Guia da Semana
Viagens
Por Redação Guia da Semana

Universo em movimento

Os planetários mostram a beleza da astronomia, fazendo da ciência um programa barato, divertido e acessível para todos os públicos.

Fotos: Divulgação

As sessões de planetário mostram de constelações a filmes científicos

Mesmo estando a anos-luz de distância da Terra, qualquer pessoa pode ser apaixonar perdidamente pelas estrelas, conhecê-las bem de pertinho e sem pagar caro. É só descobrir o universo dos planetários, instituições de ciência e cultura que promovem verdadeiros espetáculos de imagem, história e conhecimento em suas sessões de cúpula.

A fascinação dos homens pela abóboda celeste vem desde os primórdios. "A astronomia lida com o desconhecido, com o universo e o início da vida. Isso mexe com o desejo e curiosidade das pessoas. A principal função dos planetários é colocar de forma mais acessível os conhecimentos dessa ciência milenar", explica o astrônomo André Luiz da Silva, pesquisador e divulgador científico do Planetário de São Paulo.

Atualmente, cerca de 30 planetários fixos estão em funcionamento no país. O de Brasília será relançado em abril. A maioria é ligado a universidades ou fundações públicas, mas há também planetários privados. Independente do tipo, o passeio rumo às estrelas é imperdível.

Um céu de histórias e descobertas


Com 20 metros de diâmetro, o domo do Planetário do Rio é um dos maiores em funcionamento no país

Arquimedes e outros físicos da Grécia antiga já buscavam formas de representar as estrelas e seus movimentos. Na renascença, os nobres divertiam-se dentro de uma grande esfera onde viam o mapa estelar. Com o desenvolvimento técnico, os planetários foram se aperfeiçoando até chegar aos dias de hoje.

O planetário, na verdade, é o projetor principal de um sistema de máquinas que reproduzem o céu de determinado período. O modelo mais comum é o opto-mecânico. Em um globo, a luz passa pelas perfurações ou fibras óticas, exibindo no domo - o teto em forma de esfera - pontos luminosos representando as estrelas. Junto ao planetário, projetores auxiliares representam planetas, satélites naturais como a lua, cometas, galáxias. Para mostrar o movimento dos corpos celestes, dispositivos elétricos (potenciômetros) acionam todos os projetores da engenhoca.

Ao contrário de uma observação por telescópio, na qual se vê o céu no instante momento, o planetário permite visualizar o desenho do céu de qualquer época e localidade da Terra: de centenas de anos atrás ou dos próximos dez anos; o céu visto no hemisfério norte ou no sul. "Temos um conhecimento muito preciso do posicionamento de estrelas e planetas", explica o astrônomo Bruno Mendonça, da Fundação Planetário do Rio de Janeiro. Com muita matemática e astrofísica, mapas estelares de diversas épocas e períodos são organizados em catálogos e exibidos pelos planetários.

Dispositivos opto -mecânicos exibem de cinco mil a 40 mil estrelas. Atualmente, modelos digitais também já estão no mercado, ampliando consideravelmente o número de corpos estelares exibidos e demais recursos, alguns com até dois milhões e meio de estrelas catalogadas.

Aprendendo com os astros


Galáxia reproduzida pelo telescópio Hubble

Para astrônomos e divulgadores científicos, não basta mostrar as estrelas. É necessário transformar o espetáculo visual em conhecimento. Nas sessões de cúpula, sempre um astrônomo está presente para explicar posições e/ou movimentos celestes. Algumas são apenas expositivas, mas a maioria conta com programas, verdadeiros filmes abordando os mais variados assuntos da astronomia, da formação do universo ao misterioso planeta Júpiter. Imagens, cenas de filmes, músicas, narração e personagens interagem com as diferentes constelações e céus projetados, juntando arte e conhecimento num show multimídia.

Durante a semana, o principal público dos planetários são as escolas. Para auxiliar no aprendizado, os programas são adaptados para o conteúdo curricular de ciências. Já no sábado e domingo, as sessões tratam de temas mais complexos e aprofundados para o público de jovens e adultos. No planetário de Santa Cruz, no Rio de Janeiro, há um programa que une astronomia com rock, utilizando estrelas e planetas para ilustar as músicas do álbum Dark side of Moon, do legendário grupo Pink Floyd. Uma verdadeira viagem.

Educação e cultura não ficam apenas dentro do domo. A maioria dos planetários oferece cursos de astronomia para iniciantes, palestras, exposições, atividades infantis, excursões, acantonamentos, shows, observações em telescópios e lunetas. Confira abaixo os horários das sessões de cúpula abertas ao público e aproveite tudo o que esses espaços podem oferecer.

Conheça alguns planetários das capitais brasileiras

São Paulo

Planetário do Ibirapuera
Avenida Pedro Álvares Cabral, s/nº - Ibirapuera
Tel: (11) 5575-5206
Sessões: sábado, 15h, 17h e 19h; domingo, 14h, 16h e 18h
Ingresso: R$5 (inteira) e R$2,50 (meia)

Rio de Janeiro

Planetário da Gávea
Rua Vice-Governador Rubens Berardo, 100, Gávea
Tel: (21) 2274-0046
Sessões: sábado, domingo e feriado: 15h30, 16h45, 18h
Ingresso: R$16 (inteira) e R$8 (meia)

Fortaleza


Planetário do Centro Cultural Dragão do Mar, na capital cearense

Planetário Rubens de Azevedo
Rua Dragão do Mar, 81 - Praia de Iracema
Tel: (85) 3488-8639
Sessões: quinta e sexta, 18h às 20h; sábado e domingo, 17h às 20h
Ingresso: R$ 8,00

Florianópolis

Planetário da UFSC
Departamento de Geociências, s/n - Campus Universitário
Tel: (48) 3721-9241
Sessão: Quarta, 18h
Ingresso: Grátis

Porto Alegre

Planetário Professor José Baptista Pereira
Avenida Ipiranga, 2492, Santana
Tel: (51) 3308-5384
Sessões: domingo: 16h, 18h
Ingresso: Um quilo de alimento não-perecível

Vitória

Planetário de Vitória
Avenida Fernando Ferrari, 514 - Campus de Goiabeiras da Ufes
Tel: (27) 4009-2489
Sessões: Sexta, 19h; sábado, 15h, 16h, 17h, 18h
Ingresso: Grátis

Campinas

Museu Dinâmico de Ciências de Campinas
Avenida Heitor Penteado, s/nº Parque Portugal - Taquaral
Tel: (19) 3252-2598
Sessões:domingo, 15h30 às 17h; segunda a sábado 9h, 10h30, 14h, 15h30
Ingresso R$ 4 e R$ 2 (meia)

Aracaju

Planetário da Casa de Ciência e Tecnologia da Cidade de Aracaju
Rua Oviêdo Teixeira, 51, Jardins
Tel:(79) 3217-3370
Sessões: sábado e domingo, 14h às 17h
Ingresso: Grátis

João Pessoa

Planetário do Espaço Cultural José Lins do Rego
Avenida Abdias Gomes de Almeida, 800, Tambauzinho
Tel: (83) 3211-6201
Sessões: Sábado e domingo, 17h
Ingresso: R$ 4 e R$ 2 (meia)

Goiânia

Planetário da UFG
Avenida Contorno, 900, Parque Mutirama
Tel: (62) 3255-8085
Sessões:domingo, 15h e 16h30; quinta, 20h
Ingresso: Preço: R$ 4 e R$ 2 (meia)

Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Turismo: 5 destinos brasileiros que serão tendência no 2º semestre de 2021

Viagens

10 lugares da Bahia para conhecer online

Viagens

10 atrações turísticas do Sul do Brasil para ver online

Viagens

10 pontos turísticos do Nordeste brasileiro para ver online

Viagens

10 destinos religiosos ao redor do mundo para ver online

Viagens

6 atrações turísticas em Mykonos, na Grécia, para ver online

Viagens