminho dos Príncipes

Ecoturismo, compras, prédios históricos e culinária típica caracterizam a região.

Foto: Beto Westphal/Santur

Portal de entrada de Joinville

Polo industrial de Santa Catarina, influência da imigração europeia, cidade da dança e das flores, região portuária e de balneários. Estas são algumas formas de descrever o Caminho dos Príncipes, no nordeste catarinense.

As cidades deste roteiro são: Joinville, São Francisco do Sul, Jaraguá do Sul, São Bento do Sul, Rio Negrinho, Corupá, Campo Alegre, Mafra, Itaiópolis, Schroeder, Itapoá, Garuva, Balneário Barra do Sul, Barra Velha, Papanduva, Araquari, Guaramirim, Massarandupa, São João do Itaperiú e Monte Castelo.

Joinville

Principal cidade da região e maior do Estado, Joinville alia tradição à modernidade. O nome do município refere-se a uma homenagem dada ao príncipe de Joinville, François Ferdinand Philipe, filho de Louis Philipe, rei da França. Ao se casar com a princesa Francisca Carolina, irmã do imperador D. Pedro II, François cedeu a maior parte do dote à colônia.

Além de ser chamada de Cidade dos Príncipes, Joinville é conhecida como Cidade das Flores, Cidade das Bicicletas, Manchester Catarinense, entre outros. Recentemente recebeu o título de Cidade da Dança, por sediar o Festival de Dança de Joinville, maior da América Latina, e a Escola do Teatro Bolshoi no Brasil.

As opções de lazer variam de acordo com o gosto do visitante: fazer compras, curtir casas noturnas ou fazer roteiros culturais. A paisagem de Joinville, localizada entre a serra e o mar, é unanimidade tanto pela beleza geográfica quanto pelos caprichosos jardins que enfeitam a cidade.

Os destaques são o Museu da Bicicleta, único do gênero em toda América do Sul, o barco Príncipe de Joinville III, barco de turismo que faz passeios até São Francisco do Sul, e as tradições germânicas. Em julho, o Festival de Dança recebe milhares de turistas e bailarinos.

Sugestões de passeios

- Visitar a Rua das Palmeiras, Museu Nacional da Imigração, Mercado Público Municipal, Mirante, Parque Zoobotânico, Catedral Diocesana, Santuário do Sagrado Coração de Jesus, Escola Bolshoi e orquidários;
- Conhecer o turismo rural da Estrada Bonita e do Piraí.
- Subir a Serra Imperial Dona Francisca.
- Ir com o barco Príncipe de Joinville III até São Francisco do Sul. 

São Francisco do Sul    


Esta ilha costeira é uma das mais antigas do Brasil. Situada na baía da Babitonga, foi fundada por franceses e colonizada por portugueses, cuja herança permanece viva por meio de 150 prédios tombados pelo Patrimônio Histórico Nacional.  

As principais atrações de São Francisco do Sul são o Centro Histórico e 14 praias de águas calmas.  Uma parada imperdível é no Museu Nacional do Mar, que abriga dezenas de embarcações, inclusive o barco Paraty I, usado por Amyr Klink na travessia a remo do Oceano Atlântico.        

Se o objetivo for praticar ecoturismo, entre as opções está conhecer a Vila da Glória, na região continental do município, onde trilhas pela Mata Atlântica levam a várias cachoeiras, mas devem ser acompanhadas por guia local.

Nos passeios de barco, avista-se o Porto de São Francisco do Sul, quinto maior brasileiro em  movimentação de contêineres.  

Jaraguá do Sul    

A cidade está situada no Vale do Itapocu, a 182km de Florianópolis e a 44km de Joinville, rodeada por morros, remanescente de Mata Atlântica e cachoeiras. A geografia é propícia para o ecoturismo e a prática de voo livre, tanto que abriga a única empresa fabricante de parapente na América do Sul.

Um dos passeios de natureza em destaque é o Parque Malwee, cuja área preservada chega a 1,5 milhão de metros quadrados. Pertence aos funcionários da Malwee já que Jaraguá do Sul é um polo têxtil. Outra atração é o arvorismo, trilhas suspensas nas copas de árvores.   

Além da vocação para os esportes e para o turismo ecológico, o município possui diversos roteiros culturais devido ao mosaico étnico na região. São rotas da colonização alemã, italiana e húngara.

São Bento do Sul    


Distante 259 km de Florianópolis, São Bento do Sul é um mix de culturas europeias. Foi colonizada por imigrantes alemães, italianos, austríacos, poloneses, tchecos e brasileiros de outras regiões do país.

Conhecido como a Cidade da Música e do Folclore, o município cultiva as tradições dos antepassados em festas típicas, como Schlachfest e Musikfest, e na gastronomia local. Possui também atrativos naturais, tais quais cavernas, cachoeiras, formações rochosas e piscinas naturais. 

Rio Negrinho   
    

Este município de cerca de 40 mil habitantes foi disputado por Santa Catarina e Paraná, no início do século XX, devido à produção de erva-mate.

Hoje a principal atração do local é o passeio de Maria Fumaça, excelente maneira de conhecer a região. O percurso de 45km desce a Serra do Mar, chegando em São Bento do Sul. Os passeios saem aos sábados, uma vez por mês.

Entre Rio Negrinho e São Bento do Sul, há o roteiro dos móveis, já que várias fábricas estão instaladas na região.

Veja também:

Mais cidades do Caminho dos Príncipes

Serviços e hospedagem deste roteiro  


Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo