Guia da Semana
Turismo
Por Redação Guia da Semana

Joanópolis - Gigante, Lobisomem e Fuscas

No interior de São Paulo, Joa tem beleza natural e várias atrações curiosas.

Foto: Arquivo pessoal

- Vamos para Joanópolis? E foi na resposta afirmativa a esse convite que me lancei a conhecer a pequena ´Joa´, apelido carinhoso dado por seus moradores. No começo o receio, apesar de já ter conseguido informações a respeito da localização do destino - fica por volta de 115 km da capital paulista, nunca tinha ouvido falar a respeito.

Já no carro, aqueles que conheciam Joanópolis faziam questão de contar um pouco mais dela, não muito, pois pareciam ansiosos para que muito fosse surpresa. Explicaram que, apesar de não ser muito conhecida, é gostosa e tranqüila. A parte do "tranqüila" empolgou, já que como uma real moradora de cidade grande estava precisando da calma do interior.

Ao contrário dos que muito afirmam, Joanópolis aparece sim no mapa do estado de São Paulo, ou pelo menos, em alguns mapas. Considerada uma estância turística resolveu plantar suas raízes no meio do percurso de São Paulo e Minas Gerais.

Ao passar a cidade de Atibaia a próxima cidade será Piracaia, para aí sim, começar a trajetória rumo a Joa. Os percursos para quem vai de carro são tranqüilos, exceto pela estrada de Piracaia rumo a Joanópolis. Não que a estrada seja ruim, pelo contrário, ela é boa. Porém, as curvas são realmente nauseantes. Ao motorista a atenção deverá ser redobrada, assim como de seu co-piloto. Se for a primeira vez, é melhor ir à luz do dia. Já aos outros navegantes, vale observar a bela paisagem da montanha que aos poucos a natureza lhe apresentará com muito orgulho, e sim, faça questão de não se alimentar muito antes desse momento.

Se optar ir de ônibus, não precisa se preocupar, é possível. A pequena Joanópolis possui o seu terminal rodoviário. O custo de uma passagem* São Paulo - Joanópolis é de R$ 20,35 (com seguro). A viagem dura em média 2h40. E não adianta comprar pelo telefone, é preciso ir até a estação rodoviária do Tietê.

Foto: Arquivo pessoal

Ao chegar na cidade aproveite para dar mais uma respirada funda, sinta ao máximo o ar da montanha e deixe que essa ação auxilie no processo de relaxamento. Observe que ao olhar para o lado com a cabeça um pouco inclinada para cima verá a cidade quase que rodeada pelas montanhas. E, se inclinar mais um pouco a cabeça, os seus olhos terão o prazer de rever o céu realmente azul.

Além da beleza natural, Joanópolis tem a graça de uma cidade interiorana, suas pequenas ladeiras, a praça central onde todos se divertem de dia e os jovens se encontram durante a noite para paquerar e fazer novas amizades. O clima pode ser de calor no dia, mas de noite, é bom deixar o moletom reservado, pois o vento gelado fará questão de dar boas vindas.

Os joanopolenses são pessoas receptivas e amigáveis, além de adorarem sua cidade. Os que vão morar longe da terra que nasceram acabam voltando para matar saudade de Joa. Sem contar que Joanópolis conta com a figura ilustre do Sr. Lobisomem. Uma das grandes atrações da cidade é o fato de ser a terra dessa figura tão famosa. Alguns dão a sorte, ou azar, de encontrá-los, eu fiquei feliz de encontrar, na casa do artesão, apenas os bonecos que o representam.

Entretanto, apesar de não ser colocado como atração turística, será fácil observar a quantidade de fuscas passeando pelas ruas. Com certeza Herbie (aquele do ´Se meu fusca falasse´) ficaria feliz e se sentiria em casa. Fuscas de todos os tipos, cores e estados. A terra do fusca tem aos poucos explorado esse atrativo, como a realização de encontros dos admiradores de fuscas. Eu se fosse você aproveitava para já tirar umas fotos com os fuscas, pois depois que ficarem realmente famosos poderá ficar mais caro.

Voltando os olhos para natureza não deixe te tentar encontrar o gigante que dorme. Sim, na montanha existe um gigante dormindo. O formato da montanha quando observado com calma poderá lhe dar essa impressão, peça para alguém te mostrar qual é a montanha, sem especificar os detalhes, e fique por alguns minutos tentando descobrir onde está a cabeça, o peito, as pernas e pés. Irá se divertir.

E claro, depois de todos esses momentos você notará que o seu corpo estará mais desligado das loucuras do dia-a-dia, sua respiração estará melhor do que nunca, e pela primeira vez por alguns momentos esqueceu daquele monte de papelada largada em cima da mesa. Então para fechar com chave de ouro não deixe de conhecer a Cachoeira dos Pretos, são 154 metros de queda d´água, uma bela cabeleira branca que enfeita o verde e marrom das montanhas. A vista é de tirar o fôlego e a vontade é de ficar horas sentado nas pedras apenas observando a cena.

A cachoeira fica apenas a 15 km do centro de Joanópolis e possui uma infra-estrutura de lazer natural organizada. Com direito a espaço para comer, praticar esportes como o arborismo, além do tchibum um duchão natural para os que querem sentir um pouco de água gelada no corpo, afim melhorarem a circulação sanguínea.

Então saia um pouco da rotina, arrisque e aceite o convite de ir para Joa. Ah, e não deixe de levar dinheiro no bolso, lembre-se cidades pequenas não costumam ter muitos bancos e nem sempre o débito estará disponível. Depois, me conte se encontrou o Sr. Lobisomem ;-).

* Valores fornecidos pela empresa Atibaia - (11) 2221-4590 / 2370


Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo