Guia da Semana
Turismo
Por Redação Guia da Semana

Zona proibida

Em inúmeras vias de São Paulo foram implantadas novas normas de estacionamento. A finalidade do pacote é melhorar o trânsito nas principais avenidas.

Foto: Gabriel Oliveira

Há aproximadamente dois meses, foram implantadas, em São Paulo, novas regras de estacionamento em diversas vias. A ação é parte de uma adequação no município com o objetivo de melhorar o uso das avenidas, compatibilizando a fluidez dos automóveis com a demanda de vagas na região. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) as ruas em que a proibição abrange um dos lados, como em alguns trechos da Rua Teodoro Sampaio e Avenida Henrique Schaumann, o ganho foi em média de 30%.

Outra medida foi ampliar o horário e dias de estacionamento restrito. Do lado par, entre a Alameda Lorena e Alameda Fernão Cardim, a parada era regulamentada e a proibição de segunda a sexta, das 7h às 20h. Com as mudanças, o estacionamento foi interditado e ainda o horário estendido até às 22h, de segunda a sábado.

Na região de Pinheiros, diferente de outros locais, não houve a concepção de vagas, somente a exclusão de áreas de carga e descarga ao longo das ruas Teodoro Sampaio e Cardeal Arcoverde. Já na Vila Olímpia e Moema, as mudanças incluíram a implantação de cem novas extensões de Zona Azul e mais onze específicas para embarque e desembarque de carregamentos. Além disso, foram criados três bolsões de estacionamento para motocicletas com um total de 30 vagas nas ruas Funchal, Helena e do Rocio.

Foto: Gabriel Oliveira
Sinalização adverte sobre a proibição de parar em fila dupla na Alameda Jaú


Tolerância

A região do Jardim Paulista foi uma das primeiras a sofrer alterações e um dos lugares onde houve aprovações e desaprovações por parte da população. No bairro, a CET desativou 636 vagas de Zona Azul e outras 123 foram criadas. O motorista Idalécio Pena da Silva acredita que houve uma melhora no tráfego, principalmente na Alameda Jaú, próximo ao Colégio Dante Alighieri. "Com a proibição de parar em fila dupla o fluxo da rua melhorou muito".

Antes das modificações, os carros que transitavam pelo local para deixar e buscar os alunos na escola tinham uma tolerância de espera de 15 minutos, em ambos os lados. Hoje, somente o canteiro direito da avenida é permitida a entrada e saída dos estudantes. "Para mim não houve uma mudança significativa, no entanto acho preocupante a minha filha ter que atravessar a rua em uma região tão movimentada", diz Márcia Fernandes, mãe de aluna do Colégio Dante Alighieri.

A assessoria do Dante informou que as transformações não influenciaram em nada na segurança dos alunos e os pais também não suscitaram discussões sobre o assunto nos encontros da Associação dos Pais e Mestres (APM).

Foto: Gabriel Oliveira
Auxiliar aguarda passageiros no ponto antigo, enquanto os táxis esperam do outro lado da rua e no meio do quarteirão


Pontos de táxi

A maior bronca apareceu na Haddock Lobo, cuja avenida foi escolhida para recolocar os pontos de táxi. Mesmo com a transferência para o outro lado da rua, os motoristas evidenciaram muita insatisfação. "Financeiramente? Caiu 50%", explica inconformado o taxista Claudino Rodrigues. Eram quase 14h e ele argumentava sobre as poucas saídas que havia feito no dia. "Hoje, só tive dois passageiros e isso não é comum em uma área de muita demanda. Não existe ponto no meio do quarteirão. O passageiro ainda corre o risco de sofrer um acidente ao abrir a porta contra o fluxo".

O coordenador do ponto, Marcos Salinas, afirma que ainda terão que arcar com alguns custos por causa desse novo replanejamento. "O telefone continua no antigo local e só podemos transferi-lo depois que o nosso pedido sair no Diário Oficial. Além disso, nós vamos ter que pagar pela pintura e pelo telefone novo que formos instalar". Ele explica que foi enviado um pedido a CET e ao Departamento de Transportes Públicos (DTP) de instalarem o ponto junto à esquina da Alameda Jaú. Entretanto, as solicitações, por enquanto, não foram acatadas.

MULTAS
- A multa para os condutores, que estacionarem em desacordo com a nova sinalização está sujeito à multa leve, média ou grave.

- Se a infração for leve, como estacionar afastado da guia, sobre faixas de pedestres ou em local de sistema rotativo (Zona Azul); a multa será de R$ 53,20 e três pontos na carteira de habilitação.

- Infração média, como estacionar o veículo na contramão de direção ou estacionar em local/horário proibido pela sinalização a multa será de R$ 85,13 e quatro ponto na carteira.

- Infração grave, como estacionar em fila dupla, túnel, viaduto ou ponte a multa é de R$127, 69 e cinco pontos na carteira.


Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo