Guia da Semana
Turismo
Por Redação Guia da Semana

Por mares nunca dantes navegados

Foto: www.sxc.hu
Santuário de Fátima, em Portugal

Olá! Esta é a reta final da minha saga pela Europa. E para encerrar, vou falar de Portugal, o país onde pelo menos por alguns instantes me senti realmente em casa.

Assim que o ônibus entrou em Lisboa, nossa guia - portuguesa, com certeza - que a viagem inteira ficou de cara amarrada, já abriu um sorriso de orelha a orelha. Enalteceu todas as qualidades sociais, políticas, financeiras e culinárias da terrinha. E ainda ressaltou que uma das atrações imperdíveis na cidade eram as touradas. Ao contrário das legítimas e mais famosas touradas espanholas, o touro não é morto no final. O "point" das touradas portuguesas é na região do Ribatejo, nordeste de Lisboa.

Como de costume, cheguei ao hotel e só queria saber de cama. Fui dormir sem comer mesmo. No dia seguinte passaríamos o dia em Fátima então preferi descansar.

No dia seguinte, no café da manhã, já comecei a sentir a diferença dos outros países. Acho que ouvir o idioma português, mesmo com sotaque, já fez eu me sentir quase à vontade. Queijo, presuntos, pães e sucos com sabores praticamente semelhantes ao brasileiro.

Já era 11h da manhã quando saímos do hotel. A distância de Lisboa a Fátima é de aproximadamente 150 km, o que deu quase duas horas de viagem. Chegamos na hora do almoço. E a refeição foi no conhecido restaurante O Sino, nos arredores do santuário de Fátima. No cardápio, bacalhau, é claro! Mas também arroz, feijão, lasanha e carne. Pela primeira vez na viagem me senti plenamente satisfeita.

Em volta do santuário, dezenas de lojinhas com produtos de motivos religiosos. Comecei a fazer umas comprinhas por lá mesmo.

Muitos brasileiros, antes de conhecer Fátima, perguntam se o santuário é semelhante ao de Aparecida, em São Paulo. E a resposta é não. O de Aparecida é infinitamente maior, tanto em tamanho quanto em número de romeiros. Na semana passada, um memorial foi erguido no cemitério de Ourém em homenagem a Jacinta Marto, uma das pastorinhas que junto com Francisco e Lúcia presenciou aparições de Nossa Senhora. Em uma das vezes, a santa teria pedido que se construísse uma capela naquele local. Hoje, esse lugar abriga a parte central do santuário.

Bem, volto na próxima para narrar a última parte da viagem! Até!

Quem é a colunista: Belisa Frangione

O que faz: jornalista

Pecado gastronômico: comida japonesa e chocolate

Melhor lugar do Brasil: São Paulo

Fale com ela: [email protected]



Outras aventuras de Belisa
? Uma aventura inusitada para a Europa

? Vencendo a sede e a fome em Paris!

? Um passeio pela Champs-Elysées

? Paris de Lafayette...e de camelôs!

? Luta de classes além da fronteira

? Você sabe o que é ternero?

? A cidade que não via a noite chegar

Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo