Guia da Semana
Turismo
Por Redação Guia da Semana

Descobrindo Annecy

Algumas vezes, as melhores coisas de uma viagem acontecem por acaso. Foi assim que conheci essa pequena cidade no interior da França.

Foto: Arquivo Pessoal



Eu estava jantando num restaurante típico de Nice, no sul do país, quando um casal na mesa ao lado puxou assunto. Eram um francês e uma brasileira que haviam se conhecido naquela semana, logo que ela chegou do Brasil. E nada como conhecer um morador local para aprender mais sobre a região.

Durante a conversa, pedi para ele me dar sua opinião sobre o roteiro que eu havia planejado, já que, no dia seguinte, eu seguiria mochilando pelo país: dali, iria para Avignon, Lyon, Chamonix e Paris. "Se você tiver tempo, vá a Annecy", disse o francês. Sugestão anotada, mas colocada em segundo plano, afinal, eu nunca tinha ouvido falar do lugar.

Quando cheguei a Lyon, sem reservas em hotel ou albergue, a Bienal de Dança -que só eu parecia ignorar que aconteceria naquele período - fez com que todas as hospedagens estivessem lotadas. Depois de rodar pelas ruas com 12 quilos de bagagem nas costas em busca de um lugar para dormir, decidi pegar o trem em direção à sugestão do tal francês.

Apesar de não ser muito conhecida pelos estrangeiros, Annecy é uma ótima surpresa. Ela fica localizada na parte leste da França, no caminho para os Alpes, do lado de um lago grande de mesmo nome. Ao caminhar em direção a esse lago, o cartão-postal da localidade, a paisagem muda, e a sensação é a de ter entrado em um dos contos dos irmãos Grimm.

Toda cortada por canais, a cidade é realmente encantadora. Ela lembra uma Veneza medieval, com casinhas de pedra e até um castelinho no topo de um morro. No final da tarde, as luzes acesas, as mesinhas nas ruas estreitas do centro antigo, as floreiras nas janelas e pontes... Enfim, toda a atmosfera local me fez reservar mais um dia para conhecer o lugar.

A influência suíça se reflete na gastronomia. Para quem gosta de frutos do mar, a caldeirada de mariscos não pode ficar de fora do cardápio. Muito bem servido, o prato é o carro-chefe de diversos restaurantes, que para acompanhá-lo, oferecem um vasto menu de cervejas. O custo da refeição fica em torno de 15 euros. A satisfação é garantida.

Durante o dia, alugar bicicleta e pedalar pela ciclovia que circunda todo o lago é uma ótima opção de lazer. Dá para parar em diversos pontos de pequenas praias. Passeios de barco são os mais procurados pelos turistas, que navegam pelo lago ou pelos canais. No parque, localizado no centro antigo, é possível fazer piqueniques e aproveitar a natureza.

Definitivamente, Annecy foi numa das melhores partes da viagem e me fez pensar em quantos lugares surpreendentes ainda existem no mundo para se conhecer. Levei esta lição para minhas próximas férias: sempre procurar saber dos habitantes locais quais destinos eles recomendam visitar.


Quem é a colunista: Fernanda Salla.

O que faz: Jornalista e Relações Públicas.

Pecado gastronômico: Experimentar pratos novos e diferentes.

Melhor lugar do Mundo: O lugar da minha próxima viagem.

Fale com ela: [email protected]



Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo