Guia da Semana
Turismo
Por Redação Guia da Semana

Guia da Eurocopa 2008

Saiba tudo sobre as oito cidades de Áustria e Suíça que vão organizar o campeonato europeu de seleções em 2008.

Fotos: www.sxc.hu
Estádio Ernst Happel, Viena - Palco da final

Para muitos, a Eurocopa é a Copa do Mundo sem Brasil e Argentina. Pode parecer exagero, mas uma competição que tem um confronto Itália e França, as duas últimas finalistas da Copa, ainda na primeira fase, é no mínimo equilibrada. Desta vez, o campeonato europeu de seleções, organizado pela Uefa a cada quatro anos, terá sua sede divida entre dois países. Ao todo são oito cidades, quatro na Áustria e quatro na Suíça, que abrigarão as 16 melhores seleções da Europa.

A competição ocorre em junho, durante o verão europeu. A Suíça é conhecida por seus chocolates, relógios e bancos, enquanto a Áustria é conhecida pela bela paisagem dos Alpes. Mas seria muito simplista ficar apenas nessas características. As oito cidades envolvidas na organização do torneio têm uma vida cultural e artística bem agitada, além do lazer e tranqüilidade dos rios e lagos que as cortam.

As cidades da Euro
SUÍÇA

Genebra: conta com uma história religiosa importante, pois foi lá que morou por mais de 30 anos o líder protestante João Calvino.

Basiléia: o maior centro esportivo da Suíça conta com o estádio mais importante. É cortada pelo Rio Reno e é a terra natal de Roger Federer, o melhor tenista do mundo.

Berna: a capital suíça guarda dinheiro em bancos e muito da história de Albert Einstein, o mais famoso morador da cidade.

Zurique: possui uma importante bolsa de valores e diz ter a melhor qualidade de vida do mundo.

ÁUSTRIA

Viena: a capital do país abrigará a final da Eurocopa. Conta com palácios, lojas chiques e também cafés típicos às margens do Rio Danúbio.

Salzburgo: é a terra onde nasceu Mozart. Hoje a cidade respira música, não só a clássica, e artes.

Innsbruck: o coração dos Alpes já foi sede dos Jogos Olímpicos de Inverno por duas vezes, mas na época da Euro o clima estará ameno.

Klagenfurt: conta com o caloroso Lago Wörthersee e é a capital da literatura, pois dois dos maiores escritores de língua alemã nasceram ali, Bachmann e Musil.



Como ver a Euro

Chegar à Áustria ou à Suíça é fácil, mas o mesmo não se pode dizer de assistir a algum jogo da Eurocopa. Os ingressos são todos vendidos pela internet. 60% dos lugares disponíveis em cada jogo foram postos à venda no site da Uefa no começo de 2007. E mesmo sem saber quais jogos veriam exatamente (o sorteio só aconteceu em dezembro de 2007), todos os ingressos da cota da Uefa foram vendidos. Para a final, se candidataram a ver 651.141 pessoas, sendo que um sorteio realizado em junho do ano passado definiu 30 mil felizardos.

Entretanto, nem tudo está perdido. 40% dos lugares disponíveis em cada jogo são vendidos diretamente pelas nações disputantes, 20% para cada uma. Por exemplo, você pode comprar todos os jogos da Itália até a grande final. Caso a equipe seja eliminada antes, você recebe de volta o dinheiro pelos jogos não disputados. Seleções como Itália e França ainda têm disponibilidade de ingressos em seus sites oficiais, o mesmo não se pode dizer de Portugal. O ingresso mais barato da primeira fase custa 47,25 euro (cerca de R$ 129,00). Para a final, nenhum bilhete sai por menos de 160,00 euro (cerca de R$ 437,00).

Nenhuma empresa brasileira faz pacotes para a competição, então o jeito é ir por conta própria. Em junho, uma passagem aérea de ida e volta São Paulo-Viena custa a partir de R$ 2.422,37 pela Lufthansa. O preço para São Paulo-Basileia está a partir de R$ 2.013,00 (preço promocional da Lufthansa).

Hotéis em Viena para a época da final da Euro cobram a partir de 60,00 euro (cerca de R$ 164,00) pela diária em quarto single com café da manhã, como por exemplo o Pension Madara 2. Na Basiléia, o Hotel Rochat tem disponibilidade a partir de 80,00 euro (cerca de R$ 245,00) em quarto single. Os dois têm nível três estrelas.

Resumindo, se você for um brasileiro fã da Seleção Italiana e quiser ver todos os jogos da equipe até a final se ela chegar lá, gastará pelo menos R$ 7.100,00 entre passagens aéreas, hospedagem (três estrelas, com média de 70,00 euro a diária) e ingressos para os jogos, sem contar alimentação e transporte entre as cidades. São 22 dias de competição.

Futebol da Eurocopa 2008
Falando de futebol, é difícil apontar favoritos para a conquista da Euro 2008. O favoritismo fica dividido entre Itália, França, Espanha, Alemanha e Portugal, mas não se pode tirar da parada equipes como República Tcheca, Holanda, Suécia, Grécia (atual campeã), ou até mesmo as anfitriãs Áustria e Suíça (que fez bela campanha na Copa do Mundo). Lembrando que esta Euro não terá a presença da Inglaterra, eliminada antes da fase final no grupo das classificadas Croácia e Rússia. Se estas continuarem a surpreender, a Euro terá mais favoritos do que zebras. Segue abaixo os grupos:

Grupo A: Suíça, República Tcheca, Portugal e Turquia.
Grupo B: Áustria, Croácia, Alemanha e Polônia.
Grupo C: Holanda, Itália, Romênia e França.
Grupo D: Grécia, Suécia, Espanha e Rússia.

Regulamento: as equipes se enfrentam dentro dos seus grupos em turno único e classificam-se para as quartas-de-final as duas melhores colocadas de cada grupo. A partir daí é mata-mata em jogo simples, com prorrogação (sem morte súbita) e pênaltis em caso de empate. O jogo inicial acontece em 7 de junho e a final acontece em 29 de junho.

Serviço:

Federação Italiana de Futebol

Federação Francesa de Futebol

Eurocopa 2008

Lufthansa no Brasil


Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo