Guia da Semana
Viagens
Por Redação Guia da Semana

Um dia em Porto Alegre

Como conhecer a capital gaúcha em apenas 24 horas.

Foto: Aline Gonçalves-PMPA
Mercado Público

Conhecer os principais pontos turísticos de Porto Alegre em pouco tempo é fácil. Basta pegar a Linha Turismo, um ônibus que percorre os principais pontos históricos, naturais e culturais da cidade, fazendo um trajeto de 28 km com duração média de 80 minutos. Os horários de partida começam às 9h da manhã e vão até o fim da tarde. Mas atenção para a dica: agende para não esperar muito, principalmente nas férias e feriados.

Entretanto, o Guia da Semana fez um roteiro para o turista aproveitar o que tem de melhor a capital gaúcha em 24 horas. Neste, não só o viajante conhece alguns pontos históricos, como também come bem, faz compras e aproveita a agitada vida noturna.

Pontos turísticos

Logo no desembarque pelo Aeroporto Salgado Filho, na zona norte, a Estátua do Laçador dá boas vindas aos turistas. É uma reprodução fiel do gaúcho e sua vestimenta tipicamente campineira.

Depois o turista tem duas opções: seguir pelos caminhos rurais ou pelos pontos históricos. São poucas as capitais que tem uma área rural deste tipo, que além dos agricultores, tem também trilhas ecológicas, áreas de preservação ambiental, açudes para pesca e recreação infantil. Destaque para o Santuário Mãe de Deus (vista panorâmica da cidade, no Morro Pedra Redonda) rotina rural, degustação de produtos.

Centro Histórico

Do lado histórico, o ponto mais importante é a Praça da Matriz, onde está o centro administrativo, religioso e cultural do estado. Lá se encontram o monumento e o Museu Júlio de Castilhos, em homenagem ao jornalista e ex-presidente do estado do Rio Grande do Sul no século XIX. Também estão na praça o Palácio Farroupilha, sede da Assembléia Legislativa do estado, o Palácio Piratini, sede do poder executivo, a Catedral Metropolitana, construída em 1772, mesmo ano da fundação oficial de Porto Alegre (na verdade ela só mudou de nome).

Na praça há atrações culturais no Solar dos Câmara, espaço cultural da Assembléia Legislativa, e no Theatro São Pedro, inaugurado em 1858. Com estilo neoclássico, é o mais antigo da cidade.

Vale a pena também visitar a Rua da Praia, a primeira da cidade. Lá se encontram alguns centros culturais, com destaque para a Casa de Cultura Mário Quintana, em homenagem ao famoso poeta que morou na capital gaúcha. Também existem dois museus, o da Comunicação Social Hipólito José da Costa e o da Brigada Militar, e a Igreja Nossa Senhora das Dores, construída em 1813.

A Praça da Alfângadega, além de uma feira de artesanato, tem três museus que funcionam como centros culturais: o Santander Cultural, com arte contemporânea; o Memorial do Rio Grande do Sul, que traz as raízes e tradições históricas do povo gaúcho; e o MARGS, Museu de Arte do Rio Grande do Sul, de artes plásticas.

Mas se por acaso a sua estada em Porto Alegre for em um sábado, pare para ver e comprar na Feira do Caminho dos Antiquários, um shopping ao céu aberto em que se encontram móveis e outros objetos antigos, expostos nas ruas e calçadas por artistas plásticos e artesãos.

Para comer

Como ir ao Rio Grande do Sul sem provar a famosa carne gaúcha? Se o turista optar por um lugar que alie compras a opções gastronômicas, o Mercado Público é o local. Construído no século XIX, tem tudo isso além de feiras e um memorial, que conta toda sua história e desenvolvimento. Para sobremesa, a dica é o sorvete da banca 40. As churrascarias mais tradicionais da cidade são Barranco, Vitrine Gaúcha, Galpão Crioulo e Fogo de Chão (esta com unidade em São Paulo também).

Tarde nos parques

Relaxar nos parques é a melhor opção para fazer a digestão após um belo almoço. O mais antigo e tradicional parque de Porto Alegre é o Parque Farroupilha, oferece lazer para todas as idades, com playground, pista de atletismo, aparelhos de ginástica e locação de bicicletas. Dentro há o lago da Redenção, onde visitante pode passear de pedalinho.

Outros parques importantes são o Brique da Redenção, junto ao Farroupilha, que contra com um mini-zoológico, e o Parque Moinhos de Vento. Bom para a prática de cooper, ele tem até uma pista de patinação. Uma opção de passeio que levaria a tarde toda é a da Ilha da Pintada, dentro do Parque Estadual Delta do Jacuí. A ilha tem forte influência da colonização açoriana, e o programa conta com passeio de barco, caminhada na orla e almoço com peixe-na-taquara.

Do lado do lago Guaíba, as opções são variadas. O turista passa bem no Balneário Ipanema, uma praia com calçadão, ciclovia, espaço para churrasqueiras, área de esportes e bares. Mas a visão completa da orla do Guaíba só é possível a partir do Morro Santa Teresa, a 148 metros do nível do mar.

A região de Itapuã tem muita beleza natural. O que antes era palco de combates da Revolução Farroupilha, atualmente abriga espécies de fauna e flora ameaçadas de extinção. É possível agendar trilhas pelo Parque Estadual de Itapuã, além do imperdível passeio de barco até o Farol de Itapuã.

Porém, para se ver o pôr-do-sol, nada como a Usina do Gasômetro. Antiga Termoelétrica, hoje o local é um centro cultural que possui cafés, salas de cinema, peças de teatro e shows, entre outros tantos eventos. Foi abrigo do Fórum Social Mundial e algumas edições da Bienal do Mercosul.

Noite

Para começar a noite o ideal são os bares e restaurantes do Mercado Público e do Chalé da Praça XV, no centro, ou na zona sul, mais precisamente no calçadão do Balneário de Ipanema.

Para estender a madrugada, há muitas baladas temáticas. O Barbazul é embalado pelo pop rock nacional e internacional, o Free Riders Pub tem decoração baseada no motociclismo, o Ossip oferece pizza e vinhos, servidos em taças de cristal, o Cherry Blues tem cervejas nacionais e importadas, com bandas ao vivo e comidas típicas da Irlanda, e o John Bull pega o público que gosta de rock.

Onde Ficar

Ficar apenas um dia em Porto Alegre não te dá chance de aproveitar tanto o que os hotéis oferecem. As hospedagens que dão conforto, como em qualquer grande capital, não estão tão baratas, mas o Guia da Semana separou algumas delas.

Uma opção de luxo é o Blue Tree Towers, localizado a 15 minutos do Aeroporto Salgado Filho. A diária para casal em apartamento luxo é R$ 360,00. Com preço intermediário está o Comfort Inn Porto Alegre, da Atlantica Hotels. Ele sai por R$ 178,00 a diária para casal. São 75 suítes equipadas com TV a cabo e ar-condicionado. Quem quer gastar menos pode optar pelo Conceição Center Hotel, situado bem no centro de Porto Alegre. As diárias para casal estão a partir de R$ 115,00.

Raio X de Porto Alegre *
- Fundação oficial: 26 de março de 1772
- Área: 476,3 km2
- População: aproximadamente 1,5 milhão de pessoas
- Relevo: Possui espaços de planície, mas está circundado por 40 morros que abrangem - 65% da sua área, limitada por uma orla fluvial de 72Km
- Expectativa de vida: 71,4 anos
- Crescimento da população: 1,25% ao ano
- População alfabetizada: 91%
- Coleta de esgoto: 83%
- Abastecimento de água: 99%
- Abastecimento de energia elétrica: 98%
- Curiosidade: está entre as cidades mais arborizadas do mundo, com mais de um milhão de árvores, 409 praças, reserva biológica, nove parques urbanos e a maior concentração de pássaros do país.

*Dados da Prefeitura de Porto Alegre


Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

7 passeios imperdíveis na cidade de Jaú, interior de São Paulo

Viagens

7 museus de figuras importantes brasileiras que você precisa conhecer

Viagens

O que fazer na cidade de El Calafate, na Argentina

Viagens

Conheça o incrível Parque Nacional Anavilhanas, no Amazonas

Viagens

7 cidades incríveis para visitar na Serra da Mantiqueira

Viagens

Conheça Penedo, a "Finlândia brasileira" no Rio de Janeiro

Viagens