Borboletas Negras

Filme retrata rebeldia e sensibilidade de poetisa que lutou contra o Apartheid

  • (Créditos: IMDb)

  • (Créditos: IMDb)

  • (Créditos: IMDb)

FILME - Borboletas Negras
  • Direção: Paula van der Oest
  • Elenco: Carice van Houten, Rutger Hauer, Liam Cunningham, Grant Swanby
  • Nome Original: Black Butterflies
  • Ano: 2010
  • Duração: 100 min
  • País: Noruega, África do Sul, Alemanha
  • Classificação: 14 anos
  • Gênero: Drama

A poetisa sul-africana Ingrid Jonker lutou contra o Apartheid, na década de 60, usando a poesia como arma. Suas palavras resistiram à censura do governo vigente e tocaram corações ao redor do mundo. Sua mensagem chega agora a mais pessoas através do filme Borboletas Negras.

>> Confira as estreias da semana
>> Veja os filmes que estão em cartaz
>> Saiba quais foram os filmes mais vistos do fim de semana

A importância do trabalho desenvolvido pela escritora ficou evidente quando Nelson Mandela, em seu primeiro discurso como presidente da África do Sul, leu o poema A criança que foi assassinada pelos soldados de Nyanga. O texto de Ingrid foi usado como um símbolo da África livre.

Sob direção da holandesa Paula van der Oest, o longa-metragem retrata o instável lado emocional da artista. Com espírito sensível e rebelde, ela se destacou entre os escritores da época, mas criou um difícil relacionamento com seu pai, que era o chefe do departamento de censura do governo. Os amores também tiveram papel importante na trajetória de Ingrid Jonker; entre eles o escritor Jack Cope.

Este filme não está em exibição nos cinemas

Veja aqui os filmes que estão em exibição

Trailer

COMENTÁRIOS

Ely Yabeth Brait Alvim

Gostaria muito de que às 2as fas também passassem estes filmes de arte. Moro aqui perto, já pude assistir a bons filmes no cine do santa cruz. Perdi o Guinsburg, pelo horário muito cedo e agora vou perder este. Sou escritora, tenho amigos artistas e escritores e, após fechamento do Belas Artes, espaços para sessões de arte são preciosos e necessários. Que os cinemarks da vida se lembrem mais e mais de nós.

22 de fevereiro de 2012 às 14:21

Reginaldo Guarani Kaiowá

Saudades, dos momentos em que podíamos por alguns minutos que fossem, ficar vendo a Consolação subir e descer enquanto você ia ao banheiro.Ficava naquele aquário urbano, como se fosse um peixe dentro de uma bolha de sensações e emoções que ainda fluiam do filme que tinha acabado há pouco.

22 de fevereiro de 2012 às 14:49

Ely Yabeth Brait Alvim

Ah, meu Belas Artes, ah, meu Belas Artes, quantas partes de mim quando te vejo assim me partes?

23 de fevereiro de 2012 às 10:15

Maeli Campos

vê esse...

10 de abril de 2012 às 19:13

Antonio Bandeira

acho que vou ver...

17 de abril de 2012 às 17:21

Antonio Bandeira

Magnífico. Recomendo. Pena que somente em uma sala, em duas sessões semanais. 3ª e 5ª, às 21h. Shopp. Paulista. Ainda assim vale a pena.

18 de abril de 2012 às 09:12

Celia Godoy

Esse filme e maravilhoso as paisaguens os artistas e a direção são impecaveis. Essa historia e verdadeira me comovel muito e indico como um filme classico

30 de abril de 2012 às 11:26

Marcia Dolores Resende

Um filme que retrata a intensidade e a beleza de uma alma fixa em padrões familiares que alimentam a desvalorização.Um filme onde cada poema e cada cena toca o ser .

09 de julho de 2012 às 19:03

Destaques do guia