Guia da Semana
Turismo
Por Redação Guia da Semana

Universo em movimento

Os planetários mostram a beleza da astronomia, fazendo da ciência um programa barato, divertido e acessível para todos os públicos.

Fotos: Divulgação

As sessões de planetário mostram de constelações a filmes científicos

Mesmo estando a anos-luz de distância da Terra, qualquer pessoa pode ser apaixonar perdidamente pelas estrelas, conhecê-las bem de pertinho e sem pagar caro. É só descobrir o universo dos planetários, instituições de ciência e cultura que promovem verdadeiros espetáculos de imagem, história e conhecimento em suas sessões de cúpula.

A fascinação dos homens pela abóboda celeste vem desde os primórdios. "A astronomia lida com o desconhecido, com o universo e o início da vida. Isso mexe com o desejo e curiosidade das pessoas. A principal função dos planetários é colocar de forma mais acessível os conhecimentos dessa ciência milenar", explica o astrônomo André Luiz da Silva, pesquisador e divulgador científico do Planetário de São Paulo.

Atualmente, cerca de 30 planetários fixos estão em funcionamento no país. O de Brasília será relançado em abril. A maioria é ligado a universidades ou fundações públicas, mas há também planetários privados. Independente do tipo, o passeio rumo às estrelas é imperdível.

Um céu de histórias e descobertas


Com 20 metros de diâmetro, o domo do Planetário do Rio é um dos maiores em funcionamento no país

Arquimedes e outros físicos da Grécia antiga já buscavam formas de representar as estrelas e seus movimentos. Na renascença, os nobres divertiam-se dentro de uma grande esfera onde viam o mapa estelar. Com o desenvolvimento técnico, os planetários foram se aperfeiçoando até chegar aos dias de hoje.

O planetário, na verdade, é o projetor principal de um sistema de máquinas que reproduzem o céu de determinado período. O modelo mais comum é o opto-mecânico. Em um globo, a luz passa pelas perfurações ou fibras óticas, exibindo no domo - o teto em forma de esfera - pontos luminosos representando as estrelas. Junto ao planetário, projetores auxiliares representam planetas, satélites naturais como a lua, cometas, galáxias. Para mostrar o movimento dos corpos celestes, dispositivos elétricos (potenciômetros) acionam todos os projetores da engenhoca.

Ao contrário de uma observação por telescópio, na qual se vê o céu no instante momento, o planetário permite visualizar o desenho do céu de qualquer época e localidade da Terra: de centenas de anos atrás ou dos próximos dez anos; o céu visto no hemisfério norte ou no sul. "Temos um conhecimento muito preciso do posicionamento de estrelas e planetas", explica o astrônomo Bruno Mendonça, da Fundação Planetário do Rio de Janeiro. Com muita matemática e astrofísica, mapas estelares de diversas épocas e períodos são organizados em catálogos e exibidos pelos planetários.

Dispositivos opto -mecânicos exibem de cinco mil a 40 mil estrelas. Atualmente, modelos digitais também já estão no mercado, ampliando consideravelmente o número de corpos estelares exibidos e demais recursos, alguns com até dois milhões e meio de estrelas catalogadas.

Aprendendo com os astros


Galáxia reproduzida pelo telescópio Hubble

Para astrônomos e divulgadores científicos, não basta mostrar as estrelas. É necessário transformar o espetáculo visual em conhecimento. Nas sessões de cúpula, sempre um astrônomo está presente para explicar posições e/ou movimentos celestes. Algumas são apenas expositivas, mas a maioria conta com programas, verdadeiros filmes abordando os mais variados assuntos da astronomia, da formação do universo ao misterioso planeta Júpiter. Imagens, cenas de filmes, músicas, narração e personagens interagem com as diferentes constelações e céus projetados, juntando arte e conhecimento num show multimídia.

Durante a semana, o principal público dos planetários são as escolas. Para auxiliar no aprendizado, os programas são adaptados para o conteúdo curricular de ciências. Já no sábado e domingo, as sessões tratam de temas mais complexos e aprofundados para o público de jovens e adultos. No planetário de Santa Cruz, no Rio de Janeiro, há um programa que une astronomia com rock, utilizando estrelas e planetas para ilustar as músicas do álbum Dark side of Moon, do legendário grupo Pink Floyd. Uma verdadeira viagem.

Educação e cultura não ficam apenas dentro do domo. A maioria dos planetários oferece cursos de astronomia para iniciantes, palestras, exposições, atividades infantis, excursões, acantonamentos, shows, observações em telescópios e lunetas. Confira abaixo os horários das sessões de cúpula abertas ao público e aproveite tudo o que esses espaços podem oferecer. 

Conheça   alguns planetários das capitais brasileiras

São Paulo

Planetário do Ibirapuera
Avenida Pedro Álvares Cabral, s/nº - Ibirapuera
Tel: (11) 5575-5206
Sessões: sábado, 15h, 17h e 19h; domingo, 14h, 16h e 18h
Ingresso: R$5 (inteira) e R$2,50 (meia)

Rio de Janeiro

Planetário da Gávea
Rua Vice-Governador Rubens Berardo, 100, Gávea
Tel: (21) 2274-0046
Sessões: sábado, domingo e feriado: 15h30, 16h45, 18h
Ingresso: R$16 (inteira) e R$8 (meia)

Fortaleza


Planetário do Centro Cultural Dragão do Mar, na capital cearense 

Planetário Rubens de Azevedo
Rua Dragão do Mar, 81 - Praia de Iracema
Tel: (85) 3488-8639
Sessões: quinta e sexta, 18h às 20h; sábado e domingo, 17h às 20h
Ingresso: R$ 8,00

Florianópolis

Planetário da UFSC
Departamento de Geociências, s/n - Campus Universitário
Tel: (48) 3721-9241
Sessão: Quarta, 18h
Ingresso: Grátis

Porto Alegre

Planetário Professor José Baptista Pereira
Avenida Ipiranga, 2492, Santana
Tel: (51) 3308-5384
Sessões: domingo: 16h, 18h
Ingresso: Um quilo de alimento não-perecível

Vitória

Planetário de Vitória
Avenida Fernando Ferrari, 514 - Campus de Goiabeiras da Ufes
Tel: (27) 4009-2489
Sessões: Sexta, 19h; sábado, 15h, 16h, 17h, 18h
Ingresso: Grátis

Campinas

Museu Dinâmico de Ciências de Campinas
Avenida Heitor Penteado, s/nº Parque Portugal - Taquaral
Tel: (19) 3252-2598
Sessões:domingo, 15h30 às 17h; segunda a sábado 9h, 10h30, 14h, 15h30
Ingresso R$ 4 e R$ 2 (meia)

Aracaju

Planetário da Casa de Ciência e Tecnologia da Cidade de Aracaju
Rua Oviêdo Teixeira, 51, Jardins
Tel:(79) 3217-3370
Sessões: sábado e domingo, 14h às 17h
Ingresso: Grátis

João Pessoa

Planetário do Espaço Cultural José Lins do Rego
Avenida Abdias Gomes de Almeida, 800, Tambauzinho
Tel: (83) 3211-6201
Sessões: Sábado e domingo, 17h
Ingresso: R$ 4 e R$ 2 (meia)

Goiânia

Planetário da UFG
Avenida Contorno, 900, Parque Mutirama
Tel: (62) 3255-8085
Sessões:domingo, 15h e 16h30; quinta, 20h
Ingresso: Preço: R$ 4 e R$ 2 (meia)

Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo