Guia da Semana
Viagens
Por Redação Guia da Semana

Monitoramento de veículos

São Paulo terá chips para controle e regularização de automóveis.

Foto: sxc.hu


Tramita atualmente na capital paulista um projeto de comum acordo entre o prefeito Gilberto Kassab e o ministro das Cidades, Marcio Fortes. A proposta prevê a instalação de um chip de identificação em toda a frota de automóveis do município. De acordo com o presidente da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), Roberto Scaringella, a implantação do recurso deve começar em maio de 2008. Um dos objetivos do novo sistema é rastrear dívidas e irregularidades de documentação, problemas que atingem cerca 30% dos carros que circulam hoje em São Paulo.

A novidade recebe o nome de Radio Frequency Identification - RFID (identificação de por radiofreqüência). Em tese, são etiquetas eletrônicas de identificação compostas por um chip com memória e antena.

Cada um dos dispositivos deverá emitir um sinal de rádio diferente. A mensagem será processada pela central de monitoramento facilitando a checagem de multas dos veículos, pagamento do IPVA e até localização de automóveis roubados.

A etiqueta será instalada nos pára-brisas dos carros, no ato do licenciamento, e terá uma espécie de arquivo contendo o código de identificação, a placa e o Renavan. Os dados serão captados por antenas espalhadas por toda a cidade de São Paulo, cerca de 2.500, segundo previsão da CET. As informações serão transmitidas para uma central de controle por um sistema de telefonia móvel.

A CET alerta que mesmo os veículos sem o dispositivo poderão ser detectados. Tendo em vista que as antenas estarão equipadas também com um recurso de rastreamento automático de placa, que irá registrar os automóveis sem chip. Nesse caso, quem não colocar a etiqueta eletrônica estará sujeito a uma multa por falta de equipamento obrigatório.

A Prefeitura garante que os motoristas não terão nenhum tipo de gasto. O governo terá o suporte de um fundo criado com o dinheiro arrecadado com multas.

O presidente da CET, o prefeito, o governador de São Paulo, José Serra, e o ministro das Cidades, Márcio Fortes, participaram no início de outubro da assinatura do convênio entre estado e município para a implantação do Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos (Siniav), que deve levar o chip para todo território nacional em um prazo de 60 meses.

Benefícios vindouros

O sistema deve facilitar o monitoramento do fluxo de automóveis com informações on-line, viabilizando o planejamento estratégico da CET que dessa forma estará mais apta a efetivar melhorias na situação do trânsito.

Além disso, poderão ser realizadas blitze seletivas, em que serão autuados somente os carros com algum tipo de irregularidade.

O ministro das Cidades acredita que, no futuro, o chip pode ser usado para controle de velocidade. Sendo que as antenas controlariam os limites permitidos, de acordo com cada tipo de via. Nesse caso, os infratores seriam notificados com multas automaticamente.

Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Conheça a cidade de Leuven, capital da cerveja belga

Viagens

8 passeios imperdíveis em Seattle, nos Estados Unidos

Viagens

10 passeios imperdíveis no bairro de Belém, em Lisboa

Viagens

Conheça a cidade medieval de Füssen, na Alemanha

Viagens

Conheça Panama Beach City, destino com praias paradisíacas e muita natureza na Flórida

Viagens

9 passeios imperdíveis em Alfama, bairro tradicional de Lisboa

Viagens