Guia da Semana

Ramones

Conheça a trajetória da banda mais punk dos Estados Unidos



Douglas Colvin, John Cummings, Jeffrey Hyman e Thomas Erdelyi se conheciam desde a adolescência e eram um dos poucos jovens que vivam no Queens, que gostavam de MC5, Stooges e coisas do gênero. Quando resolveram formar uma banda, Douglas adotou o nome de Dee Dee Ramone em homenagem ao beatle Paul McCartney, que para evitar o assédio da imprensa e dos fãs, usava o nome Paul Ramone para se registrar em hotéis. Os outros integrantes decidiram então adotar nomes artísticos parecidos. John se tornou Johnny Ramone, Jeffrey virou Joey Ramone e Thomas Erdelyi passou a assinar Tommy Ramone. Logo, o nome da banda não poderia ser outro a não ser Ramones. O grupo é considerado o precursor do punk-rock, inaugurando o estilo da música super simplificada, com pouco mais de três acordes e de curta duração. As letras tratavam de temas cotidianos do universo jovem, sem se preocupar com nenhuma atitude mais político-panfletária.

O primeiro show da banda aconteceu em 1974, no Performance Studios. Logo depois, passaram a integrar o casting da CBGB, lendária casa noturna da cena underground nova-iorquina pela qual se apresentaram nomes como Blondie, Televison e The Cramps. No ano seguinte, assinaram um contrato de cinco anos com a gravadora Sire Records. Em 1976, lançaram o primeiro disco, Ramones, que foi sucesso só em Nova Iorque e em Londres, onde uma cena punk-rock estava começando a despontar, com as bandas The Clash e Sex Pistols. Os discos dos Ramones só chegaram a ser sucessos nas paradas na década de 90, quando conquistaram uma leva de fãs mais jovens, entretanto, a crítica especializada nunca economizou elogios ao grupo.

Em 1995 a banda lançou ¡Adios Amigos! e partiu para uma turnê pela última vez. O último show da banda, realizado no The Palace, em Los Angeles, foi registrado e posteriormente lançado como o disco ao vivo We´re Outta Here. Além de Tommy, passaram também pela bateria do grupo Marky Ramone, de 78 a 83 e de 87 a 96, e Richie Ramone, de 83 a 87. Durante o período de 89 a 96, foi CJ Ramone que tocou baixo no grupo. Joey faleceu em decorrência de um câncer linfático, em 2001. No não seguinte, Dee Dee foi encontrado morto devido a uma overdose de heroína. Johnny morreu de câncer de próstata, em 2004.

Foto: Divulgação

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças