Guia da Semana
Viagens
Por Redação Guia da Semana

Vôo sem peso

Para viagens aéreas há um limite de peso para a bagagem. Para evitar excesso e irregularidades, veja o que deve e o que não deve ser levado.

Foto: www.sxc.hu

Não é fácil viajar de avião. E não estamos falando da fobia de alguns pelas turbulências do transporte aéreo. A hora de arrumar a mala também pode ser um momento de grande pânico, dependendo de quantos dias vá ficar longe de casa. Pela capacidade de suportar peso das aeronaves, há limite de peso da bagagem por pessoa nesse tipo de viagem.

No Brasil, o limite para viagens aéreas é de duas malas com peso total somado em 23 kg por pessoa para a bagagem despachada (no porão do avião) e mais 5 kg de bagagem de mão. É pouco? "Eu particularmente não acho o peso estipulado pouco, depende somente de a pessoa ser prática e objetiva na escolha do que levar, pois quanto maior a mala, mais coisas as pessoas querem levar. Escolhendo uma mala média (e leve) e usando o bom senso, não haverá problema de excesso", afirma Heloisa Sundfeld, diretora da Help Personal Assistant, empresa de assistência para organização pessoal.

Caso o peso seja ultrapassado, é cobrada multa de 0,5% do valor da tarifa econômica referente ao trecho que será viajado a cada quilo excedente. No caso de um excesso maior do que 70 kg, ele deve ser transportado como carga, sendo proibido o transporte a título de bagagem. Em uma viagem de inverno, aproveite para levar o seu casaco já vestido, como bagagem de mão, pois ele tira um espaço desnecessário da mala. Com tênis e sapatos, não ultrapasse os dois pares.

"Tudo o que pretende colocar na mala organize sobre a cama e depois vá perguntando a você: ´Eu realmente vou usar isso, ou só estou levando porque é bonito?´. E você já sabe de antemão que a peça não vai sair da mala. Escolha roupas em tecidos que amassem pouco. Linho, em especial, é um tecido que nunca deve ser levado em uma viagem", explica Heloisa.

Para as mulheres, que costumam sempre ter problemas com o peso da bagagem, as dicas são levar produtos de maquiagem e higiene em embalagens pequenas. Nas roupas, leve peças que combinem sempre com uma cor só de complementos. O preto e o marrom são os ideais para sapatos e bolsas. "Dê preferência para o dia-a-dia a uma bolsa com um tamanho que caiba a máquina digital e outros objetos que você levará durante os passeios, mas descarte as muito grandes, para depois não cair na tentação de ficar colocando tudo dentro dela, o que fará com que seu peso se torne insuportável", complementa a especialista.

O que pode e não pode

De acordo com as companhias aéreas, para a bagagem de mão recomenda-se levar o que é mais frágil e objetos pessoais como dinheiro, cartões e jóias. Não podem ser transportados na bagagem de mão fósforos e isqueiros (deverão ser carregados junto ao passageiro); materiais magnéticos, oxidantes, radioativos e polimerizáveis; gases comprimidos, lâmpadas de flash, explosivos, munições e fogos de artifício; líquidos e sólidos inflamáveis.

Também são proibidos objetos cortantes (tesouras, facas, alicates, canivetes, garfos, estiletes, navalhas ou qualquer outro) e armas de fogo. Além de ser obrigatório ir na bagagem despachada, qualquer objeto de lembre uma arma de fogo deverá ser devidamente autorizado com antecipação. No caso de armas esportivas, elas deverão estar desmontadas, mesmo na bagagem despachada.

Artigos especiais

Equipamentos de esqui e pranchas de surfe, por exemplo, não cabem em uma mala. Para estas peculiaridades, cada companhia pode tratar o assunto de uma maneira. A Tam considera como parte da bagagem, sem cobrar taxa extra, bicicletas (com pneus murchos, pedais removidos e guidão alinhado), instrumentos musicais (até como bagagem de mão, no caso de não excederem o peso), equipamentos de golfe e esqui. Isso desde que estejam dentro do peso junto com o resto da bagagem.

No caso de esses equipamentos especiais serem responsáveis pelo excesso de peso total da bagagem, o valor da taxa de excesso cobrada é um pouco menor. Já a Gol trabalha de forma diferente. Cobra R$ 100,00 por unidade no balcão de check in do aeroporto os seguintes equipamentos: vara de pescar, prancha de surfe, bicicleta, esqui / snow board, arco e flecha, kite surf e patinete. São consideradas bagagens normais, sem taxa extra se estiverem no peso, bolsa de golfe, skate, boliche, bodyboard, bolas (vazias) e patins.

Serviço:

Heloisa Lúcia Sundfeld - Help Personal Assistant
[email protected]
Fone: (11) 3828-1917


Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

8 cidades próximas a São Paulo para passar o Natal 2019

Viagens

Conheça a cidade de Leuven, capital da cerveja belga

Viagens

8 passeios imperdíveis em Seattle, nos Estados Unidos

Viagens

10 passeios imperdíveis no bairro de Belém, em Lisboa

Viagens

Conheça a cidade medieval de Füssen, na Alemanha

Viagens

Conheça Panama Beach City, destino com praias paradisíacas e muita natureza na Flórida

Viagens