Guia da Semana
Viagens
Por Redação Guia da Semana

Museu do Futebol

O museu não se limita a falar dos jogos em si: é uma aula sobre o esporte e tudo o que o envolve.

Foto: Divulgação


O Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu, em São Paulo, não só chama a atenção por sua beleza e animação por seus jogos, como nos deixa curiosos por trazer, em suas instalações, o Museu do Futebol.

O país do futebol tem sua história representada nas arquibancadas do Pacaembu - inclusive, em determinado momento, você poderá sentir a pressão, a força e o êxtase das torcidas. São mais de 30 gritos de empolgação, uma sensação marcante para aqueles que não tiveram coragem de aparecer em um jogo de verdade.

O espaço reservado para contar a história do jogo com alguns homens correndo atrás de uma bola mas que saiu do mundo elitizado e se tornou paixão nacional é muito bem elaborado. O "seja bem-vindo" fica por conta do Rei Pelé, e em mais de uma língua.

O museu tomou cuidado para mesclar informação, curiosidade e interação. É possível ouvir as melhores narrações de gols - e também fazer o seu gol -, saber mais sobre a história do futebol; os heróis não só do campo brasileiro, mas também da arte, da música, etc. As decepções do futebol agonizam em uma apresentação visual e sonora; as copas do mundo são relembradas não só através do evento em si, mas também nos principais acontecimentos no Brasil e no mundo, entre outras exposições.

Entre muitos números e curiosidades, o museu faz questão de mostrar o futebol como um evento dentro da história do país, não somente um esporte à parte jogado nas áreas vagas. Mais do que a história do futebol, fato é que saímos do Museu do Futebol com mais informações sobre o Brasil.

A grandiosidade do local exige do visitante tempo e pique para ver tudo com calma - e, para repor as energias, dê uma passadinha pelo Bar O Torcedor. Para os que não são muito fãs de leitura, pode ser um pouco cansativo, pois tudo se resume a muitos textos narrativos. De qualquer maneira, vale a pena o esforço: até para os não fãs do esporte, as descobertas serão muito bem-vindas.

Leia as colunas anteriores de Carolina Teixeira:

Centro Cultural São Paulo

Santos e o café

Praia do Tombo

Quem é a colunista: Carolina Teixeira, 25 anos, turismóloga, blogueira e estudante de jornalismo.

O que faz: É freelancer de comunicação e blogueira na maior parte do tempo. Também come, fala (muito), dorme, se diverte e viaja igual a tantos, além de adorar uma leitura, música e ser surpreendida por boas opções de entretenimento.

Pecado gastronômico: Café (não importa como), uma boa massa, sorvete no frio. Ultimamente anda faminta pelo arroz, feijão e bife.

Melhor lugar do Brasil: São Paulo.

Fale com ela: siga seu Twitter ou acesse seu blog




Atualizado em 12 Set 2011.

Mais notícias

Turismo virtual: 8 vulcões ao redor do mundo para ver online

Viagens

10 destinos perfeitos para quem é do signo de Leão

Viagens

15 lagos e cachoeiras ao redor do mundo para ver online

Viagens

8 destinos perfeitos para quem é do signo de peixes

Viagens

Tour virtual: 9 atrações pelo Vietnã para ver online

Viagens

Tour virtual: 8 atrações imperdíveis na Eslovênia para ver online

Viagens