Guia da Semana
Viagens
Por Juliana Andrade

Roteiros pelo Brasil para fazer de bicicleta

Prepare as malas, ajuste a bike e programe a sua próxima viagem.

Curte pedalar e viajar? Então essa lista é pra você! (Reprodução)

Imagine fazer um roteiro e passar de bike por lugares incríveis do Brasil? Delicia, né? O Guia da Semana foi em busca de trajetos para você sair por aí e curtir as paisagens ao redor do país.

Não fique preocupado se você não está tão preparado fisicamente para encarar uma viagem de 350 km, como é o caso do Caminho dos Diamantes, porque nós também selecionamos trajetos curtos como o de Cunha até Paraty, de aproximadamente 30 km.

Cunha - Paraty | São Paulo e Rio de Janeiro

O trajeto de 30 km começa com algumas subidas, mas que duram até a divisa São Paulo/Rio, depois, é só curtir a descida até Paraty. Entretanto, é preciso muito cuidado com a Estrada Real, pois como é uma via antiga existem diversas pedras soltas e escorregadias por lá. Prepare-se para uma paisagem repleta de matas e cachoeiras.

Caminho dos Diamantes | Minas Gerais

Para mergulhar fundo na história do Brasil, nada melhor do que uma viagem de dez dias pelos patrimônios do país. São 350 km entre Diamantina e Ouro Preto, por isso quem optar por esse roteiro deve estar com um bom condicionamento físico. Mesmo sendo um trajeto de nível avançado é um dos mais procurados pela galera.

Caminho do Sol | São Paulo

Você sabia que em São Paulo existe um trajeto de peregrinação inspirado no Caminho de Santiago de Compostela? O Caminho do Sol vai de Santana de Parnaíba a Águas de São Pedro, um percurso de 240 km que leva três dias para ser realizado. A viagem é monitorada e antes de se aventurar você deve fazer uma inscrição no site caminhodosol.org. Na chegada, não se esqueça de bater o sino na Casa de Santiago!

Caminho da Luz | Minas Gerais

O ponto de partida é na Cachoeira de Tombos, divisa de Minas Gerais e Rio de Janeiro e a chagada é na cidade de Alto Caparaó. São 180 km percorrendo a Zona da Mata Mineira entre cachoeiras e vilarejos. A região montanhosa da Serra do Caparaó é um espetáculo a parte, com altitudes variam entre 238 a 2.890 metros, no alto do Pico da Bandeira. Para fazer a viagem com a poio e hospedagem é necessário fazer a inscrição pelo site caminhodaluz.org.br.

Circuito Vale Europeu | Santa Catarina

Circuito tem um total de 300 km com início e término na cidade de Timbó, em Santa Catarina. O percurso é dividido em parte baixa, pelos vale dos rios de Timbó até Rodeio e parte alta, que passa pela serra a cerca de 7000 m de altitude. Como o trajeto tem bastante subida é preciso um condicionamento físico razoável e uma certa experiência com bicicleta. A região possui muitas nascentes, por isso evite a época de chuvas.

Rota do Descobrimento | Bahia

Imagine que delicia pedalar pelas praias do Nordeste? Em uma semana você percorre 120 km pela Rota do Descobrimento, no sul da Bahia. O caminho histórico relembra a chegada de Pedro Álvares Cabral em 1500. O trajeto começa em Prado e vai até Arraial d' Ajuda cruzando praias, rios, falésias e coqueirais. Tem como ser mais paradisíaco?

Rio - Friburgo | Rio de Janeiro

Essa é pra quem tem folego! A subida de 20 km pela serra do Rio de Janeiro até Petrópolis não é pra qualquer um, é preciso ter um condicionamento físico bom pra levar essa parte do trajeto numa boa. Depois, você segue mais 33 km até Teresópolis e na sequência até Friburgo. Vai encarar?

Curitiba - Morretes | Paraná

O ponto de partida é a rodoviária de Curitiba. São 80 km passando por Quatro Barras seguindo até Morretes pela Serra da Graciosa. Tem um pouco de subidas no início, mas a maior parte do caminho é descida. Durante o percurso você encontra seis lugares para fazer um pit-stop e descansar. Para voltar para capital use o trem que liga Curitiba ao Porto de Paranaguá.

Vale dos Vinhedos | Rio Grande do Sul

Que tal degustar queijos e vinhos enquanto você pedala? Isso é possível nas vinícolas próximas a Bento Gonçalves. O percurso conta com um roteiro turístico com mais de 50 pontos de observação do patrimônio arquitetônico e da paisagem, além de cantinas, ateliês, capelas e casas históricas. Mas não anime tanto com o vinho porque se você enfiar o pé na jaca não vai conseguir pedalar.

 

 


Por Juliana Andrade

Atualizado em 22 Nov 2014.

Mais notícias

Conheça Chipre, a fantástica ilha no Mediterrâneo

Viagens

7 lugares nos Estados Unidos perfeitos para ir com crianças nas férias

Viagens

O que fazer em Itu, cidade próxima a São Paulo

Viagens

10 lugares fascinantes para explorar na Calábria, a "ponta da bota" na Itália

Viagens

7 lugares imperdíveis para conhecer em Cascais, em Portugal

Viagens

10 lugares imperdíveis para conhecer na Cracóvia, cidade na Polônia

Viagens