Guia da Semana

Espaço nipônico de arte

Perto da comemoração dos 100 anos da Imigração Japonesa no Brasil, o Guia da Semana mostra um espaço reservado a harmonia e serenidade das artes plásticas japonesas

Os objetos não agradam somente os amantes da cultura oriental. A contemporaneidade e estética rebuscada das obras encantam até quem pouco entende de arte. Localizada entre uma das ruas residenciais do bairro da Bela Vista, na região central de São Paulo, a Galeria Deco mantém em seu acervo obras diversificadas de artistas contemporâneos japoneses e nikkeis, além de realizar constantemente exposições abertas ao público.

Foto: Arthur Santa Cruz


O espaço foi estabelecido há 26 anos em duas antigas casas brancas de dois andares, construídas na década de 20, com área de 150 metros quadrados divididos em seis salas expositivas. Os criadores, a apreciadora de arte Hideko Suzuki Taguchi (60), nascida na província de Yamanashi próxima de Tóquio e seu marido, o poeta René Sadayuki Taguchi que já cultuavam elementos da antiguidade em suas casas decidiram montar um espaço para representar artes plásticas.

Hideko conta que no início eles tinham experimentado inaugurar uma galeria que guardasse todo tipo de arte, mas que com o passar do tempo descobriu que podiam "ser os representantes" da arte japonesa no Brasil. E para isso, a partir de 1991 passaram a convidar jovens artistas de universidades japonesas para expor no lugar. Sempre que pode, ela viaja ao Japão para selecionar e convidar alguns meninos e meninas que estão começando suas carreiras. Além deles, nomes conhecidos mundialmente como Yayoi Kusama, Takashi Murakami e Yoshimoto Nara já deixaram sua imaginação pendurada na parede da galeria.

Foto: Arthur Santa Cruz
A dona não só organiza exposições como também compra algumas obras de lá e traz para cá com o objetivo de comercializá-las a preços acessíveis. "Vendi todos os quadros de Takashi Murakami (de gravuras) que eu trouxe da última vez que estive no Japão e só sobrou um. Quase todo mundo que passou pela galeria quis levar algum. Sempre procuro trazer novidades".


Foto: divulgação/ Seus quadros
valem em média R$ 6000,00
As obras de Yayoi Kusama, artista polêmica japonesa de 75 anos, ganham destaque na coleção: seus quadros feitos com purpurina expostos no andar de cima esbanjam perfeição. Ela utiliza desde tinta plástica para pintar alguns quadros até metros de espelho e tecidos para realizar uma grande exposição. E muitas vezes, ela mesma está presente em suas criações, nua, vestida ou como sua obra exigir. É como se ela fizesse parte de um fluxo. Para Yayoi a arte não tem limites. Hideko valoriza a arte da conterrânea por isso procura sempre recolocar suas obras no acervo.

E não é só de quadro ou gravura que o espaço é preenchido. Brincos, colares, pulseiras, vasos, desenhos, esculturas, cerâmicas, fotografias, enfeites e louças também fazem parte do acervo da Galeria Deco. O material utilizado é diversificado e varia de artista para a artista. Um sugere um tema como material de pesca para enfeites, outro prefere utilizar cerâmicas para fazer louças, um outro ainda é adepto do espelho para pintar. Contudo, o espaço não se torna um lugar chato porque não determina um só padrão de arte. Cada curva do estabelecimento permite uma nova idéia, uma outra proposta.

Atualmente, a artista Kimi Nii, brasileira, filha de japoneses formada pela FAAP é uma das que se despede da exposição Mix 2007 para dar lugar a Coletiva de Desenhos, em cartaz até 9 de março. Esta segunda mostra é dedicada somente a vinte desenhos e realizada por Yasushi Taniguchi e seus convidados James Kudo, Mai Fujimoto, Ana Pinheiro e Kako. Para os interessados, a mostra acontece diariamente, das 10h às 19h no primeiro andar da galeria.

Foto: desenho do artista Kako/ divulgação


Para 2008, já estão programadas exposições pelo menos até o mês de junho. Hideko tinha planos de ir para o Japão em julho, mas se o movimento continuar assim, vai ficar por aqui e adiar a sua viagem. Amiga de seus expositores, ela procura reunir diversos deles e ampliar cada vez mais a quantidade e a qualidade da galeria.

Serviço:
Galeria Deco
Funcionamento: de segunda a domingo, das 10 às 19h.
Endereço: Rua dos Franceses, 153, na Bela Vista, São Paulo.
Telefone é (11) 3289.7067.
Grátis.

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças