Guia da Semana
Viagens
Por Redação Guia da Semana

Morumbi

Sem deixar de ter áreas verdes e locais de diversão, o bairro já foi considerado extremamente residencial e, a partir dos anos 80, ganhou a força dos prédios comerciais.

Fotos: Julian Marques/ Guia da Semana
Palácio do Governo na Avenida Morumbi


Com quase 35 mil habitantes, o bairro do Morumbi, na zona oeste de São Paulo, nasceu de uma fazenda no início do século 19. Seu nome, na língua Tupi, surgiu de uma característica da região: colina verde. Predominantemente rural, a região começou a se desenvolver a partir da década de 40, com a expansão da cidade para o sudoeste.

Com o loteamento de grandes pedaços de terras, as famílias mais abastadas foram atraídas para o local, cujo lema era não criar áreas comerciais ou edifícios. Esse sonho foi interrompido no inicio da década de 80, quando chegavam por ali diversos prédios comerciais, principalmente perto da Avenida Giovanni Gronchi.

Hoje o bairro é um misto de residencial e comercial com diversas áreas verdes e locais importantes. O Hospital Israelita Albert Einstein, a Rede Bandeirantes de rádio e televisão e a sede social do São Paulo Futebol Clube estão na região.

Onde passear

O bairro cresceu, mas não perdeu algumas características daquela antiga fazenda. É na principal avenida da região que está a antiga Capela do Morumbi. Restaurada em 1940 para valorizar o terreno, o imóvel, que estava em ruínas de taipa de pilão, foi complementado com alvenaria e tijolos. Na mesma avenida está o Palácio dos Bandeirantes, que foi construído para abrigar a universidade Conde Francisco Matarazzo, mas o projeto nunca saiu do papel.

Um dos locais para curtir a natureza com toda a família é o Parque dos Eucalíptos, que possui diversas árvores exóticas. Além dele, a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano oferece uma viagem ao passado por meio de pinturas desde o século 16, mobiliário, prataria, porcelana, tapeçaria e arte sacra do século 18.

Há ainda uma casa de cultura cheia de arte. Fundado em 1990, o Instituto Lina Bo e P.M. Bardi é um espaço que promove e divulga a arte brasileira, oferecendo ao público o acesso a produções artísticas desconhecidas. Ao passar pelo bairro é inevitável uma visita ao maior campo esportivo particular do mundo, o Estádio Cícero Pompeu de Toledo.

Onde comer

O Morumbi é vizinho de bairros que possuem uma grande concentração de restaurantes. Esses estabelecimentos também invadiram a região e estão por toda a parte, com culinárias que vão da América, passando pela Europa e o Oriente. As carnes podem ser apreciadas no Baby Beef Morumbi, as versões diferentes para pratos consagrados da gastronomia brasileira estão no Bananeira. Se a pedida é uma pizza, o Bendita Maria oferece 70 sabores diferentes. Quer saborear comida italiana? O Boccaccio Ristorante e o Vicolo Nostro trazem as diversas vertentes do país.

O tailandês House of Siam, o coreano Hongané e o indiano Ganesh fazem a vez da culinária oriental no Morumbi. Para lembrar os velhos tempos do bairro, o restaurante Casa da Fazenda está instalado na antiga sede da primeira fazenda de chá do Brasil. Que tal sorvete para a sobremesa? No Freddissimo é possível comer gelados de umbu, graviola e seriguela.

Onde comprar

A região não oferece um grande pólo comercial. As lojas estão distribuídas pelo bairro e os serviços, bancos, lojas de roupas e decoração estão concentradas nas ruas Três Irmãos e José Jannareli, além das avenidas Giovanni Gronchi e Morumbi.

Confira os serviços que o Morumbi possui!

Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Conheça a cidade de Leuven, capital da cerveja belga

Viagens

8 passeios imperdíveis em Seattle, nos Estados Unidos

Viagens

10 passeios imperdíveis no bairro de Belém, em Lisboa

Viagens

Conheça a cidade medieval de Füssen, na Alemanha

Viagens

Conheça Panama Beach City, destino com praias paradisíacas e muita natureza na Flórida

Viagens

9 passeios imperdíveis em Alfama, bairro tradicional de Lisboa

Viagens