Guia da Semana
Turismo
Por Redação Guia da Semana

Fóssil do Rio Grande do Sul reforça teoria da Pangeia

Publicação: quinta, 15 de janeiro de 2009..

Um crânio de Luangwa, um animal do grupo dos cinodontes que viveu entre os períodos Permiano e Jurássico, pode mudar a datação de terrenos na região central do Rio Grande do Sul. O fóssil é o mais completo crânio desse animal já descoberto na América do Sul. O gênero foi encontrado pela primeira vez no vale de Luangwa, Zâmbia, no continente africano.

O crânio bem preservado, com maxilar, mandíbulas e dentição completa, foi encontrado pelo biólogo Lúcio Roberto da Silva em um terreno datado em 235 milhões de anos. Segundo Cabreira, a descoberta pode levar a idade daquele terreno para 242 milhões de anos, durante o período Triássico quando o Luangwa existiu.

O fóssil foi comparado com a descrição de outros fragmentos cranianos descobertos nos municípios de Candelária e Vera Cruz, também no Rio Grande do Sul, e com a descrição do crânio de Luangwa. O fóssil é mais uma evidência de que a América e a África formavam um único continente no passado (Pangeia), dando força à teoria da deriva continental.

Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo