Guia da Semana

Longe Daqui, lançamento da Nova Fronteira, chega às livrarias

Obra narra história de judia em busca da filha



No romance Longe Daqui, de Amy Bloom, a jovem judia Lillian Leyb deixa a Rússia após toda a sua família - os pais, o marido e a filha - ser morta num massacre. Motivada pelas histórias de fartura e liberdade que ouvia sobre a América, parte para Nova York em 1920.

Logo depois de desembarcar na nova cidade, encontra trabalho como costureira num teatro e se envolve com o ator Meyer Burstein, que, no entanto, não sente qualquer atração sexual pela moça. É com o pai dele, Reuben, que Lillian divide a cama de casal durante a maior parte do tempo. Certo dia, recebe a notícia de que sua filha, Sophie, não está morta. Teria sido encontrada, salpicada de sangue e sujeira, perto da antiga casa, e levada para a Sibéria. E é para lá que Lillian parte, sem qualquer apoio de Meyer ou Reuben.

De trem até Chicago, passa por diversas situações, além de se deparar com inúmeros personagens em sua jornada. O texto foi Inspirado na história de Lillian Alling, imigrante russa que tentou voltar a pé de Nova York à sua terra, recusando qualquer oferta de carona.

***

 

Longe daqui

Autora: Amy Bloom
Editora: Nova Fronteira

Formato: 16 x 23 cm

Páginas: 224

Preço de capa: R$ 29,90

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças