Guia da Semana
Turismo
Por Redação Guia da Semana

Romantismo à italiana

Ameaçada de sumir do mapa nos próximos anos, Veneza é um dos destinos mais procurados pelos turistas do mundo inteiro, atraindo cerca de 26 milhões de visitantes por ano.

Foto: sxc.hu


Entre canais cortados por pontes arqueadas, gôndolas deslizando pelas águas, palácios medievais e uma gastronomia de dar inveja a muitos locais do mundo, Veneza é um dos destinos mais procurados hoje em dia. Longe dos engarrafamentos das grandes metrópoles, a cidade pode ser explorada com um tênis confortável nos pés ou através da tradicional rede de embarcações que cruzam toda a sua extensão.

Com um fluxo de cerca de 21,6 milhões de turistas, recentes pesquisas mostram que devido aos efeitos da poluição ambiental, o nível das águas venezianas estão subindo um centímetro por ano. Por essa razão, já não se sabe ao certo por quanto tempo o local poderá ser visitado, já que em épocas de maré cheia, as águas da lagoa já inundam grande parte da região. Portanto, arrume logo suas malas e vá conhecer a cidade, antes que ela suma do mapa.

Roteiros obrigatórios

Todos os passeios são realizados em meio a ruas estreitas, pontes de pedestres e igrejas seculares, além de diversos restaurantes e lojas. O Grande Canal corresponde à principal avenida da cidade. Ele corta Veneza ao meio, sendo a principal e mais larga via de trânsito. Ao longo de suas margens, há ancoradouros para gôndolas e embarcações maiores.

Foto: sxc.hu


O acesso aos pontos turísticos dá-se pelo percurso de diversas ruelas. Para facilitar os trajetos, três pontes cruzam o Grande Canal: a Ponte Degli Scalzi, a Ponte di Rialto (um dos principais trechos comerciais) e a Ponte de l´Accademia.

Na Praça de San Marco o destaque fica por conta da cerimônia de hasteamento da bandeira municipal, executada pelas tropas de carabinieri (policiais) em trajes típicos, acompanhado pelas badaladas do sino da torre da Campanille. Seus arredores formam um interessante pólo gastronômico, oferecendo boas opções de jantar à luz de velas, ao som de conjuntos tocando músicas italianas típicas.

Às margens do Grande Canal há uma infinidade de palacetes dos séculos 17 e 18, como o luxuoso Palacio Ca´Rezzonico, além do Lido, conhecida como a praia dos ricos e famosos. Outro destaque vai para a arquitetura clássica dos prédios e hoteis dessa parte da cidade, que serviram de locação para o clássico do cinema Morte em Veneza.

Foto: sxc.hu


Outra atração imperdível é o Palácio dos Doges, onde está localizada a Visão do Paraíso, maior tela a óleo do mundo, com medidas de 8 x 25 metros, que representam 350 personalidades influentes da época. Anexo ao palácio, está a antiga prisão da cidade, que liga os dois prédios à famosa Ponte dos Suspiros, onde segundo a lenda, se um casal trocar um beijo no momento exato em que passarem sob ela, serão eternamente apaixonados.

Entre um passeio e outro, se bater aquela fome repentina, vá até uma das diversas Bacaros, restaurantes típicos de Veneza. Ali come-se de pé, sendo possível escolher diversas opções de sanduíches abertos, folhados e tira-gostos diversos. Para acompanhar, não esqueça de pedir um Ombria, pequena taça de vinho da casa.

Festas tradicionais

Duas grandes festas anuais marcam o calendário de Veneza. A primeira ocorre durante o Carnaval e outra no dia da Procissão da Cidade, que ocorre no primeiro domingo de setembro. Durante a primeira, as ruas da cidade são tomadas por centenas de mascarados com luxuosas fantasias, ornamentadas com as máscaras que já se tornaram uma das marcas registradas da festa. A outra é marcada pela procissão do Grande Canal, realizada com a participação de gôndolas e embarcações maiores, ornamentadas com todas as cores e tripuladas por marinheiros tradicionalmente vestidos com chapéus de aba e camisas listradas.

Foto: sxc.hu


Sobre as águas

O passeio de gôndola pelos canais de Veneza é tradicional e obrigatório para seus visitantes e leva cerca de uma hora. Utilizadas inicialmente como transporte fúnebre, elas conservam até hoje a cor preta em seus cascos. Recomenda-se acertar o valor antecipadamente, já que o custo costuma ser elevado. Esse tipo de jangada é o meio de transporte mais comum na cidade, aportadas em hastes verticais espalhadas em quase todos locais, que servem como "estacionamentos". 

De uma embarcação para outra, também é possível se locomover por táxis aquáticos, geralmente uma lancha. Com ele é possível ir até Murano, ilha vizinha, que abriga as fábricas de vidro soprado. O trabalho de artesãos ao vivo, dando formas para cristais coloridos, de todas as cores e tamanhos dá um toque especial ao passeio.

Quem leva

Submarino Viagens
(11) 4003-8080

Século XXI Viagens
(21) 2200-9304

CVC
(11) 2191-8911

Soft Travel
(11) 3017-9999

 DICA

O município de Veneza acaba de lançar um portal (www.veniceconnected.com) no qual os turistas já podem reservar todos os serviços que a cidade oferece e usufruir de descontos para transportes públicos, estacionamento e entrada nos museus municipais.





Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo