Guia da Semana
Turismo
Por Redação Guia da Semana

Charme chileno

Rodeada por lagos e vulcões, Puerto Varas oferece belas paisagens e sofisticados hotéis. Saiba mais sobre essa pequena cidade ao sul do Chile.

Foto: Divulgação

Vulcão Osorno e lago Llanquihue são os principais cartões-postais de Puerto Varas

Imagine uma pequena cidade com arquitetura alemã, cercada por belos lagos e pela exuberância de vulcões. Assim é a charmosa Puerto Varas, localizada ao sul do Chile, a 20 km de Puerto Montt. Colonizada por alemães no século 19, a região fica à beira do lago Llanquihue, o segundo maior do país, com 870 quilômetros de extensão e profundidade máxima de 350 metros. Para compor o visual, de praticamente todos os pontos, é possível avistar o vulcão Osorno, que tem 2.652 metros de altura e uma geleira no pico.

Para chegar a Puerto Varas, é necessário ir a Santiago e pegar um voo para Puerto Montt, que leva, aproximadamente,1h40.  Ideal para quem procura descanso e paisagem romântica, a cidade proporciona o encanto de uma geografia exótica aos olhos de brasileiros e o charme das construções de madeira. O friozinho também embala os casais que visitam a região, já que, em média, há somente 60 dias de sol por ano. Para quem procura adrenalina, existem passeios mais aventureiros, como rafting, trilhas, canoagem, tirolesa e esqui durante o inverno.

Infelizmente, devido ao clima chuvoso da região, nem sempre é possível ver os vulcões completamente descobertos. De maio a setembro, há muita chuva e as temperaturas ficam entre 7º e 14º. Entre setembro e dezembro, as precipitações diminuem um pouco, mas o clima só fica mais ameno no verão, de janeiro a março, em que as temperaturas variam entre 20º e 26º. De junho a outubro, é possível esquiar no centro instalado no vulcão Osorno, que traz entre oito e 11 pistas para todos os níveis.

Capital turística

Foto: Divulgação

Teleférico da pista de esqui localizada no Osorno

Voltada para o turismo, atualmente, Puerto Varas conta com uma excelente infraestrutura hoteleira, com quatro opções cinco estrelas. As antigas casas alemãs também se transformaram em hospedagens para abrigar turistas que procuram opções mais acessíveis. O local também apresenta forte atividade gastronômica, baseada em peixes e frutos do mar. Desde 1985, o cultivo do salmão ganhou força na cidade. Hoje, já existem mais de 30 viveiros do peixe, sendo que o local é um dos principais produtores do Chile.

Além dos excelentes hotéis, a cidade possui diversas lojas e feiras de artesanato. Os estabelecimentos comerciais funcionam de segunda a sexta, das 9h às 13h e das 15h às 17h. Aos sábados, ficam com as portas abertas somente das 9h às 13h. As compras podem ser feitas em pesos chilenos ou em dólar. Para atender os turistas, há três casas de câmbio no centro e caixas de bancos. Há também clínica médica e cinco empresas de aluguel de carros.

Paradas obrigatórias

Foto: Divulgação

Cidade de Frutillar, que fica à beira do Llanquihue e traz construções alemãs totalmente preservadas

Entre os pontos turísticos que não podem passar em branco por quem vai a Puerto Varas estão os vilarejos de Frutillar e Puerto Octay, que também ficam à beira do lago Llanquihue. Nessas localidades, é possível encontrar centros de artesanato, pequenos restaurantes, balneários e pontos para pesca esportiva. Mas o principal atrativo das províncias é a arquitetura tradicional alemã, que foi conservada na grande maioria das construções e confere charme à área.

Em Frutillar, há grande variedade de opções gastronômicas, fugindo um pouco dos frutos do mar. Com 14 hotéis, além dos chalés e dos alojamentos, a cidade é famosa por abrigar congressos. Lá também existe o Teatro del Lago, que oferece atrações musicais diversificadas. Todo ano, entre a última semana de janeiro e a primeira de fevereiro, acontecem as Semanas Musicais de Frutillar, um evento de música clássica. Em setembro, há o Festival Latino-americano, que conta com grupos de diversos segmentos artísticos.

Em Puerto Octay, o verde domina a maioria das paisagens. Por lá, existe um povoado basicamente agrícola. Por muito tempo, a única comunicação com outras regiões era feita através do lago, por isso o nome de porto. Em dias de sol, vale a pena fazer uma parada no mirante da cidade, que possui uma das melhores vistas para o lago Llanquihue e para o Osorno. No final da tarde, a pedida é visitar as casas de chá alemãs, que ficam abertas entre 17 e 18 horas.









Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo