Guia da Semana
Turismo
Por Redação Guia da Semana

Cheio de cultura

Antigo prédio da capital paranaense foi tombado como patrimônio histórico e possui uma programação especial para os visitantes.

Foto: Divulgação

Apesar do Paço da Liberdade ter sido reinaugurado em março de 2009, só estive lá pela primeira vez em dezembro, e apenas no belo café do local. Uma visita rápida com um amigo que adorava o famoso prédio.

O Paço foi construído em 1916 para ser a Prefeitura e Câmara Municipal da cidade e também foi sede do Museu Paranaense. Após dois anos de restauração, virou um centro cultural administrado pelo SESC. O objetivo do local hoje é oferecer à população informação, arte, cinema, música, entre outras coisas bem bacanas e isso fica claro logo que você chega lá. Na minha última visita, pude curtir uma pianista incrível tocando no café, enquanto eu fazia um lanche rápido com um amigo, e falava sobre uma exposição que eu havia visto momentos antes.

Essa semana estive lá por um motivo bem importante: a incrível exposição O Compadre de Ogum - Serigrafias de Carybé.

Carybé, que na verdade se chamava Hector Julio Paride Bernabó, nasceu em Buenos Aires mas morou no Rio de Janeiro e cursou a Escola de Belas Artes. O jovem era realmente um artista: pintor, desenhista, escultor, foi diretor de arte, figurinista e ator, além de ter ilustrado obras de famosos autores como Gabriel Garcia Márquez e Jorge Amado.

O artista era apaixonado pela Bahia e essa exposição de serigrafias mostra exatamente tudo que povoa nosso imaginário ao pensarmos naquele lugar incrível: baianas, Pelourinho, Candomblé e todos aqueles costumes que já conhecemos, senão pessoalmente, mas por novelas, livros e cinema. A visão de Carybé a respeito daquele povo que ele ama é tão única que Jorge Amado disse, certa vez, que ele é o mais baiano de todos os baianos.

Aproveitando a visita ao Paço, não resisti e parei no café para tomar o que, em minha opinião, é o melhor chocolate quente da cidade. Uma placa no local indicava que começaria em instantes um filme de Pasolini em um dos salões do prédio. Sim, Pasolini!
E para os fãs de uma boa música de Curitiba, toda terça, quinta e domingo há shows no Café do Paço, uma grande oportunidade de conhecer melhor os artistas locais.

Essas são apenas algumas dicas de programação do Paço da Liberdade. Saí daquele prédio feliz por vários motivos, mas principalmente por ver um lugar que foi tombado como patrimônio histórico, ser reaproveitado de uma forma tão especial.

Leia a coluna anterior de Felippe Brana:

Cultura e mais cultura

Novidades no Paraná Quem é o colunista: Felippe Brana .

O que faz:
Publicitário.

Pecado Gastronômico: Petit Gateau.

Melhor lugar do mundo: O meu mundo paralelo é uma sala de cinema.

O que está ouvindo no carro, iPod, mp3: Damien Rice, Chris Garneau, Jon McLaughlin, Gary Jules, Glen Hansard, Jay Brannan.

Fale com ele: febrana @hotmail.com

Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo