Guia da Semana

Crítica: Em "Adeus à Linguagem", Godard continua a explorar as diversas formas de se fazer cinema

Gravado em 3D, novo longa do diretor foi sensação em Cannes

Um dos maiores nomes da Nouvelle Vague, Jean-Luc Godard não descansa - a sua filmografia soma mais de 100 filmes, incontáveis deles premiados em renomados festivais de cinema. Com 83 anos, o diretor continua ativo e a prova disso é o recente "Adeus à Linguagem". Vencedor do Grande Prêmio do Júri no último Festival de Cannes, o filme, com versões em 2D e 3D, estreia no Brasil na próxima quinta, 30 de julho. 

Com a proposta de uma experiência imersiva e sensorial, "Adeus à Linguagem" teve as suas cenas captadas por cinco dispositivos e frames-rates diferentes, todas especialmente pensados para exibição em 3D. Realmente faz jus ao título. Assim como nos tempos da Nouvelle Vague, Godard continua a explorar as diversas linguagens cinematográficas, sejam sonoras, visuais ou da própria fala. 

Durante os 70 minutos de longa, acompanhamos imagens desconexas que, aos poucos, constituem o enredo principal. As conversas despretensiosas de um casal levam a questionamentos que transitam entre a filosofia, o existencialismo e o social. Os diálogos são soltos (como de praxe) e remetem ao já conhecido estilo do diretor - é como reassistir "Viver a Vida" ou "O Demônio das Onze Horas", desta vez, com o olhar mediado por óculos 3D. 

Com isso, Godard traz à tona a sua famigerada persona: uns a amam, outros a odeiam. Àqueles que apreciam a grande experimentação que é o cinema de arte, "Adeus à Linguagem" é um prato cheio. Caso contrário, encará-lo pode ser uma má ideia. De qualquer forma, o controverso cineasta (ora aplaudido, ora vaiado), continua a mostrar a sua capacidade de reinvenção, seja por si só, ou pelo cinema como um todo.

Atualizado em 13 Ago 2015.

Por Ricardo Archilha
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

17 filmes para assistir no NOW durante o feriado de Carnaval

De terror a animação, confira filmes que vão te entreter nesse feriado

Logan: "filme definitivo" do Wolverine chega aos cinemas

Longa marca a despedida de Hugh Jackman do personagem que viveu por 17 anos

Um Limite Entre Nós: filme indicado ao Oscar chega ao Brasil em cima da hora

Longa traz Denzel Washington e Viola Davis em atuações singulares

13 filmes indicados ao Oscar que você pode assistir em casa agora mesmo

Do premiado “A Chegada” ao emocionante “Fogo no Mar”, veja quais são os filmes do Oscar para assistir no NOW

Confira os melhores momentos da passagem de Hugh Jackman pelo Brasil

“Silêncio”: 3 motivos para ver o novo filme de Scorsese (e 3 para pensar duas vezes)

Longa traz Andrew Garfield e Adam Driver como padres jesuítas