Guia da Semana

Ator de carteirinha

Na geração dos cinco minutos de fama, todo aparecido se considera um ator, não é bem assim. A classe exige respeito.

Fotos: Gabriel Oliveira
Arquibancada do teatro do Projeto Pyndorama
Ter um rostinho bonito, um corpo legal e aparecer meia dúzia de vezes na televisão não quer dizer que alguém pode se autodenominar ator. Para ser considerado um profissional é preciso ter talento e muito, muito estudo, assim como qualquer outra profissão. Faculdades ou cursos técnicos são alguns dos métodos para a formação. Porém, pessoas com pouca experiência e, quase nenhum estudo, afirmam fazer parte dessa classe.

A história da regulamentação da carreira de ator começou há décadas. Os artistas não eram vistos pela maioria como uma classe profissional. As mulheres que seguiam essa carreira eram geralmente equiparadas às prostitutas, utilizando inclusive a mesma carteirinha de identificação. No entanto muitos atores não se ajoelharam diante do preconceito e se dedicaram a lutar pela regulamentação como, Lélia Abramo, Paulo Autran, Dercy Gonçalvez, Nair Bello, entre tantos outros, brigaram pelo reconhecimento do trabalho. Somente em maio de 1978 foi aprovada a Lei 6533 para as habilitações de ator, diretor e cenógrafo. Desde então, para exercer a profissão, é obrigatório o registro profissional na Delegacia Regional do Trabalho (DRT).

"Nas artes cênicas, um ator é a pessoa que cria, interpreta e representa uma ação dramática baseando-se em textos, estímulos visuais, sonoros e outros. É necessário sempre reciclar os conhecimentos, ler muito, absorver experiência. Isso só acontece com muito estudo" defende Denise Fraga, que está em cartaz em São Paulo, com a peça A Alma Boa de Setsuan, texto do alemão Berlot Brecht. Porém, a atriz, que tem mais de 30 anos de carreira, não se sente incomodada ao ouvir pessoas se autodenomirem artistas. "Eu acho que não existe uma outra palavra para descrever essa profissão, mesmo quando não existe uma formação propriamente dita. Se uma pessoa que nunca estudou começa a trabalhar e se identifica como ator, tem que correr atrás do prejuízo", aconselha. Foi assim com ator Marcello Antony, que vive o personagem Daniel na novela Ciranda de Pedra, ele afirmou recentemente no Domingão do Faustão nunca ter feito uma escola de teatro, mesmo assim é considerado um dos melhores atores da nova geração.

Mas há quem não goste da banalização da profissão. Esse é o caso da atriz Martha de Oliveira Guijarro, que atua há 13 anos. "Muitas pessoas olham a profissão como um hobby. Querem cinco minutos de fama. É muito diferente o meio em que elas vivem de onde é o meu convívio", e vai além: "Trabalhar na televisão não é igual ao teatro. As coisas na TV são mais rápidas, até mesmo o sucesso. No teatro é uma luta diária. Se não for essa sua vocação, você acaba desistindo". Martha é coordenadora do Projeto Y, que existe desde 2004 e tem oficina para quem quer aprender a atuar. Para Thiago Reis de Vasconcelos, diretor da Companhia Antropofágica e coordenador do projeto, o teatro é um constante aprendizado. "É preciso técnica, postura de voz, corpo, aprender a falar não só com as palavras, mas com o movimento. Escolas técnicas ou faculdades são necessárias para passar a base para o ator, é rascunho para depois o profissional se desenvolver cada vez mais", finaliza o diretor.

Mesmo para pequenas atuações, hoje em dia, é necessário o DRT. "O registro é fundamental, lógico, mas uma faculdade ou um curso também é importante". Já Denise acredita que o grande teste do ator é o tablado. "É em cima do palco a grande prova de fogo. Só quem realmente tem o dom vai conseguir fazer teatro", conclui.

PARA TIRAR O DRT
Funções: Aderecista, Ator/Atriz, Diretor, Diretor de Produção, Figurinista, Iluminador, Secretário de Frente, Sonoplasta, etc. Devem:

Documentos:
? Carteira de Trabalho - cópia comum - foto e verso
? CPF - cópia comum
? RG - cópia comum
? Título de Eleitor - cópia comum
? Comprovante de endereço (água, luz, telefone - cópia comum)
? Pasta com trabalhos (cartazes, programas, contratos, etc.)
? Carta de punho (manuscrita) do candidato, relatando experiência profissional
? Cursos na área
? Comprovação de 2º grau (intermediário) copia comum
? Taxa de entrada de processo: o equivalente a "um salário mínimo"

Obs:
? Além dos documentos acima é exigido: certificado de conclusão de curso de Arquitetura ou Artes Plásticas para função de Cenógrafo e certificado de conclusão de curso Profissionalizante de Administração de Empresas para Secretário Teatral;
? Para as funções de Cenógrafo, Secretário Teatral, Ator/Atriz e Diretor, poderá ser expedido o DRT Provisório (validade de 1 ano) com a apresentação de Carta da Escola Regulamentada, para o aluno cursando o último ano, ou Carta de Contratação de Trabalho Atual.

Obs: A documentação para Ator/Atriz ou Diretor/Diretora será avaliada pelo Conselho de Capacitação Profissional e poderá encaminhar o candidato ao registro profissional, para a realização do processo de Banca.

Nas Funções: Figurante, Diretor de Cena, Maquinista Auxiliar, Manequim, Técnico de Luz e Som, Acrobata, Domador, Mágico, Palhaço, Etc.

Documentos:
? Carteira de Trabalho - cópia comum- foto e verso
? CPF - cópia comum
? RG - cópia comum
? Título de Eleitor- cópia comum ? Comprovante de endereço (água, luz, telefone - cópia comum)
? Pasta com trabalhos (cartazes, programas, contratos etc.)
? Cursos na área
? Carta do Contratante
? Comprovação de 1º grau (ensino fundamental) cópia comum
? Currículo digitado
? Taxa de entrada de processo: o equivalente a "um salário mínimo"


Serviço:
Espaço Pyndorama
Endereço: Rua Turiaçu, 481 - próximo ao Parque da Água Branca
Tel: (11) 3871-0373

Escola Wolf Maia
Shopping Frei Caneca
Endereço: Rua Frei Caneca, nº569 3º piso - Cerqueira César
São Paulo/SP
Tel: (11) 3472-2444

Escola de Teatro Célia Helena
Endereço: Avenida São Gabriel, 462
Tel:38849414

Curso Beto Silveira
Endereço: Praça Baronesa de Bocaína, 57-Metrô Vila Madalena
Tel: 3578 1202

Oficina de Atores Nilton Travesso
Endereço: Rua: Capote Valente, 667 - Pinheiros
Tel: (11) 3088.1258 e 3081.5493

Faculdade Anhembi Morumbi
Endereço: Rua Casa do Ator, 90
Tel.: (11) 3847-3184

Indac
Endereço: Rua Coronel Melo de Oliveira, 188 -Pompéia
Tel: 3862 0947

Fátima Toledo
Endereço: Rua Bagé,194 - Vila Mariana S.Paulo - SP
Tel: (11) 5549-5087

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças