Guia da Semana
Viagens
Por Redação Guia da Semana

Rotas do Acre

Além da Floresta Amazônica, o Acre, terra de Chico Mendes, também abriga muita história cultura e gastronomia. Connheça os principais itinerários para se viajar pelo Estado.

Foto: Secretaria de Turismo

Quando se fala em Acre, as primeiras imagens que vêm à cabeça são aldeias de índios, floresta tropical cerrada e ausência de qualquer traço urbano. Mas foi dentro desse "cenário selvagem" que surgiram algumas importantes personalidades e figuras históricas nacionais, tais como o jornalista Armando Nogueira, o músico João Donato, o marechal Rio Branco e o sindicalista Chico Mendes - líder dos seringueiros, morto em uma tocaia, realizada no dia 22 de dezembro de 1988.

No aniversário de vinte anos da morte de seu famoso mártir, o estado vem divulgando uma série de atividades em sua homenagem, oferecendo uma boa oportunidade para conhecer, não só um pouco mais sobre sua vida e luta, mas também a cultura regional e a natureza atraente da Amazônia, em um lugar que ainda conserva um pouco do caráter inóspito do "Brasil que o Brasil não queria".

Entre o Pirarucu e o Tabule

Ao longo do século XX, o Acre tornou-se o abrigo de imigrantes estrangeiros e nacionais que se aventuraram na riqueza do Ciclo da Borracha, formando uma composição interessante de histórias e tradições. A mistura cultural pode ser constatada na gastronomia regional, marcada por uma miscelânea de sabores das cozinhas paraense, nordestina, síria e libanesa.

Se nos restaurantes encontramos pratos como a carne de sol, buchada-de-boi, quibe cru e tabule; nas praças e barracas é possível degustar esfihas, tapiocas e salames de cupuaçu. Destaque também para o saudável café da manhã da região, recheado de sobremesas à base de frutos regionais e licores amazônicos.

Pé na estrada

O Estado é rodeado por selva, o que confere a ele um clima quente e úmido, constantemente. Pacotes turísticos de uma semana (sete dias) saem a partir de R$ 2.300 (incluindo hotel e passagens aéreas partindo de São Paulo). Embora pouco procurado pelo seu turismo, o destino oferece um grande número de passeios, encontrados em diversos roteiros. Para facilitar, selecionamos os três itinerários principais, para quem quiser se aventurar em alguns dos 22 municípios acreanos.

Foto: Embratur

Rota Caminhos da Revolução

O combate dos seringueiros brasileiros no final do século XIX, que exploravam terras bolivianas, culminou na criação oficial do território, posteriormente incorporado como um estado nacional. Nessa caminhada entre Rio Branco e Porto Acre, o turista conhece a região que serviu de palco para essa revolução, onde estão conservados traços de sua história até os dias de hoje.

O que visitar:

? Sala Memória de Porto Acre - abriga os fragmentos e memórias da Revolução Acreana.

? Igrejinha de Ferro e Obelisco - marcos históricos da luta acreana, construídos no início do século XX, em Rio Branco.

? Passeio de barco pelo Rio Acre - uma boa oportunidade para vislumbrar os encantos da Floresta Amazônica, partindo do centro da capital.

? Sítio Histórico do Seringal Bom Destino - local onde se desenrolou um dos episódios da revolução, com ruínas e construções históricas da época.

Rota Caminhos de Chico Mendes

Não é possível aventurar-se pelo Acre e não conhecer a história de vida e luta do seringueiro Chico Mendes. O roteiro, realizado entre Rio Branco e Xapuri, é marcado por uma grande área de floresta nativa, fonte de renda principal da população local, que vive da extração de borracha e da agricultura.

O que visitar:

? Parque Ambiental Chico Mendes - possui uma reserva com 52 hectares de floresta. Oferece trilhas ecológicas com seringueiras, castanheiras, copaíbas e outras espécies da região.

? Centro Histórico de Xapuri - após sua restauração, passou a recriar a antiga atmosfera da cidade, nos sobrados residenciais e nas casas comerciais da rua central, às margens do Rio Acre.

? Parque Capitão Ciríaço - permite ao visitante descobrir como é a vida de um seringueiro, em um espaço que conta com várias espécies da flora amazônica.

? Casa de Chico Mendes - a moradia do famoso ambientalista foi transformada em um espaço de memória. Localizada no município de Xapuri, é uma construção típica da região, em madeira de lei.

? Fundação Chico Mendes - Criada logo após a morte do líder seringueiro, a entidade tem como objetivo dar continuidade ao movimento de preservação do meio-ambiente acreano.

Foto: Secretaria de Turismo
Passeio pelo Rio Acre

Rota Caminhos do Pacífico

Agregando pontos turísticos dos vizinhos Bolívia e Peru, esse roteiro começa em Rio Branco e passa por paisagens dominadas pela rica fauna e flora, até chegar a Cusco, a histórica capital peruana, integrando o Brasil com os países andinos.

O que visitar:

? Catedral Nossa Senhora de Nazaré - construção histórica em estilo romano-basilical, localizada em Rio Branco.

? Reserva Extrativista Chico Mendes - caminhada ecológica de um dia, partindo da cidade de Assis, no Brasil.

? Museu da Borracha - apresenta os principais manuscritos e documentos referentes à história do Acre, na capital.

? Cobija - cidade boliviana localizada a quase 250 quilômetros da fronteira com o Acre. Uma ótima oportunidade para fazer compras em mercados abertos de artesanato.

? Puerto Maldonado e Cusco - as cidades peruanas abrigam muralhas incas, igrejas barrocas e charmosas ruas estreitas de pedra. O principal destino é a Praça das Armas, no centro de Cusco, que apresenta o contraste entre a cultura indígena e a colonização espanhola em sua arquitetura.



Curiosidades
? O nome Acre surgiu de "Aquiri", que significa "rio dos jacarés" na língua nativa dos índios Apurinãs, habitantes originais da região.

? O Acre foi um dos últimos territórios a ser incorporado pela federação. Somente em 1903 ele saiu dos domínios bolivianos e virou estado nacional.

? O Rio Acre divide a capital Rio Branco em duas partes - de um lado o centro histórico, do outro, a cidade nova. O transporte aquático predomina nesta região, servindo a pessoas e produtos.

? Antes de fazer as malas, o turista precisa tomar a vacina contra Febre Amarela com no mínimo, dez dias de antecedência.

? Xapuri, a cidade que conserva a casa de Chico Mendes, é um dos principais pólos turísticos do Estado.




Onde ficar

Renner Tur
Tel.: (68) 3224-5323

Araras Tour
Tel.: (68) 3223-5884

Morais Tur
Tel.:(68) 3223-6161


Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Conheça a cidade medieval de Füssen, na Alemanha

Viagens

Conheça Panama Beach City, destino com praias paradisíacas e muita natureza na Flórida

Viagens

9 passeios imperdíveis em Alfama, bairro tradicional de Lisboa

Viagens

9 castelos incríveis para conhecer na Alemanha

Viagens

Águas de Lindóia é destino perfeito para uma viagem em família; veja passeios imperdíveis por lá

Viagens

9 passeios imperdíveis para fazer em Gent, na Bélgica

Viagens