Guia da Semana

O Curioso Caso de Benjamin Button em HQ!

Ediouro lança no Brasil uma versão inusitada do conto escrito originalmente em 1922

A obra O Curioso Caso de Benjamin Button, do escritor norte-americano F. Scott Fitzgerald, que deu origem ao longa homônimo interpretado pelo ator Brad Pitt, é lançado no Brasil pela Editora Ediouro, em uma versão diferente e divertida: história em quadrinhos.

Escrito originalmente em 1922, o conto relata a história de Benjamin Button, um homem que nasceu com 70 anos, em 1860, e misteriosamente rejuvenesce ao longo do tempo. Ao contrário do filme, a versão em quadrinhos narra a história de maneira anacrônica e com muito bom humor.

Na adaptação da Ediouro, o roteiro foi escrito por Nunzio DeFilippis e Christina Weir, conhecidos por suas graphic novels como Skinwalker e Three Stikes, além de As Aventuras do Superman, Os Novos X-Men e Mulher-Maravilha. Já a ilustração ficou a cargo do desenhista americano Kevin Cornell.

Título: O Curioso Caso de Benjamin Button
Autor: F. Scott Fitzgerald
Editora: Ediouro
Idioma: Português
Número de páginas: 128 páginas
Preço: R$ 29,90

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Obras do MASP agora podem ser vistas em plataforma on-line gratuita

Museu integra a partir de hoje o acervo do Google Arts & Culture

Museu do Café, em Santos, inaugura exposição gratuita sobre propaganda da bebida

A partir de 28 de dezembro, os visitantes poderão conhecer as estratégias das marcas de café de 1900 a 1959

Especial férias: MASP abre ao público em todas as segundas-feiras de Janeiro

Programação de férias disponibiliza cinco dias a mais para visitar o Museu

5 motivos para assistir ao documentário "O começo da vida" na Netflix

O filme mostra a importância dos primeiros anos de vida sob a ótica dos quatro cantos do mundo

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA