Guia da Semana
Turismo
Por Redação Guia da Semana

Paraíso Preservado

Muito mais do que praias paradisíacas, Ilhabela guarda belezas naturais intocadas em seus mais de 80% de área de conservação ambiental.

Para conhecer um lugar a fundo, nada melhor do que estar na direção do próprio carro e poder fugir dos pacotes engessados e dos lugares-comuns. Afinal, a maioria das cidades esconde belezas naturais e históricas pouco conhecidas e divulgadas, que vão além dos tradicionais roteiros turísticos.

A apenas 210 quilômetros de São Paulo e a cerca de 400 quilômetros do Rio de Janeiro, Ilhabela atrai turistas que buscam conforto, tranquilidade, sol, esportes náuticos e contato com a natureza. Apesar de ser uma ilha, suas belezas não se resumem às suas 33 praias paradisíacas.

Localizado no litoral norte de São Paulo, o município-arquipélago engloba as ilhas de São Sebastião, de Búzios e da Vitória, além das ilhotas das Cabras, Serraria, Castelhanos, Lagoa, Figueira e das Enchovas.

A ilha é praticamente uma Unidade de Conservação Ambiental, já que 85% de seu território são protegidos pelo Parque Estadual. Isso significa que andar e dirigir por Ilhabela são garantias de paisagens exuberantes, ricas e preservadas. Além das praias - que vão desde as desertas às mais badaladas, sempre envolvidas pelas lendas caiçaras -, a cidade oferece aos visitantes trilhas ecológicas, cachoeiras, piscinas naturais, riachos, vegetação nativa e observação de aves e mamíferos silvestres. No Parque Estadual já foram contabilizadas 248 espécies de mamíferos e 53 de anfíbios e répteis.

Para chegar à Ilha, é preciso fazer a travessia por balsa, a partir de São Sebastião. O transporte funciona 24 horas e o percurso levacerca de 15 minutos. A tarifa é cobrada somente na ida: carros de passeio pagam R$ 12,70 de segunda a sexta e R$ 19,10 nos finais de semana. A travessia pode ser agendada no site do Dersa: www.dersa.sp.gov.br. Na volta, os motoristas precisam pagar a Taxa de Preservação Ambiental (TPA), no valor de R$ 5. A cobrança é municipal e o dinheiro arrecado é usado exclusivamente em projetos ambientais.

Atrativos

Para quem prefere praia, as atividades não se restringem ao banho de mar. A cidade, conhecida também como a Capital da Vela, abriga diversas competições de esportes náuticos, incluindo mundiais. É possível praticar, além da vela, windsurfe, iatismo, caiaque, kitesurfe, mergulho e pesca. Passeios de escuna, lancha e jet ski também estão disponíveis aos turistas.

Quem opta por explorar a ilha por outro ângulo tem à disposição caminhadas por trilhas, com diferentes graus de dificuldade: montain bike, motocross, rapel, cascading, cavalgadas, trekking e trilhas off-road em veículos com tração 4x4.

A dica é pegar o carro e conhecer muito mais do que a praia próxima ao hotel. Ilhabela tem enseadas e cachoeiras lindíssimas, desertas, afastadas das avenidas principais e com acesso por trilhas. Em geral, os turistas estacionam o veículo na estrada mais próxima à trilha e continuam o trajeto a pé. Como algumas praias são mais afastadas, vale levar na bagagem toalhas e roupas secas para troca, além de água e lanches. Repelentes também não podem faltar na mochila.

Como chegar: a partir de São Paulo ou do Rio de Janeiro, seguir pela Rodovia Ayrton Senna, Carvalho Pinto e Tamoios. Outras opções são a rodovia Rio-Santos ou a Mogi-Bertioga.

Foto: Divulgação/ Prefeitura de Ilhabela

Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo