Guia da Semana
Turismo
Por Redação Guia da Semana

Uma outra visão

Conhecer um lugar durante o dia é uma coisa: à noite, tudo pode mudar.

Foto: Getty Images

A noite. Com o sol que se põe, nasce um novo mundo. Tudo se torna mais charmoso, mais agradável, mais romântico. Conhecer um destino durante o dia é, definitivamente, diferente de conhecer o mesmo lugar à noite. Com as luzes que vão tomando conta da paisagem, logo se percebe a dinâmica diferente que a cidade cria, sob uma aura de novidade a ser descoberta calmamente.

A pressa do cotidiano é deixada para trás. O tumulto e as multidões desaparecem e, com ela, vem o frescor reafirmado pela delicada luz da lua. Goethe, inspirado escritor do romantismo alemão, disse certa vez que "A noite é a metade da vida...e a metade melhor". O turista tem que apreciar seu destino neste momento. É verdade que em alguns locais, a vida noturna se torna um tanto perigosa. Mas, ainda assim, é possível descobrir partes seguras que propiciem o encantamento ao visitante.

Em São Paulo, por exemplo, já é possível participar de passeios monitorados gratuitos pelo centro antigo da cidade, que acontecem semanalmente partindo do Teatro Municipal. A iniciativa tem como objetivo apresentar as belezas históricas da cidade sem o desconforto do caos diário. Existe, também, no Zoológico de São Paulo, um passeio noturno quinzenal, ao custo de R$ 75,00 por pessoa, para conhecer os hábitos dos animais.

As grandes metrópoles, sem dúvida alguma, ganham muita beleza com o cair da tarde.  Paris, Londres, Tóquio e Nova Iorque são as maiores representantes desta modificação visual significativa. Montmatre, em Paris, ganha nova vida com a boemia circulando entre artistas e restaurantes charmosos. Londres brilha com a luz da London Eye, do Picadilly Circus e da efervescência circulante nas ruas. Tóquio, a cidade que não para nunca, na beleza do cruzamento de Shibuya. E, por fim, Nova Iorque, tira o fôlego com a confusão da Times Square e o incomparável skyline de Manhattan visto do Brooklyn.

A noite revela no turista seus aspectos mais obscuros. A cidade se revela para ela a cada luz que se acende. O turista e a cidade se descobrem, na sua forma mais profunda, cada vez que a noite cai.

Leia as colunas anteriores de Victor Gouvêa:

O centro do poder

As múltiplas realidades

Idas e vindas

Quem é o colunista: Victor Gouvêa.

O que faz: Turismólogo-Blogueiro.

Pecado Gastronômico: Bolos, tortas e afins!

Melhor lugar do mundo: Montmatre.

Fale com ele: victtorgs @hotmail.com ou acesse seu blog.


Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo