Guia da Semana

Guia da Semana

Além de visitar os principais pontos turísticos de Curitiba, os turistas adoram saborear as comidas típicas e visitar os restaurantes mais famosos da cidade. Na capital paranaense, a dica é passear por Santa Felicidade, o bairro mais italiano e gastronômico de todos!

+ Faça um passeio por Curitiba com a Linha Turismo
+ Confira os 10 principais pontos turísticos de Curitiba
+ Feirinha do Largo da Ordem em Curitiba: um espaço multicultural

Santa Felicidade é uma antiga colônia formada em 1878 por imigrantes italianos. O bairro conta com diversas casas típicas da colonização italiana que constituem unidades de convervação por seu valor histórico, arquitetônico e sentimental.

A região era a antiga Colônia Santa Felicidade, formada por núcleos coloniais de imigrantes, principalmente, imigrantes italianos vindos das regiões de Veneto e Trento, no norte da Itália. Os italianos dedicaram-se inicialmente à produção de queijos, vinhos e hortigranjeiros. Parte das terras foi doada por Dona Felicidade Borges aos imigrantes italianos. Dona Felicidade também doou seu nome ao bairro.

Em 1891, atendendo à forte religiosidade dos imigrantes italianos, foi construída a Igreja São José, em Santa Felicidade. Em 1899, construiu-se a primeira escola. Na virada do século 19 para o 20, a região já era habitada por cerca de 200 famílias. Algumas construções dessa época ainda existem na região, como a Casa Culpi, a Casa dos Arcos, a Casa dos Gerânios e a Casa das Pinturas.

Santa Felicidade era também um caminho de passagem de tropeiros nos séculos 18 e 19. A parada das tropas, para repouso e alimentação, contribuiu para a tradição gastronômica do bairro.

Nos dias de hoje, o bairro abriga restaurantes, vinícolas, cantinas de vinho, lojas de artesanato e móveis de vime e junco. Eventos típicos como a Festa da Polenta e do Frango, no Bosque São Cristóvão, manifestam as tradições de cultura italiana de Santa Felicidade.

Atualizado em 1 Jul 2013.