Guia da Semana

Guia da Semana

O que você considera na hora de escolher um destino de viagem? Beleza do lugar? Quanto você vai gastar? Pontos turísticos mais atrativos para visitar? Pois saiba que tudo isso é importante, mas existe uma categoria que também deve ser levada em conta: a segurança. A Control Risks, uma empresa especializada neste último quesito revelou recentemente quais são os países mais perigosos para turistas.

Entre os problemas destacados: países que estão em guerra, com problemas econômicos que afetam diretamente o turismo e por aí vai. Para que você fique alerta, o Guia da Semana fez uma lista com os 10 países mais perigosos do mundo para viajar. Confira:

Síria

De acordo com a lista e por motivos óbvios, a Síria é o lugar mais perigoso do mundo para viajar: guerras e conflitos internos marcam o dia a dia da população.

Sudão do Sul

O Sudão do Sul passa por uma guerra civil, em que foram evidenciados casos de estupros, mutilações e até canibalismo forçado.

Iraque

O Iraque sempre foi uma região de muitos conflitos, mas agora em especial o Estado Islâmico toma conta da região realizando diversos ataques e bombardeios.

República Centro Africana

O país é descrito como um Estado falhado em estado de crise permanente, tendo a ONU declarado que a situação é uma das piores crises humanitárias da atualidade e que o risco de genocídio é cada vez maior.

Afeganistão

Assim como o Iraque, o Afeganistão é alvo constante de ataques do Estado Islâmico, principalmente com homens-bomba e ataques aéreos.

Somália

Somália vive em estado de guerra e caos desde 1991, por isso é um dos países mais perigosos para visitar. Ataques e bombardeios são comuns por lá.

Paquistão

O Paquistão também é um país afetado pelos horrores da guerra e conflitos. A população vive reclusa e com medo de ataques bombas que ocorrem diariamente por lá.

Sudão

Em 2011, o Sudão ganhou sua independência e até hoje rebeldes separatistas brigam em regiões de fronteira. Para piorar, instabilidades em diversos países vizinhos promoveram um grande fluxo de refugiados para o país.

Coréia do Norte

A Coréia do Norte faz parte de um governo ditatorial extremamente forte, ou seja, restrições de turismo e do modo de viver são algumas práticas comuns por lá. Além disso, o turista é proibido de tirar fotos em diversos lugares do país.

República Democrática do Congo

O país é marcado por alianças de grupos armados, operações militares constantes, instabilidade e violência. Ataques contra a população civil e organizações de ajuda humanitária estão aumentando e esses grupos estão cada vez mais vulneráveis.

Atualizado em 30 Nov 2016.