Guia da Semana
Viagens
Por Redação Guia da Semana

Respeitável público...

Acrobacias, tecnologia e artes cênicas. Em homenagem ao dia do circo, fomos atrás dos picadeiros que estão mudando a cara do circo no Brasil.



A magia da lona armada, da pipoca na arquibancada e das inesquecíveis brincadeiras dos artistas na arena continuam arrancando risos de várias gerações. Em homenagem a essa tradição, em 27 de março é celebrado o Dia do Circo, quando mambembes de todo o país relembram Piolin, um dos primeiros palhaços brasileiros, representante das pessoas que vivem viajando em nome da diversão e do improviso.

Passados mais de 5 mil anos de apresentações, as artes circenses sofreram grandes transformações, abolindo os crueis números com animais, que deram dando lugar a shows pirotécnicos e componentes tecnológicos. Tudo isso sem perder a graça e a diversão do público, que relembra seu mundo infantil sempre que está à beira do palco. Para entrar nesse clima durante (e depois) da data, confira abaixo os principais espetáculos dos picadeiros nacionais.

Cirque du Soleil


Indiscutivelmente a fina nata da arte circense, com turnês realizadas em todas as partes do planeta, o Cirque du Soleil foi fundado no Canadá por dois artistas de rua. É considerado a síntese do "circo moderno", repleto de histórias performáticas, números acrobáticos e música ao vivo durante as apresentações. Tem como característica mais marcante a ausência de picadeiro, cujo objetivo é trazer o espectador mais próximo da performance.

Em 11 de junho, o Cirque du Soleil inicia a turnê Quidam, em Fortaleza, que marca os 25 anos de grupo, passando por mais sete cidades brasileiras: Olinda/Recife (9 de julho), Salvador (13 de agosto), Brasília (18 de setembro), Belo Horizonte (23 de outubro), Curitiba (4 de dezembro), Rio de Janeiro (8 de janeiro de 2010) e São Paulo (26 de fevereiro de 2010).

Circo Spacial


Inovou há vinte anos, ao não utilizar animais nas apresentações. Agora com espetáculo renovado, o Circo Spacial traz um show vanguardista, ao mesmo tempo em que preserva a tradição milenar circense. A trupe, composta de 45 artistas, é conhecida por demonstrações de força física, complementadas com música, teatro, coreografias e figurinos modernos. Destaque também para a presença de Pingolé, reconhecido como um dos melhores palhaços do Brasil. Nesta temporada, o Spacial diverte o público na Baixada Santista, em São Paulo.

Circo Roda Brasil


Com o objetivo de renovar o conceito de atividade circense, o Circo Roda Brasil foi criado a partir da união dos grupos teatrais Parlapatões e Pia Fraus, refletindo em uma comunicação direta com a platéia e constante pesquisa cênica. Itinerante, leva às cidades brasileiras uma apresentação baseada em três tipos de linguagens: teatro, circo e teatro de bonecos. Com o espetáculo Oceano em cartaz, o Roda Brasil pretende reproduzir a sensação de flutuação do universo submarino, através de acrobacias, esquetes cômicas e malabares. A trupe se apresenta no Festival internacional de Teatro, em Curitiba, que ocorre até o dia 2 de abril.

Circo do Beto Carrero


Parte de um dos maiores parques temáticos da América Latina, o Circo do Beto Carrero nasceu do sonho de João Batista Ségio Murad, o saudoso cowboy brasileiro apaixonado pela cultura Western norte-americana. Diferente das apresentações de seu parque temático de origem, o circo é itinerante. O setor de adestramento de tigres e cavalos foi deixado de lado, cedendo espaço aos números com palhaços, acrobatas e trapezistas. Em cartaz em Belo Horizonte, com o espetáculo Vida de Circo, tem como proposta levar o público em uma viagem ao mundo lúdico dos picadeiros, mostrando o que se passa nos bastidores, minutos antes do show.

Circo Vox


Após quase uma década de apresentações, o Vox segue a linha dos circos contemporâneos franceses: pequeno (capacidade para 200 pessoas) e com recursos tecnológicos em cena, como um jogo de luz negra para acrescentar mais dramaticidade às apresentações. A proposta é minimalista. No picadeiro, há apenas dois palhaços, uma contorcionista e uma atriz, que apresentam esquetes cômicos, malabarismos e truques de mágicas. A temporada de 2009 inicia em abril, com um espetáculo fixo na Zona Sul de São Paulo.


Fotos: divulgação


Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

10 lugares da Bahia para conhecer online

Viagens

10 atrações turísticas do Sul do Brasil para ver online

Viagens

10 pontos turísticos do Nordeste brasileiro para ver online

Viagens

10 destinos religiosos ao redor do mundo para ver online

Viagens

6 atrações turísticas em Mykonos, na Grécia, para ver online

Viagens

10 montanhas incríveis ao redor do mundo para ver online

Viagens