Guia da Semana
Turismo
Por Redação Guia da Semana

Descanso na ilha do Sul

Colunista aproveita o Carnaval e pega estrada para passeios inesquecíveis em Florianópolis.

Foto: Arquivo Pessoal

Foram 12 horas de viagem só para chegar lá, mas valeu a pena. Floripa é mesmo a capital para quem quer um pouco de paz e passeios para deixarem uma marca especial.

Bem, o primeiro dia foi regado com muita água e pouca areia na praia de Canasvieiras, onde a Argentina inteira resolveu passar o feriado. Isso porque a maré sobe rapidamente e a faixa destinada ao banho de sol fica estreita a ponto de inexistir em determinados trechos. O lugar é mesmo para quem gosta de se molhar e, vou dizer, para essas pessoas, a temperatura do mar é ideal, assim como as poucas ondas.

Foi ali mesmo que fizemos o melhor passeio: mergulho. Como eu nunca tinha decido menos de um metro na piscina, então fiz o tal do Batismo, onde um instrutor me levou a pouco mais de 10 metros pra baixo d'água, na Ilha do Arvoredo. Lógico que, antes de chegar lá, rolou um passeio de uma hora de barco, o que rendeu um belo de um enjoo e o cuidado sensacional dos guias. Fiquei mareada, é fato, mas pular naquela água tirou qualquer mal-estar.

Com o aparelho pronto, veio a ordem: "abaixe a cabeça na água". Abaixei, sufoquei, voltei. A sequência repetiu três vezes, com toda a paciência do instrutor, que me mostrou que bastava ter calma para o passeio fluir. E fluiu! Muito bem, por sinal! Eu vi uma tartarga, peixes dos mais diversos tipos, escrevi meu nome no fundo do mar e ainda acariciei uma estrelinha. Perfeito! Quem tiver a oportunidade, faça o passeio. Na volta, fiquei apenas com o snorquel observando o fundo do mar, com uma visibilidade incrível! E melhor: nadando no meio de milhares de peixinhos. Retornando à praia, enganei o enjoo com uma bela soneca no fundo do barco.

No segundo dia, o city tour praias foi a escolha. Mas eu realmente não recomendo este passeio na cidade, já que norte e sul são distantes e você acaba passando mais tempo na van do que nos lugares em si, que incluem o Mercado Municipal e a ponte Hercílio Luz. A sugestão é separar um dia para cada lugar.

Por exemplo, um dia para conhecer Jurerê e Jurerê Internacional e outro para Joaquina e Praia Mole. Mas, não deixe de visitar a Barra da Lagoa, com um restaurante ótimo chamado Dois Irmãos. No local, o prato para dois deve servir umas quatro pessoas. Boa comida a baixo custo. Sem contar que a praia é linda, com a água um pouco mais gelada.

O terceiro dia foi dedicado à Escuna, com direito a muitos uruguaios, além de piratas e música. Uma visita à Fortaleza de Santa Cruz mostra um pouco da história da ilha, com arquitetura portuguesa, canhões e até uma ossada de baleia! De lá, a gente seguiu para um belo mergulho no mar, do ladinho da Ilha do Francês, uma propriedade particular. É maravilhoso nadar sem enxergar onde começa ou acaba a praia.

Afinal, Floripa é o melhor lugar para quem quer descanso, paz e muita natureza.

Quem é a colunista: Carol Tavares, em busca de novas descobertas.

O que faz: repórter do Portal MTV.

Pecado gastronômico: tapioca de banana com chocolate coberta por sorvete.

O que está rolando no seu iPod: Man Of The Hour - Norah Jones. Ela fez essa música para um cachorro! Genial!

Melhor lugar do Brasil: no momento, Rio de Janeiro está ganhando.

Fale com ela: [email protected]


Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo