Guia da Semana

10 Clichês que você está cansado de ver nos cinemas

Relembre as cenas mais frequentemente repetidas nos filmes

Às vezes, parece que estamos vendo os mesmos filmes várias e várias vezes, de tão parecidas que são algumas cenas. Fica fácil, até, prever o que vai acontecer em cada cena de acordo com os clichês mais comuns. Duvida?

Confira 10 cenas que se tornaram verdadeiros clichês no cinema:

 

Acidente de carro

Se um personagem está dirigindo um carro e a câmera se demora em seu rosto, é quase certo que ele irá se distrair, seja rindo e cantando com o passageiro; seja brigando com ele ou com outra pessoa pelo telefone; seja porque está sozinho e enlouquecido de raiva. Quando voltar a olhar para a estrada, haverá um acidente – ou o carro irá bater e capotar, ou atropelará alguém.

Perseguição de carro

Seja qual for o tema, qualquer filme de ação precisa de pelo menos uma longa cena de perseguição, de preferência com carros e explosões. Quem está fugindo está sempre num único veículo, um pouco à frente, e quem persegue costuma estar em bando, dando tempo para que cada carro seja abatido até sobrarem apenas o herói e o vilão.

Casamento interrompido

“Fale agora ou se cale para sempre”. Já imaginou se, na vida real, alguém realmente entrasse esbaforido pela porta da Igreja a cada vez que o padre dissesse estas palavras? Depois de meses de preparação e gastos astronômicos para realizar uma única festa, o cancelamento de um casamento na hora H só poderia ser, mesmo, coisa de cinema.

­

Chuva em momentos de dor

Se o protagonista enfrenta um momento difícil, o clima provavelmente o acompanhará. Pode reparar: muitas vezes, a tempestade começa de repente, logo após um acidente (de carro, é claro), a morte de um ente querido ou uma briga com a pessoa amada.

Beijo depois de uma briga

No cinema, brigas de casais dificilmente terminam em silêncio, lágrimas ou separação. O mais provável é que os dois (sejam eles namorados, casados ou recém-conhecidos) encerrem os insultos e agressões com um beijo apaixonado, seguido de uma noite de amor reconciliadora.

 

O terceiro atirador

Um personagem está apontando o revólver para outro, que aponta de volta. Não há saída: se um atirar, o outro atira também e os dois morrem. Como sair dessa situação? Fácil, insira um terceiro personagem fora do quadro e faça-o atirar primeiro.

Bomba desarmada no último segundo

Sempre que há uma bomba em cena, o público já sabe que pode esperar duas coisas: que a bomba sempre terá um relógio em contagem regressiva e que o protagonista demorará até o último segundo para conseguir desativá-la. É comum, também, que a montagem intercale as imagens da ação com os números do relógio para aumentar a tensão. 

Leitura em sala de aula

Este clichê é um pouco menos notado que os outros porque não é característico dos filmes de ação, mas sim de dramas e romances. Em qualquer filme que envolva uma escola, haverá uma cena de leitura de um trecho literário em sala de aula. Caso o protagonista seja um estudante, será ele que lerá o trecho (sofrendo bullying dos colegas ou expressando um sentimento pessoal na leitura). Caso seja o professor, o texto refletirá suas ideias e resumirá o conflito que ele irá enfrentar ao longo do filme.

 

Pai ausente no aniversário ou na apresentação escolar do filho(a)

Não são só as mulheres que são estereotipadas no cinema. Os homens também seguem um padrão bastante restrito: se forem pais, com certeza faltarão a algum evento importante do filho ou da filha por causa do trabalho e precisarão se redimir.

A agente dupla

Sabe aquela personagem que é parceira do herói durante todo o filme, mas nos minutos finais se revela uma traidora, trabalhando para o inimigo ou para uma terceira organização secreta e incumbida de espionar o protagonista? Pois é, nós também estamos cansados desse clichê.

Os amigos suicidas

O protagonista se levanta e faz um discurso do tipo “prefiro morrer com honra a perder esta batalha” e, de repente, seus amigos vão se levantando um a um e se colocando ao seu lado, dizendo “eu estou com você”, “eu também”, “vamos todos juntos”, etc. 

Atualizado em 2 Set 2015.

Por Juliana Varella
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Sesc Santana exibe óperas europeias na tela de cinema

“A Flauta Mágica” e “Aida” têm exibições em janeiro

10 Filmes sul-coreanos que você precisa conhecer

Filmes como “A Criada” e “Invasão Zumbi” são exemplos do crescimento do cinema comercial no país

Michael Fassbender fala sobre a adaptação de “Assassin’s Creed” para os cinemas

Filme estreia no Brasil no dia 12 de janeiro

Natalie Portman encarna a Sra. Kennedy no pesado e surpreendente “Jackie”

Filme reconta o assassinato do presidente americano sob o ponto de vista da primeira-dama

Andrew Garfield fala sobre selinho em Ryan Reynolds no Globo de Ouro - e repete a dose em apresentador!

Ao falar sobre o assunto, Garfield beijou Stephen Colbert

“Moonlight” chega aos cinemas brasileiros às vésperas do Oscar 2017

Filme narra a história de um garoto negro que se descobre gay numa comunidade preconceituosa e violenta