Guia da Semana
Turismo
Por Redação Guia da Semana

Idosos sim, velhos nunca

Eles praticam exercícios, dançam, vão à faculdade, fazem cursos e se sentem em plena forma para passear, viajar e curtir a vida.

Foto: sxc.hu


Após quatro tentativas, finalmente conseguimos entrevistar Maria Iara Ferrari, uma paulistana de 76 anos com agenda repleta de atividades. Segundo a própria Dona Iara, o idoso se sente depressivo quando vê o tempo passar sem fazer nada, a vida fica amarga. Assim como ela, os idosos da atualidade acompanham a movimentação do mundo e dividem seu tempo entre viagens, ginástica, salões de beleza, navegação na internet, retomada dos estudos e mais uma série de atividades.

Dona Iara com amigas
Foto: arquivo pessoal
Incapazes, inúteis, ultrapassados e desinformados, essas qualidades estão pouco a pouco sendo deixadas de lado pelos idosos brasileiros. Segundo a pesquisa Idosos no Brasil: vivências, desafios e expectativas na terceira idade, realizada pela Fundação Perseu Abramo em parceria com o Sesc São Paulo, os idosos avaliam que envelhecer hoje é melhor do que já foi na época em que eram mais jovens, mesmo com as debilidades físicas eles conseguem dar a volta por cima e driblar o desânimo.

Conhecidos como "novos velhos", eles têm independência financeira, agenda cheia, vitalidade e prazer em viver. De acordo com a presidente do departamento da Sociedade Brasileira de Gerontologia e Geriatria, Jussara Rauth, as pessoas estão descobrindo o viver mais, com mais liberdade, revendo valores e formas de vida. "Esse movimento acontece de maneira muito individual. A nova geração de idosos vê a sua realidade, não se preocupa com o futuro e revela o grande segredo: gostar de viver", afirma.

Francisco em família
Foto: arquivo pessoal
Com o lema: envelhecer é um privilégio, Francisco Battistin, de 84 anos se aposentou aos 65 e, desde então, mantém uma chácara que produz hortaliças para o restaurante da família. Dia após dia ele levanta às quatro da manhã, carpina, planta, colhe e faz da venda da produção seu sustento. Saudoso, ele afirma: "Nunca tive medo de envelhecer. Quando ficamos mais velhos precisamos ocupar a mente de alguma forma, então fui à luta, comecei de novo e hoje colho os frutos desta atitude".

Questionado sobre os benefícios que a idade lhe trouxe, responde sorrindo: "Eu me sinto satisfeito, feliz e experiente. Tenho prazer em viver e passar aquilo que aprendi para os meus sobrinhos - netos (já que ele nunca se casou e nem tem filhos)" e ainda conclui aos risos, "só agora, com idade que eu tenho comecei a me sentir mais velho, mas isso não me pára não".

Segundo a gerontologista, como em qualquer idade, o segredo está na tomada de decisão e de consciência para não se tornar um idoso ocioso. "Para isso é necessário informação sobre os riscos da inatividade e conseqüências para a saúde. Ter autonomia e independência traz uma boa qualidade de vida, e as pessoas só têm isso quando se posicionam", afirma.

Um mundo de atividades
Depois de ter trabalhado a vida toda, não há nada melhor do que tirar férias merecidas e duradouras, ocupando o tempo com atividades, passeios e até mesmo viajando.

De acordo com a pesquisa do Sesc, os idosos afirmam: uma das melhores coisas de ter chegado à terceira idade é ter o dia todo livre para se dedicar ao que querem fazer. E, com todo esse tempo e liberdade, eles se juntam as outras pessoas e formam os chamados Grupos de terceira idade. Cerca de um terço deles conhece ou participa de algum grupo, taxa que chega a 41% entre as mulheres e 30% entre os homens.

Foto: sxc.hu
Mas, por que vemos mais mulheres ativas e envolvidas do que os homens? A Dra. Jussara explica que a questão é cultural. "A mulher, ao longo de toda sua vida, diversifica atividades: é mãe, esposa, dona de casa, profissional, faz curso e acompanha os filhos, mesmo as que hoje têm entre 65 e 75 anos, portanto ela é aberta à participação. O homem só sabe trabalhar, o que significa ser provedor, quando ele perde essa condição não sabe o que fazer" diz.

Dona Maria Iara Ferrari concorda com a afirmação da médica e ainda completa: "Ir a cinemas, bailes, teatros, shows, viajar e fazer passeios é maravilhoso. A mente fica renovada, colocamos as conversas em dia, além de conhecer pessoas novas, nos divertirmos e aproveitamos a liberdade que temos. Só não aproveito mais porque meu marido se aposentou e não sai de casa".

E por falar em atividades, nos Sescs de todo o país, existe o programa da terceira idade, que oferece teatro, quadras, hidroginástica, natação, yoga, bailes e uma programação cultural voltada para essa parcela da população. Além disso, os idosos recebem palestras, participam de cursos e são estimulados a interagir com programas desvinculados da entidade, como semanas de saúde.

Vamos viajar?
O aumento da população idosa que vive de aposentadoria representa um novo segmento para o turismo. Dados do estudo O Perfil do Turismo dos Idosos no Brasil, realizado por Eduardo Fernadez para a Consultoria Legislativa da Câmara dos Deputados, dizem que no Brasil, a participação é cerca de 20%, o que significa nove milhões de idosos viajando todos os anos.

De acordo a ABCMI, Associação Brasileira de Clubes da Maior Idade, a melhor época para um idoso viajar é a baixa temporada, pois os locais estão mais vazios e há mais promoções, geralmente 30% abaixo do valor cobrado em altas temporadas.

Foto: Pousada do Rio Quente
Os idosos têm preferência por roteiros nacionais que incluam praias ou campos, segundo uma pesquisa realizada pela ABCMI. Entre as cidades mais procuradas estão: Salvador, Florianópolis e Rio de Janeiro. São Paulo também é um roteiro procurado, assim como Goiás, Caldas Novas e o complexo de hotéis da Pousada do Rio Quente.

Uma oportunidade de conhecer novos lugares, fazer novos amigos e rever os antigos, é assim que Sonia Constantino, proprietária de uma agência de turismo especializada em grupos de terceira idade, avalia esse tipo de passeio. Segundo ela, os idosos preferem viajar no outono ou verão, pois o clima é propicio e diminui o risco de ter algum problema com doenças respiratórias ou reumáticas.

Segundo a ABCMI, as dicas para que o pessoal da maior idade tenha uma viagem tranqüila são: Procurar sempre um médico antes de ir a algum lugar; sempre ir por uma agência de turismo e na viagem beber muita água e evitar alimentos pesados e bebidas alcoólicas. Então, vamos lá!

Roteiros para terceira idade
Foz do Iguaçu - Paraná
Com toda a sua diversidade de atrativos, Foz do Iguaçu representa um dos mais belos destinos turísticos do mundo. Possui riquezas naturais, como o Parque Nacional do Iguaçu, tombado como Patrimônio Natural da Humanidade e onde estão localizadas as Cataratas do Iguaçu.
Mais informações: www.fozdoiguacu.pr.gov.br

Vale do Ciclo do Café - Rio de Janeiro
São 11 cidades que compõem essa região do Brasil. Elas guardam nos monumentos arquitetônicos e fazendas, histórias de uma época inesquecível e natureza abundante com paisagens encantadoras. Paty do Alferes, por exemplo, oferece todo um complexo cultural e histórico do século XIX.
Mais informações: www.turisrio.rj.gov.br

Pousada do Rio Quente - Goiás
A terceira idade ganha destaque no Rio Quente Resorts. O complexo organiza as Olimpíadas de Ouro BGN todos os anos. A edição deste ano acontece entre os dias 23 e 27 de setembro, com uma programação que inclui gincanas, torneios, caminhadas, show, palestra motivacional, almoços e jantares especiais. Durante o ano, o local oferece atividades especiais para os idosos.
Mais informações: (0xx11) 3514- 9500.

Summerville Beach Resort - Recife/ Pe
Localizado em um dos cenários mais lindos do Brasil, a praia de Muro Alto, o Summerville Beach Resort oferece passeios ecológicos, de barco, ciclísticos, visitas às outras praias e cidades de Pernambuco, como Porto de Galinhas e litoral do Cabo de Santo Agostinho. Além disso, o hotel oferece atividades esportivas, jogos, programação noturna e oficina de arte para o pessoal da terceira idade.
Mais informações: (0xx81) 3302-5555.

Costa do Sauípe- Bahia
A Costa dos Coqueiros, no litoral norte da Bahia, possui 26 praias paradisíacas, onde dunas brancas se intercalam com um paredão de coqueiros ao longo de toda a costa, formando uma paisagem singular. E é nessa parte privilegiada do Brasil que está a Costa do Sauípe, localizada à uma hora de Salvador. Com uma grande programação de lazer, ecoturismo e centros esportivos, os idosos podem entrar em contato com todas as riquezas naturais do local, que incluem tartarugas, baleias e mais de 115 espécies de pássaros.
Mais informações: www.costadosauipe.com.br/



Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo