Guia da Semana

Arrancando boas risadas, "Os Caras de Pau" mostra a empatia de Leandro Hassum e Marcius Melhem

A adaptação do seriado homônimo entra em cartaz no dia 25 de dezembro e é uma ótima opção de humor para as férias

Depois de "Vestido Pra Casar" e "O Candidato Honesto", Leandro Hassum volta aos cinemas com "Os Caras de Pau em O Misterioso Roubo do Anel". Desta vez, ao lado do parceiro Marcius Melhem, Hassum leva às telonas as peripécias e a empatia da dupla que vimos nas três temporadas do seriado da Rede Globo. O filme, que estreia no dia 25 de dezembro, ainda traz atuações de Christine Fernandes e André Mattos.

No filme, Pedrão (Melhem) e Jorginho (Hassum) são dois seguranças escalados para cuidar de um valioso anel, em exposição em um museu no Rio de Janeiro. A joia, herança de família da socialite Gracinha de Medeiros, tem valor inestimável e cabe à atrapalhada dupla garantir a sua segurança. A confusão começa quando o objeto, em meio a uma tentativa de roubo, vai parar do estômago de Jorginho. Começa, então, uma perigosa corrida pelo anel. É que o objeto é mais cobiçado do que o imaginado: Pedrão e Jorginho passam a ser perseguidos por uma quadrilha de samurais, além de uma família de mafiosos portugueses. A partir daí, é uma bagunça atrás da outra, em um roteiro cheio de reviravoltas e boas sacadas de humor.

Após conferir dois filmes do humorista só em 2014, as expectativas acerca do filme vieram em mão dupla: será que os trejeitos de Hassum não soarão artificiosos, como vimos anteriormente? Será que não se passará apenas de uma comédia comercial repleta de esteriótipos? A boa notícia é que "Os Caras de Pau" consegue ultrapassar as possíveis críticas. O resultado é mediano, entretanto, a empatia de Hassum e Melhem seguram o roteiro e seus clichês de praxe. Mesmo que as piadas não sejam lá tão originais, o filme consegue arrancar o riso e firmar o talento da dupla.

No final, parece que, infelizmente, não se pode esperar muito de uma comédia comercial. São poucas vezes em que a narrativa apresenta alguma novidade, fugindo do típico esquema hollywoodiano. Os esteriótipos, por sua vez, estão sempre presente - é difícil não se incomodar com as ácidas pitadas de preconceito. "Os Caras de Pau", assim como "Vestido Pra Casar" ou qualquer outro, levam à reflexão: quando o cinema brasileiro deixará de lado as ofensas e vai entreter o espectador com humor de qualidade? Ainda estamos longe. Enquanto isso, "Os Caras de Pau" mostra-se como uma boa opção para as férias. Espere diversão barata - e nada mais.  

Atualizado em 2 Dez 2014.

Por Ricardo Archilha
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

“Logan” e “A Bela e A Fera” são os filmes mais vistos nos cinemas em 2017; confira os números

Veja o balanço completo das bilheterias mundiais em 2017

15 Filmes que dão uma aula sobre preconceito racial

Títulos como “Moonlight” e “Estrelas Além do Tempo” têm colocado o tema no centro das atenções

Marvel Studios divulga pôsteres incríveis de "Guardiões Galáxia Vol 2"

Filme estreia nos EUA em 27 de abril

10 Filmes que você vai querer ver nos cinemas em abril

"Joaquim" e "Guardiões da Galáxia Vol. 2" estão entre os destaques do mês

Pennywise está assustador em nova foto de "It: Uma Obra-Prima do Medo"

Adaptação do livro de Stephen King estreia em setembro

Aquaman rouba a cena em novo teaser de "Liga da Justiça"; assista

Filme estreia no dia 16 de novembro