Guia da Semana

10 Fatos Assustadores Que Você Não Sabia Sobre "A Bruxa de Blair"

Longa de 1999 ganha sequência no dia 15 de setembro nos cinemas

17 anos atrás, o público de horror foi surpreendido pelo lançamento, quase misterioso, de um filme de baixíssimo orçamento que cravou suas raízes na internet e acabou estourando nas bilheterias, dando origem a um novo gênero que seria copiado incansavelmente nos anos seguintes: o falso documentário.

A Bruxa de Blair” foi um marco para o cinema, mas também impactou muitos fãs por oferecer uma experiência aterrorizante supostamente baseada em fatos reais. Não é por menos: a produção foi cercada por detalhes sinistros, planejados cuidadosamente pelos diretores Daniel Myrick e Eduardo Sánchez.

Confira 10 fatos assustadores que você ainda não sabia sobre “A Bruxa de Blair” (1999):

 

1. O elenco achava que a lenda da bruxa de Blair era real

Os diretores realmente estavam dispostos a tudo para tornar a experiência mais realista e, um dia, pediram para os atores entrevistarem pessoas na cidade sobre a lenda. O que eles não sabiam é que a produção havia contratado outros atores para confirmarem a história.

 

2. Os atores ficavam sozinhos na floresta e recebiam mensagens secretas

Para estimular o improviso e aumentar o clima de mistério, os diretores se mantiveram relativamente distantes do elenco e deixaram instruções sobre a história em pontos estratégicos. Cada ator tinha uma mensagem diferente e eles não podiam mostrá-las para os outros.

 

3. Os atores realmente passaram fome

Não que não houvesse comida, mas os diretores garantiram que o humor dos três atores estaria no limite reduzindo a quantidade diária de alimento (que se limitava a bananas e barras de cereal), que eles deixavam para o trio na floresta.

 

4. A cena da cabana foi real

Não foram forças sobrenaturais que chacoalharam a cabana no filme de 1999, mas sim os diretores, que surpreenderam os atores enquanto eles dormiam para captar a surpresa genuína.

 

5. Elementos usados em cena eram reais

O dente encontrado no final do filme é real, retirado do consultório do dentista de um dos diretores. Já o cabelo era do ator Joshua Leonard. Além disso, o som de crianças brincando que o elenco ouvia à noite foi gravado na vizinhança da mãe do diretor, o que tornou a experiência ainda mais aterrorizante.

 

6. As filmagens terminaram na noite de Halloween

O trio ficou isolado na floresta por oito dias e só pôde voltar à cidade quando as gravações acabaram, no dia 31 de outubro de 1997 – justamente quando as ruas estavam tomadas por fantasias sinistras. Isso é, exceto pelo ator cujo personagem foi morto em primeiro lugar, que pôde sair e ter uma refeição decente antes dos outros.

 

7. Pensaram que Heather Donahue realmente tinha morrido

A mãe de Heather Donahue recebeu centenas de mensagens de condolências pela morte (fictícia) de sua filha. Parte da culpa foi do site IMDB, que cadastrou os atores como “desaparecidos, possivelmente mortos” antes da estreia do filme.

 

8. Um fã invadiu a casa da prefeita de Burkittsville pensando que estava aberta para visitação.

Depois do sucesso do filme, a pequena cidade americana se tornou um ponto turístico e fãs de todo o mundo viajaram para conhecê-la. O movimento era tanto que, um dia, a prefeita acordou e encontrou um jovem em sua sala de estar, pensando estar numa casa cenográfica.

 

9. O filme foi divulgado como um documentário

Hoje em dia, seria impossível enganar tantas pessoas quanto “A Bruxa de Blair” conseguiu enganar no final dos anos 90. Acontece que, na época, o filme foi divulgado exclusivamente como um documentário e a campanha de marketing, aliada a uma abertura limitada nos cinemas, garantiu que os jovens pensassem ter “descoberto” uma pérola nos confins da internet. Vale lembrar que o gênero “found footage” praticamente não existia.

 

10. Os diretores tiveram que retirar cartazes promocionais de Cannes por causa de um crime

Durante a divulgação no festival de Cannes, os diretores distribuíram folhetos com fotos dos atores “desaparecidos”. O problema é que, na mesma época, aconteceu um sequestro real de um executivo da televisão, e a equipe teve que cancelar a divulgação.

  

Atualizado em 9 Set 2016.

Por Juliana Varella
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Emma Watson recusou papel de Cinderela antes de "A Bela e a Fera"

"Simplesmente senti que a personagem ressoou muto mais comigo", explicou a atriz

Críticos brasileiros elegem "Aquarius" e "Elle" como os melhores filmes de 2016

Abraccine também escolheu "Estado Itinerante" na categoria curta-metragem

"Minha Mãe é uma Peça 2" é o terceiro filme nacional mais assistido desde 2002

Comédia estrelada por Paulo Gustavo estreou em dezembro e segue em cartaz

Festival gratuito de cinema francês pode ser visto em qualquer lugar

7ª edição do MyFrenchFilmFestival acontece entre 13 de janeiro e 13 de fevereiro

Sesc Santana exibe óperas europeias na tela de cinema

“A Flauta Mágica” e “Aida” têm exibições em janeiro

10 Filmes sul-coreanos que você precisa conhecer

Filmes como “A Criada” e “Invasão Zumbi” são exemplos do crescimento do cinema comercial no país