Guia da Semana
Turismo
Por Redação Guia da Semana

Um dia no Rio de Janeiro

O que fazer durante 24 horas na Cidade Maravilhosa.

Foto: Divulgação/Riotur


Cidade Maravilhosa é realmente a melhor definição para o Rio de Janeiro. A descontração do litoral e o glamour da geografia da cidade misturam-se ao ar boêmio e cheio de história que a ex-capital do Brasil carrega. De braços abertos, uma das Sete Maravilhas do Mundo, o Cristo Redentor, dá boas-vindas a turistas conterrâneos e de diversas nacionalidades, atraídos pela beleza das paisagens e habitantes. Cartão-postal brasileiro, a capital fluminense concentra modernidade e arcaísmo em cada um de seus mais de 150 bairros. Vai passar o dia na cidade? Saiba como aproveitar muito bem suas 24 horas:

Onde comer

Foto: Divulgação
No Rio de Janeiro, comer é mais que uma simples refeição, é uma atividade cultural. Especializada em peixes e frutos do mar, a cozinha carioca tem como grande representante o Fasano Al Mare, instalado nas dependências do Hotel Fasano, em Ipanema. Quem quer variedade e fartura, não pode deixar a cidade sem almoçar no Porcão, ícone de peso quando o assunto é carnes e assados.

O exotismo da culinária contemporânea, regional e oriental também está presente em cozinhas como a do Mr. Lam, tradicional e verdadeiro representante da cultura chinesa em terras cariocas. Passar por lá é essencial para abandonar o senso comum de que japonês e chinês são tudo igual. Entre os adeptos das delícias nacionais, o Quiosque Palaphita Kitsch, está entre os primeiros. Rodeado de natureza, o restobar é o reduto da Amazônia na Lagoa carioca.

Ao entardecer, faça uma visita à Confeitaria Colombo. Patrimônio histórico e artístico do Rio de Janeiro desde 1983, a casa montada no estilo art noveau faz cair qualquer queixo, bem como os quitutes açucarados de suas vitrines: pão de ló, doce rivadávia e biscoitos Leque são as atrações.

Durante o dia

Foto: Divulgação/ Riotur
Visitar todas as atrações turísticas da capital fluminense é uma meta difícil de se cumprir em 24 horas. No entanto, passar pela cidade e não conhecer seus cartões-postais é inadmissível. Comece pelo Morro do Corcovado, onde está uma das sete maravilhas do mundo, o Cristo Redentor. Para chegar lá em cima, você pode subir de trenzinho elétrico, vans ou de carro. A vista de quase toda a cidade compensa o esforço. O passeio de bondinho, no morro do Pão de Açúcar, também é tradicional e garantia de belíssimas visões da costa litorânea e dos morros.

Outros pontos de vista da cidade podem ser apreciados no helicóptero, que pode durar de seis minutos à uma hora e custar de R$ 150 a R$ 875,00. Navegar de veleiro pela Marina da Glória também é um passeio agradável. Com dez pessoas, vocês faz um tour pela Baía de Guanabara, em direção às Ilhas Cagarras, onde pára para mergulho.

Destino obrigatório dos turistas, principalmente os fãs de futebol, o Maracanã ganhou uma bela de uma reforma para receber os Jogos Panamericanos, em 2007. Os cinéfilos de plantão vão gostar de conhecer o Tempo Glauber, que contém todo o acervo do cineasta baiano, autor de tesouros do cinema nacional, como Deus e o Diabo na Terra do Sol e Terra em Transe. Fãs de espetáculos de dança e peças, fiquem de olho na programação do Theatro Municipal, ou simplesmente visite-o para apreciar a arquitetura, toda inspirada na Ópera de Paris.

Dê uma passada em Santa Teresa, que fica bem próximo ao Centro e à Lapa, e conheça o bairro que é considerado reduto cultural da cidade. Feirinhas artesanais, além de rodas de literatura e música popular costumam levar pessoas de todas as idades morro acima no pós-praia. O transporte é facilitado pelo famoso bondinho de Santa Teresa. De lá, estique sua caminhada aos Arcos da Lapa. A construção da época colonial tornou-se símbolo da vida noturna e cultural do Rio com a revitalização da região. Ao redor estão os históricos Circo Voador e Fundição Progresso.

Durante a noite

Foto: Divulgação/ Riotur
Já que escureceu, fique pela Lapa mesmo. Freqüentada e habitada por grandes escritores e músicos brasileiros há décadas, o bairro conseguiu perpetuar sua boemia. O Carioca da Gema, reduto do samba, e a Pizzaria Guanabara formam uma dupla imbatível: depois do baticudum, conversas intermináveis acompanhadas de pizzas e chope.

Vale também conhecer a Drinkeria Maldita, no Botafogo. Além de oferecer uma carta de drinques exóticos e coloridos, a casa permite a clientela criar sua própria birita. Misto de restaurante e boate, o 00 é ícone da boa gastronomia e da cultura da música eletrônica na cidade. Se preferir uma pista bombada com os melhores DJs da cena underground carioca, o Fosfobox é destino.

As praias

Foto: Divulgação/ Riotur
Point de beleza e azaração, como dizem os nativos, a orla carioca agrega boa gastronomia e lazer. Pela ciclovia da Praia de Copacabana, dá para manter a forma e, quem sabe, conseguir um autógrafo de atores globais e artistas internacionais. Um luxo. Outras areias quentíssimas são as de Ipanema e da Barra. Freqüentada pelos aventureiros ou por quem quer mais sossego, a Praia do Pepino é uma sugestão. Vôos-livres sobre o mar azul e a vegetação da Pedra Bonita, Pedra da Gávea e do Morro Dois Irmãos enfeitam o céu.

Onde ficar

Foto: Divulgação/ Riotur
Preferidos pelas famílias e por quem quer desfrutar de requinte e tratamento de rei, os hotéis da orla faturam em altas temporadas. Recém-inaugurado em terras cariocas, o Hotel Fasano, por exemplo, cobra diárias de R$ 1.100. Os quartos luxuosos foram construídos em vidro e mármore, com varandas voltadas à Praia de Ipanema. Já o Sheraton Rio & Resort oferece serviços de spa e refeições elogiadas pela crítica especializada.

Os jovens de todo o país se amontoam, no bom sentido, em albergues. Os chamados hostels, para facilitar a comunicação com os gringos, têm quartos individuais e comunitários. Se quiser fazer amizades e encontrar companhia para a night, eles são o tipo de hospedagem indicada. Entre os mais antigos e tradicionais da cidades estão o Rio Tijuca Hostel e o Vila Carioca.


Raio X - Rio de Janeiro
Nome
Rio de Janeiro

Localização
Região Sudeste

Área
1.224,56 km2

População
6.093.472 habitantes (IBGE abril/2007)

Cartão Postal
Cristo Redentor

Padroeiro da Cidade
São Sebastião. (feriado, 20 de janeiro)

Curiosidade
O nome Rio de Janeiro foi dado ao Estado ao qual a Cidade Maravilhosa pertence pelos portugueses, na época do descobrimento do Brasil. Rio, para eles, era qualquer curso de água doce ou salgada, e foi tudo o que viram ao alcançar a Baía de Guanabara. Para incrementar, eles acrescentaram ao nome da recém-descoberta terra o mês corrente, janeiro.

Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo