Guia da Semana
Viagens
Por Redação Guia da Semana

Passeio em Belo Horizonte


Vista parcial da Lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte

Mais tradicional por ser um centro comercial, a capital mineira também oferece diversas opções de lazer e cultura. Localizada mais ou menos no meio do estado, apresenta um clima agradável, belas paisagens e arquitetura histórica. Além do folclore mineiro, Belo Horizonte é considerada a cidade brasileira com maior número de bares por habitante mas o destaque é para a infinidade de festivais de dança, teatro, circo, além das freqüentes exposições, que transformam a cidade em um coquetel cultural.

Um dos principais pontos turísticos de Belo Horizonte é a Lagoa da Pampulha, onde fica reunido uma infinidade de atrações como, a Casa do Baile, o estádio do Mineirão, a Igreja da Pampulha e local da prática de caminhadas.

Projetada por Oscar Niemeyer, a Casa do Baile abriu as portas em 1943 e fechou cinco anos depois, após o encerramento das atividades do cassino. A construção em forma de circo fica numa ilha artificial na Lagoa da Pampulha, com uma ponte de 11 metros, em forma sinuosa.

Erguido em 1898, o Palácio da Liberdade é a sede do governo mineiro. Construído em estilo francês, o prédio possui escadaria de ferro e estruturas metálicas importadas da Bélgica. Os jardins em estilo rosal, de Paul Villon; o salão de banquete à Luís XV; e as pinturas do Salão Nobre, são alguns dos destaques, além do painel de Antônio Parreira.

Localizado na Serra do curral, o Parque das Mangabeiras é um dos maiores parques urbanos do país, com 2,3 milhões de metros quadrados. Inaugurado em maio de 1982, é muito procurado como opção de lazer e funciona também como centro de pesquisa e de educação ambiental.

A Igreja de São Francisco de Assis, começou a ser construída em 1766, e se destaca por suas linhas arrojadas e mosaicos nas laterais da nave. O interior da igreja abriga a Via Sacra, constituída por 14 painéis de Portinari, considerada a obra mais significativa do pintor. Os jardins são assinados por Burle Marx.

O Parque Ecológico da Pampulha fica na Ilha da Ressaca, que foi formada pelo acúmulo de resíduos sedimentares depositado ao longo dos anos na Lagoa da Pampulha. Ocupa uma área de 300 mil metros quadrados. É dividido em três áreas: uma para visitação pública, outra para visitas monitoradas de pesquisadores e uma restrita, com plantas representativas da Mata Atlântica, Cerrado e Floresta Amazônica. O local ainda conta com um coreto, onde estão previstas aprensentações culturais gratuitas.


Conheça também:

- Zôológico


Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

7 museus de figuras importantes brasileiras que você precisa conhecer

Viagens

O que fazer na cidade de El Calafate, na Argentina

Viagens

Conheça o incrível Parque Nacional Anavilhanas, no Amazonas

Viagens

7 cidades incríveis para visitar na Serra da Mantiqueira

Viagens

Conheça Penedo, a "Finlândia brasileira" no Rio de Janeiro

Viagens

8 motivos para visitar a impressionante Serra da Capivara, no Piauí

Viagens