Guia da Semana

Mal entendido: Artista brasileiro hiper-realista é denunciado pelos vizinhos; entenda o motivo

Esculturas hiper-realistas de Giovani Caramello foram confundidas com cadáver

Todo mundo passa, pelo menos uma vez na vida, por uma situação que parece mentira. Na última quarta feira, foi a vez de Giovani Caramello - artista brasileiro reconhecido por suas esculturas hiper-realistas - passar por uma saia justa, que provou ainda mais o realismo e a qualidade de seu trabalho.

Já passava das 22h e Giovani estava testando a instalação "Fobia Social", de sua nova exposição, no chão de sua garagem. Havia acabado de montá-la, foi jantar, e quando estava desmontando foi interrompido pelo som da campainha.

Para sua surpresa, lá estavam quatro viaturas e dez policiais. O motivo? Os vizinhos da frente de seu atelier acreditaram que sua escultura era, na verdade, o corpo de uma pessoa, decidindo, assim, acionar a polícia por achar que o jovem estava ocultando um cadáverer.

Quando o jovem explicou que se tratavam de esculturas hiper-realistas e os policiais entraram no atelier para confirmar a informação, todos caíram na risada. Que confusão, né?

Para quem ainda não conhece seu trabalho, o artista está com exposição recém-saída do forno na Casa do Olhar, em Santo André, e super vale a visita. Na mostra, chamada Introspecção, o jovem instiga o público com temas recorrentes em seu íntimo por meio de suas obras - que fazem nosso próprio olhar duvidar do que vê. Giovani Caramello tem 26 anos, é o único artista hiper-realista do Brasil, e grande promessa no mundo das artes. 

 

Atualizado em 23 Ago 2016.

Por Nathália T.
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças