Guia da Semana
Viagens
Por Redação Guia da Semana

E no calor...

O verão em Nova Iorque está chegando e colunista relembra uma viagem que fez nessa época para os Estados Unidos.

Foto: Arquivo Pessoal

Está chegando o verão no hemisfério norte e isto me fez lembrar uma deliciosa visita que fiz a Nova Iorque em pleno julho. Claro que é muito quente, mas vou dar umas dicas para fugir do calorão e aproveitar o que a cidade tem de melhor para viver ao ar livre! Fui acompanhada pela minha filha Victória e ciceroneada por Lívia Amaral e por Gustavo Alvarez, moradores da cidade por vários anos. Foram guias perfeitos para os programas que tínhamos agendado.

Começamos com um passeio a pé pela Brooklyn Bridge, cenário de encontros românticos no cinema, como no filme Sex and the City. Oferece um ângulo inusitado da cidade, sem precisar ir muito longe e nem pegar barco. A Brooklyn Bridge é uma das pontes suspensas mais antigas dos Estados Unidos, inaugurada em 1883, com uma extensão de quase dois quilômetros e, desde então, figura entre os mais importantes cartões postais da cidade.

A ponte tem um andar somente para pedestres, então a caminhada torna-se mais prazerosa e até tranquila, estando o movimento de carros num nível mais baixo. Localizada ao sul de Manhattan, na altura do Pier 1, a novidade é um parque sob a ponte que acabou de ser inaugurado.

Aproveitando que estávamos no sul de Manhattan, fomos desvendar o Lower West Side, do lado oeste da ilha com vista para Nova Jersey. Um bairro descolado e quase totalmente residencial, possui excelentes restaurantes e o Hudson River Park, onde malhar, desfrutar de banhos de sol e ver o tempo passar, é um programa muito comum por lá.

Acabamos almoçando no Lower East Side. Como o nome indica, na mesma altura só que do lado leste. Aqui o Tompkins Square Park é quase uma "fauna", tipos estranhos, grupos rezando, cantando e dançando numa batida que eu nem me arrisco a tentar alcançar. Mas saindo do parque, a St. Marks Place é uma pequena rua repleta de ótimos restaurantes e nós escolhemos o Yaffa Café (97 St. Marks Pl.). Barato e muito transado, eu adorei tudo por lá! Claro que o Soho também fica ali bem pertinho, mas fica para outro dia.

Jantamos também nas imediações, num dos locais recentemente escolhidos como "in" na Big Apple, o Meatpacking District. Como era uma noite festiva, reservamos no Buddakan, o restaurante onde foi o noivado da Kerry do longa Sex and the City. É um lugar lindo, que possui um excelente cardápio, com uma culinária meio oriental de pequenas porções. Para uma noite mais quente e descontraída, indico o Pastis (9 Ninth Ave) e, para finalizar, com um programa movimentado, o bar do Gansevoort Hotel (18 Ninth Ave).

Estando em NYC no verão, não deixe de ir ao Bryant Park, toda segunda, no coração da Midtown, logo atrás da National Library. Lá é onde acontece também a NY Fashion Week. Mas o que nos interessa são as sessões de cinema ao ar livre com filmes cult, que começam entre 20h e 21h . Um local fantástico com muita gente nos cafés ao ar livre e curtindo o astral de uma noite diferente.

Visitar o Metropolitan Museum é programa obrigatório em Nova Iorque, mas é somente no verão que se consegue ir até o terraço de onde o visual do Central Park é deslumbrante. Nas outras épocas do ano, este espaço fica fechado.

No mesmo dia, pudemos aproveitar para fazer um piquenique na relva do Central Park ou, para os mais comodistas, um almoço no Boat House, um restaurante no meio do parque na altura da 72 St., que possui um excelente cardápio de frutos do mar, além de muitas outras opções.

Completando o programa, existem barcos e bicicletas para alugar, bem o lado do Boat House. E para dar uma volta inteira no Central Park em duas rodas não se leva mais do que 1h30, o que pode ser um bom exercício depois de um farto almoço.

O melhor programa de nossa estada em Nova Iorque foi dar uma escapada da cidade! Encontramos uma praia meio "californiana" há menos de três horas de Manhattan. Sol, surfe, gente bonita e um mar que vale um mergulho. Conto nossa peripécia até Montawk na próxima coluna.

Leia a coluna anterior de Mylene Rizzo:

Um roteiro que vale a pena


Quem é a colunista: Mylene Friedrich Rizzo.

O que faz: Fala sobre história no curso "Encontros com Arte" e acompanha grupos de viagens culturais.

Pecado Gastronômico: doce de ovos.

Melhor lugar do mundo: é o próximo para onde vou viajar.

Fale com ela: mrizzo@terra.com.br ou acesse seu blog Viajando com Arte.


Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

10 lugares da Bahia para conhecer online

Viagens

10 atrações turísticas do Sul do Brasil para ver online

Viagens

10 pontos turísticos do Nordeste brasileiro para ver online

Viagens

10 destinos religiosos ao redor do mundo para ver online

Viagens

6 atrações turísticas em Mykonos, na Grécia, para ver online

Viagens

10 montanhas incríveis ao redor do mundo para ver online

Viagens