Guia da Semana
Turismo
Por Redação Guia da Semana

Trilha Praias Desertas - 2ª parte

Veja como foi o segundo dia do colunista em Palmas do Arvoredo.

Foto: Márcio Alexandre


O céu cor de fogo e o tímido dourado do mar tingiram o espaço de beleza. Feixes luz atravessaram as frestas das nuvens, irradiando contemplação nas tenras águas da Praia de Palmas. Saudamos o Sol para iniciar o dia, que mais uma vez prenunciava-se como mágico.

Nos dirigimos até a Ponta dos Ganchos e iniciamos a trilha pela Praia dos Ganchos de Fora, rumo a um mirante que nos proporcionou um visual estupendo para a Praia de Fora. As formações rochosas foram alguns dos detalhes especiais que testemunhamos.

Descemos na Praia das Conchas, branquinha, cobrindo a faixa de areia, em contraste com tons cobreados, cinéreos, prateados e ferruginosos das pedras. Todos eles gradualmente tingidos pelo degradê do verde-esmeralda ao azul-celeste.

Agora começa a aventura! Pelo costão, escalamos algumas pedras, onde passamos por sendas e usamos pernas, pés, braços e mãos, para engatinharmos em uma progressão quase militar... (pausa para suspirar) - Uau...

A Ilha Grande encheu nossos olhos com uma bela imagem. A Ilha do Arvoredo, minutos antes, parecia estar contornada por uma luminosa e brilhante aura em azul prateado. O Sol a iluminava tudo.

Retomamos a caminhada pelas pedras, entre elas, que formam pequenas e interessantes grutas, até sairmos na Praia de Baleate. Um mergulho revigorante coroou o passeio com chave-de-ouro. Saímos na Praia de Palmas, conhecendo assim as trilhas ao Norte e ao Sul de Palmas do Arvoredo. Comemoramos com uma tigela de açaí.

Leias as coluna anteriores de Márcio Alexandre:

? Trilha Praias Desertas


? Pico do Cambriela


? Uma caminhada muito especial



Quem é o colunista: costumava me imaginar como a letra de música de uma banda chamada Guided by Voices: "I am a journalist - I write to you to show you: I´am an incurable and nothing else behaves like me..." Porém, com o tempo venho descobrindo que eu, assim como você, todos nós, somos vazios como o espelho e abertos como o espaço. E no intervalo, juntos, criamos o mundo.
O que faz: Jornalista, trabalha com comunicação, marketing, caminha, pedala, mergulha e medita quando pode.
Pecado gastronômico: Sem dúvida, chocolate e tigela de açaí.
Melhor lugar do mundo: aquele em que reside entre o instante que acabou de terminar e ainda nem começou, mas também aquele que se movimenta, interage, cria e recria, vibra, cintila e pulsa dentro de nós;.
Fale com ele: [email protected]

Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo