Guia da Semana
Viagens
Por Redação Guia da Semana

O peso da genética

Estudos buscam avaliar o papel dos genes nos distúrbios mentais.

Em todo o mundo, cerca de 450 milhões de pessoas sofrem de distúrbios neuropsiquiátricos, algo próximo a 10% da população. Os dados são de 2000, do último estudo da Organização Mundial de Saúde feito sobre o tema. De lá para cá, diversos estudos buscam pistas de como identificar a propensão a esses problemas e como evitar o sofrimento em milhões de pessoas.

Foto:Getty Images

A junção de fatores genéticos e ambientais são os causadores de distúrbios mentais

São várias as doenças relacionadas aos distúrbios mentais, como depressão, síndrome do pânico, fobias, estresse, entre outras. Quase todos os transtornos estão associados a componentes de risco genético, principalmente a esquizofrenia. Testes realizados buscam comparações entre gêmeos idênticos e fraternos, mostrando a predominância quando os indivíduos possuem carga genética idêntica.

No entanto, a maioria dos cientistas entende a questão genética como um facilitador dos transtornos, funcionando como um gatilho quando a pessoa é submetida à forte pressão ou à situação emocional adversa. A avaliação é clínica, feita por meio de entrevistas por profissionais que analisam a forma como o paciente vê a realidade e suas alterações emocionais. Enquanto estudos ainda não chegam a uma definição final, sessões de terapia e medicamentos são as melhores formas de devolver a esperança aos portadores desses transtornos.

Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

10 montanhas incríveis ao redor do mundo para ver online

Viagens

Tour virtual: 12 atrações turísticas brasileiras para ver online

Viagens

Turismo virtual: 8 vulcões ao redor do mundo para ver online

Viagens

10 destinos perfeitos para quem é do signo de Leão

Viagens

15 lagos e cachoeiras ao redor do mundo para ver online

Viagens

8 destinos perfeitos para quem é do signo de peixes

Viagens