Guia da Semana
Turismo
Por Redação Guia da Semana

Que venha a maratona!

Em sua sétima edição, a Virada Cultural amplia seu entendimento de cultura e arte e reforça o tempero da diversidade na maior festa da capital paulistana.

Foto: Divulgação

Público aguardando ansiosamente mais um banho de cultura na Virada

Em cultura, cabe (quase) tudo: a rebeldia punk dos americanos dos The Misfits, a sonoridade jocosa e nordestina de Genival Lacerda, as intervenções do Urban Art Trash, a dança de salão, as peças improvisadas da Cia Jogando no Quintal. Tudo ao mesmo tempo agora, e pode acrescentar ainda mais: a Parada Viking, os filmes do Zé do Caixão, a inusitada parceria da Orquestra Experimental de Repertório com o heavy metal do Sepultura, a batucada abstrata dos armênios Jashgawronsky Brothers. Entra de tudo um pouco na 7ª Virada Cultural.

Serão 24 horas de magia e entretenimento das 18 horas de 16 de abril até às 18 horas do dia 17, totalizando mais de mil apresentações nacionais e estrangeiras em cerca de 200 palcos e espaços. Ou seja, tem para todos.

"Aproveitamos a grande oferta de artistas internacionais interessados em se apresentar sem deixar de aumentar o espaço da música regional e de novos talentos", explica José Mauro Gnaspini, diretor desse mega-evento. Uma dessas novidades é o jovem Stenio Moura. "Mesmo com facilidade da Internet e de sites como MySpace, não há nada como um show ao vivo para mostrar ao publico do artista, e a Virada estará com um palco só para artistas independentes, que não estão vinculados a gravadoras, logo uma oportunidade a mais para a gente", comenta o cantor de 25 anos que trafega entre o pop e a MPB e fará seu primeiro show para a multidão que toma o evento, calculada em mais de 2 milhões de participantes.

Em São Paulo, o evento ganhou relevância ainda maior por ocupar uma área abandonada por boa parcela dos cidadãos. "A Virada Cultural forjou sua própria identidade e consagrou-se como uma verdadeira festa da cidade, fazendo-nos perceber a imensa demanda cultural reprimida que há no Centro", explica Carlos Augusto Calil, secretário de cultura da prefeitura.

Caldeirão atômico

Só no centrão velho de guerra são mais de 32 espaços para shows, música eletrônica, apresentações teatrais e circenses, além de contação de histórias, sarau literário e até ringue de luta livre, o nosso antigo Telecatch. A programação se espalha também pelo resto da cidade, ocupando os palcos e salas de Sesc's, CEUs e demais instituições culturais, como Casa das Rosas, MIS, entre outras.

Foto: Divulgação

A rainha do rock Rita Lee abrirá o evento no palco Julio Prestes, com a animação que já faz parte da história de São Paulo

Se os shows continuam a ser o carro-chefe da festa, com apresentações de Rita Lee, Steel Pulse, Leandro Lehart, Martn'alia , Dominguinhos e Forroçacana, a Virada passa a abraçar também a literatura, com a incorporação da recém-reformada biblioteca Mario de Andrade, e a cultura pop, reunida sob a programação Dimensão Nerd. Assim como no ano passado, a expectativa é reunir as mais diversas tribos em paradas temáticas para lá de divertidas, colocando vikings e personagens de mangás japoneses em pleno Vale do Anhangabaú.

Outros destaques são os encontros inusitados promovidos, principalmente, no palco da Estação da Luz. O erudito e o rock se encontrarão nos arcos dos violinos da Orquestra de Câmara da USP, que executará Frank Zappa, e da Orquestra Experimental de Repertório, que dividirá o palco com a banda Sepultura. Inusitada será também a realização ao ar livre da ópera Pagliacci , fazendo os palhaços criados por Rugerro Leoncavallo dividirem o Pateo do Collegio com os artistas do circo Zanni e e de demais companhias acrobáticas.

Mas quem tem tudo para arrancar boas risadas e ser o centro das atenções dessa edição é a comédia stand up, que ganhou um palco só para ela. Danilo Gentilli, Rafinha Bastos, Fabio Rabin e outros 24 atores e humoristas se revezaram no Viaduto do Chá.

Se em algum momento a alegria virar preocupação por estar perdido e não saber o que aproveitar, 80 totens de sinalização indicarão onde acontece cada atração. Como saco vazio não para em pé, praças de alimentação montadas no Anhangabaú e na Praça Princesa Isabel vão vender quitutes brasileiros. Tem pastel, tapioca, caldo de cana e salada de fruta, fora as mercadorias das barracas dos ambulantes. Mas não vá exagerar na bebida! Para esse e outros males, 57 ambulâncias, 20 Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) móveis e três ambulatórios fixos estarão à disposição do evento, monitorado por 1.500 homens da Polícia Militar.

Agora que você já sabe de tudo, basta montar o seu roteiro. Clique aqui para baixar a programação completa e/ou escolha entre as opções abaixo que mais lhe agradar e confira os destaques selecionados pelo Guia da Semana. Respire todo o tipo de cultura nessa festa que não tem mais fim.






Arte: Fernando Kazuo


Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo