Guia da Semana
Viagens
Por Redação Guia da Semana

Febre Amarela

Os riscos de se pegar a doença que está na boca do povo.

Foto: David de Lossy/Photodisc

Você está com medo de pegar febre amarela e saiu correndo para um posto de saúde para tomar sua vacina? Se os nove casos de morte confirmados noticiados na imprensa neste ano (até 23/1) lhe impressionaram muito, acalme-se. Principalmente para os moradores de área urbana, a chance é mínima de contrair a doença. O Guia da Semana preparou um roteiro de para quais locais você deve tomar a vacina se for viajar.

Se você mora ou vai viajar para regiões de matas e rios de qualquer estado do Norte ou Centro-Oeste do Brasil, Maranhão, sudoeste do Piauí, oeste e extremo-sul da Bahia, Minas Gerais, oeste de São Paulo, norte do Espírito Santo, além de oeste dos estados de Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, deve tomar a vacina dez dias antes de ir ao local, caso não tenha tomado nos últimos dez anos.

Foto: Keith Brofsky/Photodisc
Na América, há risco de pegar febre amarela em Colômbia, Venezuela, Panamá, Trinidad e Tobago, Guiana, Guiana Francesa, Suriname e partes de Equador, Peru e Bolívia. Grande parte da África também tem focos: Angola, Benin, Burkina Faso, Burundi, Camarões, Chade, Congo, Costa do Marfim, Djibouti, Etiópia, Gabão, Gâmbia, Gana, Guiné, Guiné Equatorial, Guiné-Bissau, Libéria, Mali, Mauritânia, Níger, Nigéria, Quênia, República Democrática do Congo, República Centro-Africana, Ruanda, São Tomé e Príncipe, Senegal, Serra Leoa, Somália, Sudão, Tanzânia, Togo, Uganda e Zâmbia. Para estes locais, a Organização Mundial da Saúde exige a vacina.

A doença

A febre amarela é uma doença infecciosa causada por um vírus chamado flavivírus. Pode ser adquirida tanto na área rural como na urbana. Na rural, a transmissão é realizada pelo mosquito Haemagogus, que pica macacos e também homens. Na área urbana, o transmissor é o Aedes aegypty (mosquito da dengue), mas este só fica infectado se picar uma pessoa contaminada. Portanto, não existe risco de contágio direto de uma pessoa para outra.

Foto: Photodisc
No Brasil, não há um caso urbano de febre amarela desde 1942. Os sintomas aparecem de três a seis dias após a picada. A pessoa sente febre, dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômito, dores no corpo (principalmente abdominal), icterícia e hemorragias de gengivas, nariz, estômago, intestino e urina. Por causa da icterícia, em que aparecem manchas amarelas na pele e nos olhos, é chamada de febre amarela. Porém, em casos leves, nem chegam a se formar manchas.

A doença tem curta duração, são no máximo duas semanas, e não existe um tratamento específico. O paciente deve permanecer em repouso, com reposição de líquidos e perdas sanguíneas quando necessário. Os casos graves devem ser atendidos em UTI (Unidade de Terapia Intensiva), de modo que as complicações sejam controladas e o perigo da morte, eliminado. Nos últimos dez anos, a letalidade foi de 46% no Brasil.

Vacina

A vacina contra febre amarela é contra-indicada a gestantes, pessoas com o sistema imunológico debilitado (por exemplo, em tratamentos de câncer, portadores de HIV em que estejam com imunosupressão) e pessoas alérgicas a gema de ovo. Caso estas pessoas não tenham como evitar a permanência em áreas silvestres, devem procurar orientação médica e reforçar o uso de repelentes.

Seis meses é a idade mínima para se tomar a vacina, mas pede-se que se o bebê não morar em áreas silvestres, que seja somente a partir de um ano de idade. Qualquer pessoa pode ter reações no local da injeção, com febre e mal estar, mas esses efeitos são raros.

Como se vacinar

A vacinação normalmente é feita em postos da Anvisa localizados principalmente em portos e aeroportos, além de muitos postos de saúde das cidades com risco maior. Não se esqueça de tomar dez dias antes de viajar, pois o efeito não começa antes disso. Tomar a injeção antes de completar dez anos da vacina anterior pode acarretar em sérias complicações, como febre, dor de cabeça, vômito, enrijecimento dos músculos e até mesmo problemas neurológicos.

Veja aqui todos os postos de vacinação contra febre amarela divulgados pela Anvisa.


Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

15 museus ao redor do mundo para conhecer sem sair de casa

Viagens

13 museus sobre a história africana para visitar ao redor do mundo

Viagens

Veja a programação de blocos de Carnaval no Rio de Janeiro em 2020

Viagens

12 passeios imperdíveis em Bangkok, na Tailândia

Viagens

10 viagens internacionais perfeitas para fazer com os avós

Viagens

9 passeios imperdíveis para fazer em Caldas Novas, em Goiás

Viagens