Guia da Semana

Guia da Semana




1822 - A imperatriz do Brasil, Maria Leopoldina Josefa Carolina, exige que D. Pedro proclame a independência do Brasil;

1827 - Surgia a primeira lei sobre educação das mulheres, que permitia a frequencia em escolas elementares, mas o ensino superior ainda era proibido;

1879 - Mulheres ganham autorização do governo para fazer faculdade;

1885 - Chiquinha Gonzaga estréia como a primeira mulher no Brasil a estar à frente de uma orquestra;

1887 - Rita Lobato Velho formou-se como a primeira médica brasileira;

1927 - Juvenal Lamartine, governador do Rio Grande do Norte, altera a lei
eleitoral, dando o direito de voto às mulheres. Em 25 de novembro aconteceu o primeiro voto feminino;

1932 - Getúlio Vargas garante o direito de voto às mulheres brasileiras pelo novo Código Eleitoral;

1932 - A nadadora Maria Lenk é a primeira atleta brasileira a participar de uma Olimpíada, com 17 anos;

1933 - Carlota Pereira de Queiroz foi a primeira deputada na Assembléia Constituinte;

1937- O Decreto 3199 proibia a prática de "luta de qualquer natureza, futebol de salão, futebol de praia, pólo, pólo aquático, halterofilismo e beisebol" por mulheres;

1960 - A paulista Maria Esther Andion Bueno torna-se a primeira mulher a vencer os quatro torneios de tênis (Australian Open, Wimbledon, Roland Garros e US Open);

1979 - Eunice Michilles torna-se a primeira mulher a ocupar o cargo de Senadora;

1980 - Surge o lema: "Quem ama não mata" e os centros de autodefesa para reduzir a violência contra a mulher;

1983 - O Ministério da Saúde cria o PAISM - Programa de Atenção Integral à Saúde da Mulher;

1985 - A primeira Delegacia de Atendimento Especializado à Mulher - DEAM (SP) e o Projeto de Lei que criou o Conselho Nacional dos Direitos da Mulher são anunciados;

1993 - Zélia Cardoso de Mello é a primeira ministra do Brasil;

1994 - Roseana Sarney é a primeira mulher eleita governadora de um estado brasileiro: o Maranhão;

1996 - A Academia Brasileira de Letras ganha a primeira presidente, a escritora Nélida Piñon;

1997 - As mulheres já ocupam 7% das cadeiras da Câmara dos Deputados; 7,4% do Senado Federal; 6% das prefeituras brasileiras. O índice de vereadoras eleitas aumentou de 5,5%, em 92, para 12%, em 96;

1998 - Primeira mulher a presidir a sessão do Congresso Nacional, a senadora Benedita da Silva entra no poder.

Fonte: IBGE

Atualizado em 6 Set 2011.