Guia da Semana
Viagens
Por Juliana Andrade

Casa do Povo, conheça um dos maiores símbolos culturais de São Paulo

O espaço que teve sua época áurea nos anos 50, 60 e 70, luta para voltar a ser um dos pontos de encontro da arte e da cultura na cidade.

Casa do Povo na época que abrigava a escola Scholem Aleichem (Arquivo)

Quem passa em frente ao edifício antigão e, à primeira vista, abandonado na rua Três Rios, no Bom Retiro, nem imagina que um dia já foi um dos lugares mais importantes para cena cultural de São Paulo.

+ Casa das Caldeiras abre edital para programa de residência artística
+ Saiba quais são os coletivos que atuam em SP

Inaugurado em 1953, o prédio de três andares com arquitetura modernista, que foi símbolo de resistência cultural à ditadura militar e ponto de encontro de artistas e estudantes durante os anos 60 e 70, atualmente luta para voltar à ativa.

Pra você ter uma ideia, o local que já abrigou o Centro Cultura e Progresso, a Scholem Aleichem (escola fundada por judeus progressistas), e o teatro TAIB foi abandonado nos últimos anos e agora conta com a ajuda de ex-alunos da Scholem para reerguer o espaço.

“A Casa do Povo sempre foi um lugar de congregação, por isso resgatamos essa tradição e convidamos projetos e coletivos a ajudar a gente a manter viva a alma deste prédio”, diz Benjamin Seroussi, curador da casa e um dos membros do conselho, em entrevista ao Guia da Semana. O Ocupeacidade, que recentemente recebeu a gente em uma das salas no edifício, está entre alguns desses coletivos.

O projeto de revitalização da Casa do Povo foi desenvolvido pelo arquiteto Isay Weinfeld e pré-orçado em R$ 12 milhões. “Ainda estamos em fase de desenvolvimento do projeto. Implementamos muita coisa já para adequar o prédio. O projeto preliminar da reforma geral está encaminhado e em fase de aprovação. Vamos agora começar a captar recursos”, comenta Benjamin.

Mesmo sem a reforma, a casa recebe diversas programações culturais. Veja a seguir as próximas atividades:

►Inside Out Bom Retiro
Quando: a partir de 15 de fevereiro de 2014
O que: projeto colaborativo criado pelo artista francês JR que consiste em tirar retratos das pessoas de uma comunidade. Na versão do Bom Retiro, além da equipe da Casa do Povo fotografar moradores, comerciantes e transeuntes do bairro, também resgatou imagens dos anos 1950 achadas no arquivo histórico da Casa.

►Longitudes: a formação do artista contemporâneo no Brasil
Quando: 29 e 30 de março de 2014
O que: diversos profissionais da arte debatem sobre a formação do artista contemporâneo no Brasil. Alguns dos nomes confirmados são: Ricardo Basbaum, Júlio Martins, Carla Zaccagnini, José Spaniol e Felipe Scovino.

►6ª Feira de Arte impressa do Tijuana
Quando: 23 e 24 de agosto de 2014 (a confirmar)
O que: realizada em parceria com a Tijuana, Galeria Vermelho, Oficina Cultural Oswald de Andrade e Anamauê. A 6ª edição da feira Tijuana acontecerá pelo segundo ano consecutivo na Casa do Povo, e busca expandir o número de público, editoras participantes e atividades.


Por Juliana Andrade

Atualizado em 8 Mar 2014.

Mais notícias

10 lugares da Bahia para conhecer online

Viagens

10 atrações turísticas do Sul do Brasil para ver online

Viagens

10 pontos turísticos do Nordeste brasileiro para ver online

Viagens

10 destinos religiosos ao redor do mundo para ver online

Viagens

6 atrações turísticas em Mykonos, na Grécia, para ver online

Viagens

10 montanhas incríveis ao redor do mundo para ver online

Viagens