Guia da Semana
Viagens
Por Gerson Kerr | Enviado Especial

Com o tema ‘RAÍZES’, Festival Internacional de Cinema de Trancoso começa nesta segunda-feira (30); saiba mais!

Mostra vai até o dia 4 de dezembro.

Foto: Reprodução/Facebook Festival de Cinema de Trancoso

Começa hoje a terceira edição do Festival Internacional de Cinema de Trancoso, que vai até o dia 4 de dezembro de 2020, posicionando a vila de Trancoso e o município de Porto Seguro no Calendário dos principais Festivais de Cinema da atualidade.

Com o tema "RAÍZES", o Festival faz uma viagem ao passado ao mesmo tempo que proporciona um espaço para debater as tendências do futuro com os participantes do evento e com a comunidade local, incluindo principalmente o público infantil, com oficinas e filmes dirigidos pelas crianças, falando da origem da vida, da construção das manifestações culturais de um povo.

A mostra conta com o patrocínio da Prefeitura Municipal de Porto Seguro, da Farmácia Indiana, e apoio de empresários locais e até de outros estados. De acordo a idealizadora e diretora do Festival, Flavia Barbalho, “o cinema vem como o instrumento que projeta história, resgata tradições, abre portas para a imaginação, e para novas perspectivas de evolução da vida e do mundo.”

Serão cinco dias exibindo e debatendo filmes para todas as idades, com sessões na Igreja, Pallet Pub, Fly Club, Teatro Trancoso e Museu de câmeras antigas na Casa das Festas Tradicionais do Povo de Trancoso. A abertura do Festival acontece na Casa de Perainda, charmosa pousada que conta com um amplo galpão e anfiteatro para eventos culturais e educacionais. As novas formas de convívio devido a pandemia Covid-19 é uma preocupação constante dos organizadores, que são respeitadas em cada uma de suas etapas da mostra.

Honrando as raízes da nossa história serão homenageados o Pajé Alcino e sua esposa Creuza, da Reserva Pataxó da Jaqueira e pelo histórico nacional, o cineasta mineiro Humberto Mauro, um dos pioneiros do cinema brasileiro que fez filmes entre 1925 e 1974, sempre com temas brasileiros.

Além dele, serão homenageados Mônica Botelho e Henrique Frade pela criação do CINEPORT - Festival de Cinema de Países de Língua Portuguesa, e na categoria excêntricos, o diretor Neville d´Almeida, o ator Jorge Mourão e Ney Matogrosso.

O cearense Halder Gomes é o diretor homenageado pelas raízes nordestinas, e Maria Betânia e Dona Onete pela força de mulheres musicais que tiveram filmes feitos sobre suas histórias.

O homenageado internacional desta edição é Charles Chaplin, que inspirou um curta metragem gravado com celular pela primeira turma da Oficina de Cinema. A obra contou com aulas on line e suporte da equipe local do Festival, incentivando talentos mirins de direção, roteiro, montagem e “preparação de atores”.

Apesar de aberto ao público, os organizadores sugerem a doação de um quilo de alimento para as sessões de cinema.

Confira a programação oficial no link: www.festivaldecinemadetrancoso.com.br

* O jornalista viajou a convite da Prefeitura de Porto Seguro e da organização do Festival de Cinema de Trancoso.

Foto: Reprodução/Facebook Festival de Cinema de Trancoso

Por Gerson Kerr | Enviado Especial

Atualizado em 30 Nov 2020.

Mais notícias

Saudades de viajar? Pesquisa revela que brasileiros sentem falta até dos perrengues!

Viagens

Festival de Cinema de Trancoso anuncia edição de 2021 com oficinas e circuito gastronômico

Viagens

Sem quarentena: 20 países abertos a turistas brasileiros e suas exigências para entrar!

Viagens

Palácio Tangará apresenta programação exclusiva para curtir o feriado de 7 de setembro

Viagens

Parque da Cerveja Campos do Jordão tem mirante com vista 180° da Serra da Mantiqueira, saiba tudo!

Viagens

Projeto de crowdfunding quer ajudar o povo Kuikuro a trazer de volta o Kuarup; saiba tudo!

Viagens