Guia da Semana
Turismo
Por Redação Guia da Semana

Made in Brazil

Suntuosas edificações nas cidades, as pontes brasileiras representam muito mais do que simples locais de passagem.

Fotos: divulgação/ Emurb

Pontes são obras construídas em aço, madeira, cimento armado, para estabelecer comunicação ao mesmo nível entre dois pontos separados por um curso de água ou qualquer depressão do terreno (definição do dicionário Houaiss). Ao longo dos anos, esses monumentos arquitetônicos superaram seu objetivo prático de acesso à locomoção de automóveis, trens ou pessoas, transformando-se em objetos de admiração, pela sua imponência junto às luzes noturnas das cidades ou com o próprio brilho emanado pela iluminação particular.

Despontando como obra singular na engenharia, a Ponte Octávio Frias - inaugurada em maio de 2008, na zona oeste de São Paulo - passou a transitar o livro dos recordes. Isso por conta de ser a única no mundo em que duas plataformas estaiadas (presas por cordas de aço) que se sobrepõem, fazendo com que os cabos se entrelacem, contando com o maior ângulo entre as do gênero, de 60º.

A equipe brasileira responsável pelo projeto viaja o mundo para apresentar a obra e as suas inovações. Mas para o público leigo no assunto, o que destoa nessas construções é o tratamento dado na iluminação, o design fora do comum e a capacidade de inovar que esses engenheiros buscam para destacar suas obras frente aos arranha-céus da metrópole.

Classificações

No mundo há diferentes tipos de construções, tamanhos e formas de pontes. A pênsil é um exemplo. Sustentada por cabos, foi a única maneira encontrada pelo homem para transpor grandes distâncias e não interferir no tráfego em rios e lagos. A Golden Gate Bridge pertence a esse tipo. Localizado em São Francisco, Estados Unidos, possui 2 737 metros de comprimento, admiradas por muitos, pela arquitetura e grandiosidade.

A ponte estaiada é a evolução do modelo acima. Ela é um dos mais modernos tipos, construída sobretudo em locais onde não pode haver muitos pilares, devido a urbanização ou outros aspectos. A ponte possui diversos cabos de aço (estais) conectados a um mastro central. Atualmente, a maior ponte do mundo está em Xangai, na China, com 36 quilômetros e um vão estaiado de 1.088 metros, considerado o maior do tipo sem pilar. A distância da plataforma à água é de 70 metros.

O Brasil possui mais de 80 pontes, algumas até já estiveram na lista das mais imponentes, como a Ponte da Amizade. Ligando o Brasil com o Paraguai, ela foi registrada em 1962 no The Guinness Book of Structures - o livro dos recordes de construção - como campeã mundial de vão (290m) em ponte de concreto armado e arco engastado.

Como essa, outras mais estão situadas no nosso território, transformando em pontos turísticos o espaço em que se encontram. Confira abaixo algumas pontes brasileiras e suas peculiaridades:

Ponte Pênsil de São Vicente
Ano: 1914
Local: São Vicente, São Paulo
Comprimento: 180 metros
Informações: O planejamento iniciou em 1910, com o objetivo de promover o escoamento das águas e evitar a propagação de doenças. O piso de madeira está a 6,5 metros da maré mínima, e a 4 metros da maré máxima. Suas torres atingem 20 metros, sustentando cada uma quatro cabos de aço. Em 1994, quando completou 80 anos, ganhou um sistema de iluminação que a destaca à noite no cenário da cidade, a iluminação é idêntica a de outras pontes famosas como a Golden Gate, nos Estados Unidos, e a Hercílio Luz em Florianópolis.

Ponte Hercílio Luz
Ano: 1926
Local: Florianópolis, Santa Catarina
Comprimento: 819 metros
Informações: Representou um marco decisivo para o desenvolvimento de Florianópolis, diminuindo o seu isolamento do restante do território de Santa Catarina. Atualmente, existe um pequeno museu onde são exibidos projetos e fotografias que registram a construção e a manutenção da ponte, além de peças originais, que precisaram de substituição ao longo dos anos.

Ponte Ernesto Dornelles
Ano: 1944
Local: Passo do Socorro, Rio Grande do Sul
Comprimento: 287 metros
Informações: Construída pela DNER (Departamento Nacional de Estradas e Rodagens), a ponte tem uma altura de 46 metros e foi a maior da época, em toda América. Ela tornou-se uma necessidade para a população local, que fazia a travessia do rio com balsas de madeiras.

Ponte da Amizade
Ano: 1962
Local: Foz do Iguaçu, entre Brasil-Paraguai
Comprimento: 552 metros
Informações: Os governos do Brasil e do Paraguai realizaram um acordo em 1956 para a construção da ponte. A sua estrutura possui 13,50 metros de largura 78 metros de altura. Ela é uma importante rota do comércio entre os dois países, como passagem de produtos livres de cobrança, embora seja essa região o maior ponto de entrada de produtos falsificados.

Ponte Rio-Niterói
Ano: 1974
Local: Rio-Niterói, Rio de Janeiro
Comprimento: 13.290 metros
Informações: É a maior em extensão do Hemisfério Sul. A Ponte Rio-Niterói é um elo fundamental entre o Rio de Janeiro e Niterói, São Gonçalo e região, atendendo também aos deslocamentos da população às localidades adjacentes, sobretudo a Região dos Lagos, e ao transporte intermunicipal e interestadual de cargas. Construída com previsão de tráfego de 50 mil veículos por dia, atualmente recebe mais de 130 mil veículos/dia.

Ponte Presidente Juscelino Kubitschek
Ano: 2002
Local: Brasília, Distrito Federal
Comprimento: 1.200 metros
Informações: Rapidamente virou mais um ícone de Brasília estampado em cartão postal, especialmente à noite, quando a iluminação deixa mais em destaque. A ponte foi a vencedora do Prêmio Abcem 2003 - Melhores Obras com Aço do Ano, na Categoria Pontes e Viadutos, outorgado pela Associação Brasileira da Construção Metálica. Ela possui três tipos de iluminação e para manter a segurança de pedestre e ciclistas, 162 postes com lâmpadas foram colocados em ponte com mais 164 refletores para realçar os arcos.

Ponte Octávio Frias
Ano: 2008
Local: São Paulo, São Paulo
Comprimento:
Informações: A obra foi concebida para ser ao mesmo tempo funcional e um novo cartão postal de São Paulo. A estrutura central, com 138 m de altura - equivalente a um edifício de 46 andares -, onde estão presos os cabos que dão sustentação às duas pistas. O diferencial é a iluminação, com projetores equipados que emitem luz. Ao combinar vermelho, verde e azul, a controladores podem mudar a cor da parte interna da ponte de acordo com a estação do ano ou datas especiais.

Fontes:

Site do Ministério dos Transportes

Livro Pontes Brasileiras Viadutos e Passarelas Notáveis - de Augusto C. Vasconcelos Pontes e Viadutos Brasil - Mercedez Benz do Brasil - S.A


Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo