Guia da Semana
Viagens
Por Redação Guia da Semana

Pedacinho de paz

Próxima a São Luís, a cidade oferece boas opções para passeios turísticos de um dia.

Foto: Reprodução
Ruínas da igreja matriz

Conhecida por abrigar o Centro Espacial Brasileiro, a pequena cidade maranhense de Alcântara pode ser considerada um museu a céu aberto. Distante uma hora de barco da capital São Luís, oferece um ótimo passeio, que pode ser feito em apenas um dia, com pontos turísticos que parecem ter parado no tempo, acessíveis por tranqüilas ruas e calçadas de pedra.

Mangues e história

O centro de Alcântara abriga as ruínas da igreja de São Mathias, o cartão-postal da cidade. A construção, iniciada em 1648, nunca chegoua a ser concluída. Já na Igreja de Nossa Senhora do Carmo, de 1665, o interior foi inteiramente restaurado, apresentando um interessante estilo rococó, que pode ser constatado em seu altar-mor, sacristia, púlpito, tribuna e balcões. A nave principal abriga jazidos antigos e azulejaria portuguesa.

O pelourinho (ícone das sociedades escravagistas brasileiras) também fica na Praça Matriz, sendo um dos principais pontos turísticos da cidade. Decorado com as armas do império, é hoje o mais bem conservado do país. Existem outros museus nas redondezas da praça central, que contam toda a história da cidade, entre eles a Casa Histórica do IPHAN, com seu acervo de objetos de ingleses e portugueses, datados do período compreendido entre os séculos XVII e XIX, incluindo uma coleção de azulejos, pinturas, móveis e porcelanas.

Fora do roteiro histórico, ainda é possível fazer passeios de barcos por igarapés e visitar ilhas como Cajual, importante sítio arqueológico brasileiro, onde já foram descobertos valiosos fósseis pré-históricos. Para quem quiser estender a sua estadia e passar a noite na cidade, existem bares agradáveis, onde pode-se degustar bebidas e comidas típicas.

Cultura

A vida cultural em Alcântara traz ícones regionais como a festa do Bumba Meu Boi, que em geral acontecem nos meses de junho e julho. Mas a maior festividade do local é a celebração do Divino Espírito Santo, que acontece 50 dias depois da páscoa e relembra os tempos da família portuguesa no Brasil, através da figura do Imperador, que durante uma semana, recebe convidados em sua casa e oferece comida e doces a todos que entram em seu lar. Fora da época dos festejos, é possível visitar o casarão restaurado.

Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Conheça a cidade de Leuven, capital da cerveja belga

Viagens

8 passeios imperdíveis em Seattle, nos Estados Unidos

Viagens

10 passeios imperdíveis no bairro de Belém, em Lisboa

Viagens

Conheça a cidade medieval de Füssen, na Alemanha

Viagens

Conheça Panama Beach City, destino com praias paradisíacas e muita natureza na Flórida

Viagens

9 passeios imperdíveis em Alfama, bairro tradicional de Lisboa

Viagens