Guia da Semana
Viagens
Por Redação Guia da Semana

Para evitar o golpe

O Centro de Inspeção Veicular é uma alternativa contra multas, dor de cabeça e gastos desnecessários com mecânico.

Fotos: Leonardo Filomeno

O motor começa a engasgar, o pneu gasta só em uma parte ou o freio de mão joga o veículo sempre para o lado. Isto é sinal de que você tem que ir ao mecânico. Nessas horas, quando não se tem um confiável, a probabilidade de ser enganado por um profissional da área - principalmente sendo mulher - é alta. Junto a tudo isso, você passa a conviver com os diversos termos técnicos e inimagináveis, independente do lugar que freqüenta, seja em uma rede de oficinas renomadas, ou uma da beira de estrada.

Para minimizar esses problemas e reduzir o número de carros circulando irregularmente na cidade com 6,2 milhões de automóveis, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) montou um Centro de Inspeção Veicular, que abriu gratuitamente pela primeira vez para o público em 29 de setembro até 3 de outubro. Por lá passaram cerca de 160 veículos leves - automóveis, caminhonetes e pickups -, diagnosticando cerca de 70 itens, desde a emissão de poluentes pelo escapamento, passando por farol, motor, freio e suspensão.

O serviço ficará disponível à população uma semana por mês, das 9h às 17h, e as consultas podem ser agendadas por telefone. Aquiles Pisanelli, da diretoria de Operação da CET, trabalhou no local e faz o balanço da ação. "A estação conscientiza o cidadão da importância da manutenção preventiva e também de uma inspeção periódica para saber as condições do carro". Só em agosto, por exemplo, a Companhia retirou da rua cerca de 700 veículos por dia que atrapalhavam o trânsito, sendo que desses, 510 eram por problemas de falta de manutenção.

Durante o evento, a central atendeu cerca de 400 telefonemas diariamente, e o agendamento foi encerrado logo no segundo dia, com veículos em uma média de nove anos e 76 mil quilômetros rodados. A inspeção conta com três técnicos da CET, dois engenheiros, dois profissionais do Senai e um da Petrobras. Durante a primeira semana, somente oito carros não apresentaram nenhuma deficiência, entre eles o Celta 2005 do funcionário público Nobory Nouy, de 61 anos.

Porém, casos como o do proprietário do Astra 2003, Roberto Hellis, também acontecem. "Comprei o carro à vista, não faz nem um mês. Quando cheguei em casa, vi que o farol não acendia e o controle da chave não funcionava. Depois desta revisão, o mecânico ainda apontou defeito no escapamento, vazamento de óleo e freio de mão desregulado. Vou acabar parando no Procon para reclamar da concessionária que me vendeu".

O técnico Thiago Bragone Pastrolin aponta os itens irregulares. "Extintor de incêndio vencido, vazamento de óleo, escapamento furado, desequilíbrio do freio traseiro e farol desregulado". Ainda exemplifica: "Quando uma roda freia menos que a outra, em uma situação de emergência e pista molhada, a tendência é do carro desgovernar e bater".

Fotos: Leonardo Filomeno

Entre os itens obrigatórios nos automóveis, a buzina, o cinto de segurança, espelhos, estepe, triângulo, chave de roda e macaco, entre outros, devem estar em perfeito funcionamento. A inspeção tem a proposta de ser educativa, sem penalizar os carros inadequados. Caso o condutor ande com algum desses itens irregulares nas ruas, os agentes de fiscalização podem multá-lo, com perda de ponto na carteira e, dependendo da gravidade, apreender o veículo.

Teste nas ruas

Pensando nisso, o Guia da Semana levou um carro para fazer a vistoria no Centro de Inspeção Veicular. Após o diagnóstico final, o modelo 98 apresentou os seguintes problemas: extintor vencido, estepe careca, emissão irregular de gás carbônico (CO) e problemas com a regulagem do freio traseiro (de mão). Após isso, levamos para algumas mecânicas da cidade para ver se apontavam a mesma falha. Como não encontramos lugar que faça a inspeção semelhante ao da CET, passamos em algumas lojas especializadas na parte de freio, suspensão e amortecedor. Ao todo, foram oito oficinas que ofereceram o check-up grátis e pronto atendimento, todas elas situadas na zona sul paulistana.

A que citou menos problemas no veículo foi a Pneus e Acessórios Aeroporto LTDA, próximo à Av. Cupece. Após verificar os itens, sinalizou apenas para o alinhamento e balanceamento, com o custo de R$ 40,00. Já o Grupo ABC Pneus, no bairro de Jabaquara, fez uma análise minuciosa, e solicitou a troca das quatro rodas, válvulas, bandeja (uma das peças que segura a roda) e mais o alinhamento e balanceamento, com um valor de R$ 930,00.

A rede Dpaschoal foi a que apresentou uma variação significativa. Na unidade da Vila Mascote, o mecânico orientou para a troca do coxin (peça de borracha, parte do amortecedor) com a dupla alinhamento/balanceamento. O custo foi de R$ 268,72. Já no bairro Mirandópolis, o ´melhor profissional da oficina´ apontou as seguintes trocas: coxim, cilindro da roda, tambor e sapata de freio, amortecedores traseiro e dianteiro. Este último item apontado surpreendeu um pouco, já que o mecânico alega que são originais (colocados em 98, ainda de fábrica). Ele estaria correto, caso a peça não tivesse sido instalada em 2007. A revisão foi orçada em R$ 1.513,00, já com um desconto de 17%, para ´ganhar o freguês´.

No fim da pesquisa, nenhuma oficina apontou as mesmas falhas que a Inspeção Veicular da CET relatou, e a variação ocorreu em quase 400% do menor para o maior orçamento. A próxima data de Inspeção acontece de 20 a 24 de outubro. O Centro da CET pode não resolver, mas com certeza ajuda o motorista a descobrir aonde o mecânico tem que mexer.

Dicas para fugir do mecânico picareta
? Veja as peças e leia o manual do carro, para ficar informado a respeito. Dessa forma, ao falar com o mecânico você se sentirá mais seguro.

? Prefira levar o seu automóvel uma oficina conhecida ou indicada por alguém.

? Caso não seja possível, consulte o Instituto da Qualidade Automotiva (IQA) - www.iqa.org.br. O organismo não tem fins lucrativos, é especializado no setor automotivo e creditado pelo INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial). Quando uma oficina tem o selo do IQA é uma garantia a mais.

? Se for enganado, procure o IQA e faça a sua reclamação. Ele verificará o ocorrido junto à oficina. O Órgão de Proteção ao Consumidor (Procon) também é uma alternativa para reivindicar seus direitos.




Endereço do Centro de Inspeção Veicular: Rua Marques de São Vicente, 2154 - Pompéia

Fontes:

Aquiles Pisanelli: diretoria de Operação da CET
Thiago Bragone Pastrolin: técnico em mecânica
Eudes de Castro: técnico de manutenção do CENPES (Centro de Pesquisa da Petrobrás)


Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Conheça a cidade medieval de Füssen, na Alemanha

Viagens

Conheça Panama Beach City, destino com praias paradisíacas e muita natureza na Flórida

Viagens

9 passeios imperdíveis em Alfama, bairro tradicional de Lisboa

Viagens

9 castelos incríveis para conhecer na Alemanha

Viagens

Águas de Lindóia é destino perfeito para uma viagem em família; veja passeios imperdíveis por lá

Viagens

9 passeios imperdíveis para fazer em Gent, na Bélgica

Viagens